Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Chuva Poética

Chuva Poética

Categoria: Literatura
Chuva Poética

Com Fardas

Com fardas te protejo,
te guardo em meu coração,
construo em seu coração
o nosso castelo,
o ninho do nosso amor que
com o fogo da nossa paixão
o nosso castelo que deslumbrado
pela sua beleza sempre estará
[...]
Com fardas protejo
sua tão solene
e pura alma que tanto me
consagra com sua beleza
que se eternizará com o
fogo do nosso amor que
em meus horizontes se
eternizará com as profundas
marcas que deixará registrada,
quero te fazer sentir amada e
contemplada com a cor do
arco-íris que resplandecia
em meu céu azul que entre
nuvens embeleza o meu viver.

242) Ressuscite

Ressuscite em minha
santa alma o valor de minhas
tão dolorosas mas,
enriquecida memórias
que me deu a sabedoria
eterna de te amar o quanto
à amo,
o quanto admirava a sua
conduta,
o quanto eu sabia desprezar
as depredarias que faziam em
meu coração que tanto protegeu
este amor mais suave quanto o
brilho e o
encanto do seu olhar que ao passar
do tempo acabou passando à ser
um boi-bandido que comemora o
gol do Brasil na copa
[...]
Ressuscite em meu
coração aquele fogo ardente
que além de incendiar meu coração
tão sofredor de ilusão que de tão
sarcástica me elimina como uma
peça de xadrez da sua vida que é
tão inocente,
a força para que eu poça
vencer e me desprender da prisão
na qual fui apreendido sem ao menos,
escolher com o que,
sofrer [...] Estou sendo sufocado
por uma solidão.

243) Sua Inocência

Sua inocência
resplandecia minha alma,
resplandecia meu coração
que é completado com o seu,
seus olhares fazia o sol
em meu coração brilhar,
seu sorriso fazia a imensidão
do céu se purificar,
sua alma que se realizar
e concretizar com a beleza
resguardada em seu coração,
[...]
Sua inocência em meu
coração fazia a paz de
viver a vida como ela é mesmo que
nossos destinos se contradizem,
caem nas armadilhas de um
caminho pela qual minha solene
e pura alma resolveu seguir
quebrando assim com que eu
te aceitasse por mais que nossas
realidades e
nossas vidas sejam tão destintas.

244) Por Mais Que

Por mais que nossas
alma não sejam a mesma,
não se unifiquem,
não se concretizem
como um só,
por mais que sua alma
resida em um corpo na qual
as nossas peles sejam destintas,
por mais que sua cultura seja
tão diferentes,
por mais que nossas almas sejam,
de uma forma ou de outra,
desiguais e
diferentes
[...]
O nosso amor nunca será,
nunca foi e
não é diferente por mais que
nossas cores de pele e
nossas manias às vezes
nos diferem
[...]
O amor que nós sentimos
de um pelo o outro é como
uma fenix que nunca mais
se apaga,
é um fogo que jamais se
apaga por mais que o vendaval
de ilusões que tenta me repreender
que tantos infelizes ataques que a cada vez
que passa,
apesar de ferir-me profundamente e
se deixa queimar pelo fogo que incendia
nossos corações que se completam.

245) Gavião De Fogo

O gavião de fogo que
em meu coração sobrevoa,
sobre a neblina de ilusão
sarcástica que me
encobre com a nuvem da
escuridão da
ilusão sem fim,
de uma solidão que simplesmente
me ataca,
que simplesmente sobrevoa
atacando-me com bolas de fogo,
que incendeia o meu jardim que com
flores vermelhas e
pétalas de rosas resguardo à você,
que tão importante é para mim como
a sua vida que para mim é como os
frutos de um amor tão forte que dá vida
à fonte de meus sentimentos que sem
esse detalhe que tanto difere dos outros e
nada dessa felicidade viraria realidade.

246) A Raridade

A raridade do seu
olhar que tanto me
enriquecia,
seu sorriso que aqui
dentro faz irradiar
os raios solares,
seu corpo de uma
inigualável Princesa
de meu reino,
de meu castelo
que está embelezada
pela sua tão cristalina
e pura presença.

247) Em Você

Em você nada é mais
belo quanto seus olhos que
são como duas pedras de diamantes,
seu sorriso que é tão
esplendoroso quanto a luz que
reflete ao mar azul,
seus singelos sentimentos
que clamam pela voz de meu coração
que tão doente e sujo, está
[...]
Em você,
em seu coração procuro a formula
do amor verdadeira,
da paixão irradiante quanto a lua
e as estrelas,
em sua alma procuro um singelo
significado pela vida,
por estar vivendo provando à mim
mesmo a força que em minha alma
resguardo que nada mais é,
que a fé que em meu coração,
aos poucos,
juntamente com o fogo da paixão
que incendeia o coração com
o calor da sua aproximação que
a cada vez mais vai me enriquecendo.

248) Reflete Em Mim

Reflete em meu coração
as irradiações da nossa paixão
que é a metamorfose do
nosso amor,
reflete em seu olhar o
fogo da paixão que incendeia
o meu coração que faz gerar
a fúria de vulcão que adormecido
estava muitos anos que acorda
e com o lava de fogo que se escorre
vai eliminando a tamanha mata que aqui
dentro crescia
[...]
Essa mata que crescia em meu peito
era a marca registrada pela de
uma ilusão e de uma solidão que sem
a mínima procedência invadia-me
como a de um boi-bandido,
como um carro desgovernado
que invadia-me a residência que construí
com cada diamante que você com seu amor
e com a metade do seu coração que me
completa concedeu-à mim.

249) Conceda-Me

Conceda-me o calor do seu amor,
o calor da sua paixão,
a chave do nosso futuro lar,
se concede a oportunidade de
ser feliz como nenhum outro dia
você foi com alguém que tanto te ama
como eu,
a chave do nosso castelo construído
com o calor do nosso amor,
com a nossa efêmera paixão e
os singelos valores de suas emoções
e sentimentos que tanto resguarda
o meu coração que junto ao seu
me completa
[...]
Necessito do calor do seu amor
que a cada vez que se passa é
como múltipla,
o fogo da sua paixão que tanto
me incendeia e
que tanto me irradia com a luz
do arco-íris que reflete no asfalto
para qual meu fusca turbinado
e minha Brasília amarela com
toda velocidade do mundo.

250) Por Toda A Vida

Por toda vida te guardo,
te reservo para que nunca mais
me deixe,
ou me abandone
[...]
Por toda vida te resguardo
na imensidão do meu coração
na qual tanto faço questão de
preserva o jardim que com todo
o nosso calor que é provocado
pela antítese da paixão que é pureza do
nosso amor,
que é como o sol que brilha em meu jardim,
dá vida às diversas plantações e
às diversas rosas que é a flor que,
nada mais e nada menos,
representa o nosso amor
[...]
Por toda à vida te reservo
em meu horizonte que nada
teria o mínimo de sentido.


Kaique Barros

Título: Chuva Poética

Autor: Kaique Barros (todos os textos)

Visitas: 0

618 

Comentários - Chuva Poética

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios