Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Eventos > A Escolha Da Música

A Escolha Da Música

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Eventos
A Escolha Da Música

A música do casamento pode, aparentemente, assumir contornos acessórios, mas é um pormenor que se reveste de alguma importância se pensarmos nos convidados que, envolvidos numa melodia agradável e familiar, se mostram mais bem-dispostos e com vontade de prolongar a sua presença na festa.

Há que não esquecer que, ao contratar a banda, deverá fazê-lo não só em função dos seus gostos, mas também em função dos gostos dos convidados. Seguindo este conselho, terá uma festa mais alegre e divertida, com toda a gente realmente feliz. Faça um apanhado da média de idades, sonde os gostos musicais e contrate a banda em função dos gostos. Se estes se revelarem muito ecléticos, a banda terá de dar provas da sua versatilidade e saber alternar entre estilos musicais (música latina, clássica, popular, etc.). Ainda antes de escolher a banda, deverá consultar e avaliar o trabalho de vários profissionais, de forma a poder comparar qualidade e preços. Após a contratação, acorde o alinhamento musical com a opinião dos profissionais que, normalmente, estão mais aptos a perceber de que tipo de público se trata e, consequentemente, a selecionar com maior rigor as músicas.

Assim sendo, para a cerimónia do casamento, e quando ainda se aguarda pela chegada dos noivos, é habitual ouvir-se músicas instrumentais clássicas ou românticas. Depois, quando a noiva chega, pode optar-se pela Marcha Nupcial, de Mendelssohn, ou pela Nona Sinfonia, de Beethoven. Durante a bênção das alianças, poderá ouvir-se Ave Maria, a de Gounod ou a de Schubert. Não se esqueça, ainda, de que deverá falar com o responsável da igreja, a fim de se certificar de que pode convidar a banda a atuar dentro do espaço da mesma.

Já durante o copo-de-água, os estilos podem então variar mais, sendo que muita gente opta por música regional ou de cariz mais popular, que vai alternando com música contemporânea. O momento mais especial, a valsa dos noivos, costuma fazer-se ao som de valsas de Strauss (Vozes da primavera), Chopin (Op. 28) e Brahms. E, finalmente, após todo o rol de cerimoniais e discursos da praxe, o ideal mesmo é dar largas à alegria e transformar o copo-de-água numa verdadeira festa, com todos os convidados a participarem e a sentirem-se bem e integrados. Verá que, no final, sentir-se-á plenamente feliz por todos os seus convidados abandonarem a comemoração com um largo sorriso de satisfação.

Isabel Rodrigues

Título: A Escolha Da Música

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

601 

Imagem por: Tony the Misfit

Comentários - A Escolha Da Música

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Imagem por: Tony the Misfit

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios