Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Índia um país com preconceitos

Índia um país com preconceitos

Categoria: Outros
Visitas: 269
Comentários: 7
Índia um país com preconceitos

A Índia é um país que ocupa a maior parte do subcontinente indiano. São muitos os países que forma fronteira com a Índia entre eles a China, Nepal e Butão, e saiba que depois da China é o segundo país mais populoso do mundo, com mais de um bilhão de habitantes. E têm mais de 20 línguas oficiais, entre elas o híndi, o tâmil e o inglês. A sua capital é Nova Délhi, uma cidade projetada pelo famoso arquiteto britânico Edwin Lutyens. É uma cidade conhecida pelos bulevares amplos e cercado de árvores, e por abrigar diversas instituições e monumentos nacionais. E saiba que a Índia é atualmente uma potência emergente do século, e também é o mais importante para o futuro do planeta como já falei em outra ocasião.

A índia é a chave para esse planeta, com uma nova potência global. A civilização indiana é uma das mais antigas do mundo, e sua população divide-se em muitas religiões como o hinduísmo, o budismo, o jainismo, o sikhismo, e a religião muçulmana. Como em todo país existe suas religiões, e seus preconceitos e os seus valores, assim também é na Índia. Para podermos conhecer a Índia é necessário a trocar o dinheiro como falei em outros textos sobre moedas, pois a moeda oficial do país é rupias, como em outros é o euro, o dólar, e o cruzeiro, assim é na Índia rupias, e a sua peculiaridade da cultura indiana é o sistema de castas.

A casta é um sistema de estratificação social hereditário, que é fundamentado na religião hindu, e não como muitos pensam e confundem com classe social; ela não está ligada a riqueza ou pobreza. Mais saiba que o individuo nasce e morre dentro de sua castra e transmite de pai pra filho, independente de quantos bens tenha ou poderá adquirir, a casta não é regida pelo o que se possui, mas pelo que ela é. É imutável, e não permite nenhuma mobilidade. Já segundo o hinduísmo, a humanidade nasceu do único deus: Brahma. Porém, cada um se originou de diferentes partes de seu corpo. Esse é um critério para classificar as 4 castas básicas: os Brâmanes (sacerdotes, professores, sábios) a casta mais alta saiu da boca de Brahma. Xátrias (governantes, e guerreiros) dos braços de Brahma. Os Vaisias (comerciantes) das pernas de Brahma. Sudras (agricultores, e prestadores de serviços) dos pés de Brahma.

Continuando a falar sobre as castas e os sem-casta que são os Dalits, ou seja, os intocáveis que são párias, ou seja, Depois foram surgindo outras sub-castas. Os que não obedeciam às regras básicas de sua casta ou cometiam delitos considerados grave, eram expulsos da casta pelo conselho de anciões, os que não têm castas, é a poeira sob os pés dos Brahma. Os dalits são os que realizam os trabalhos considerados impuros para as outras castas, como a limpeza de excrementos, a lidar com os cadáveres. Os dalits não podem beber água da mesma fonte, nem da mesma corrente de água dos demais, e não é permitido entrar nos templos, nem mesmo tocar, com o seu corpo ou sua sombra, ou em nenhum individuo pertencente a qualquer casta.

O Gandhi foi um dos que lutaram pela inclusão dos intocáveis. Ele próprio passou a levar o seu e outros banheiros, numa atitude simbólica que tinha como finalidade demonstrar a igualdade entres os homens. Ele se tornou um herói para a Índia. Agora depois da independência da Índia , em 1947, um intocável, o Dr. Ambdkar, era um pária ou dalits (sem casta), mas conseguiu se doutorar em economia e participou da redação da nova constituição, que aboliu as castas da lei, mas infelizmente não dos costumes. Pois elas vigoram até hoje, e mais fortemente nas regiões rurais, mas saiba que o governo da Índia tem feito campanhas no sentido de mudar esse quadro, estimulando com prêmios o casamento entre castas e proporcionando aos dalits o direito a educação e introduzindo ao mercado de trabalho.

Apesar de ainda existir muita resistência, mais saiba que os dalits já fizeram muitas conquistas consideráveis, entre elas a eleição de Mayawati, uma intocável, para governadora do estado de Uttar Pradesh. Ao costumes indianos, é bem diferentes dos que já estamos acostumados a ver. Pois existem também muitas formas de se chamar a mãe na Índia. E uma delas é chamar Mamadi, que é a palavra mais doce do vocabulário dos indianos, mas às vezes eles também falam Maa ou Mera Maa. Que são as primeiras palavras pronunciadas por um bebê indiano. Existe um também outro termo em sânscrito e em híndi que também significa mãe é Mata e Pai é Pita. E às vezes eles chamam a mãe de Mata pita que simboliza que ela é tudo para eles. Os hindus sentem Deus mais como mãe do que como pai. São também chamados os rios sagrados de mãe como Ganga Meri Maa (ganga minha mãe). As árvores também são chamadas de mãe. A vaca é para os hindus é como uma mãe que doa o seu leite para os humanos se alimentarem. Saiba que uma das formas mais carinhosas é usada para chamar a mãe é de Mamadi.



Waldiney Melo

Título: Índia um país com preconceitos

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 269

778 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 7 )    recentes

  • SophiaSophia

    26-05-2014 às 06:03:54

    É triste ver um país tão rico e tem tantos preconceitos. A índia desmoraliza muito as mulheres, que fato lamentável,mas esperamos que isso seja mudado. Há esperança!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    10-09-2012 às 22:05:04

    adorei mesmo o seu texto. corresponde totalmente aquilo que eu conheço da índia. eu gosto imenso de ler coisas onde se veja domínio do tema. transmite-nos confiança. eu adoro a índia e gostava de ir, para tirar as minhas conclusões. a novela Caminho das Índias impulsionou ainda mais este gosto. contudo, fiquei descontente com o filme Quem quer ser bilionário? onde se via a pobreza do país e a discriminação entre ricos e pobres.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãolorenzo

    27-08-2011 às 15:10:46

    este texto vai ajudar muito no meu trabalho acho que vou tirar dez

    ¬ Responder
  • tainaratainara

    14-09-2010 às 21:11:45

    Esse texto está muito bem elaborado achei mto interessante!

    ¬ Responder
  • jemimajemima

    16-08-2010 às 03:00:22

    legal esse texto...

    ¬ Responder
  • Alex SandroAlex Sandro

    27-07-2010 às 05:08:22

    Olá! Adorei o texto, muito interesante e explicativo.

    ¬ Responder
  • vanessa bruna andrade vasconcelosvanessa bruna andrade vasconcelos

    11-09-2009 às 15:12:21

    amei o texto meu nome e vanessa bruna andrade vasconcelos

    ¬ Responder

Comentários - Índia um país com preconceitos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios