Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Como trabalhar com um chefe complicado

Como trabalhar com um chefe complicado

Categoria: Empresariais
Visitas: 2
Comentários: 1
Como trabalhar com um chefe complicado

O mundo do trabalho é bastante exigente tanto para chefes como para funcionários.

As relações interpessoais por vezes são difíceis em especial se o chefe for complicado ou tiver mau feitio. Torna-se neste caso necessário saber de algumas regras que podem domar um chefe difícil. Há especialistas de relações profissionais que ajudam a encontrar a melhor forma para problemas laborais. Assim são possíveis os funcionários confrontarem-se com vários tipos de chefes no seu trabalho. Os mais usuais são: o controlador, o nervoso, o safado, o enrolado, o amansador de feras. Todos eles têm características diferentes, sendo necessária uma certa agilidade em lidar com eles.

É muito complicado trabalhar sem motivação, tendo um chefe mal -humorado, difícil ou um banana. No entanto sempre existe um jeito de levar numa boa convivência com um superior insuportável. Convêm que nenhum nervoso ou controlador jogue na lama o sucesso de um funcionário competente.

A grande maioria dos trabalhadores já passou por este problema e teve, eventualmente de controlar a situação. Aliás estima-se que 75% dos pedidos de demissão são devidos exactamente por dificuldades de convivência com o chefe. Mas, gostar ou não do superior, relacionar-se bem com ele é fundamental para a ascensão da carreira.

O melhor a fazer com chefes problemáticos é contra atacar, concentrar nas atitudes e nunca levar para o lado pessoal.

Dividir a culpa, achando que se tem parte da responsabilidade predispõem a favor do funcionário. Se o chefe for nervoso, tem logicamente incapacidade para manter a calma e cria tumulto. Neste caso é inseguro e pode estar sob pressão. O melhor é sair de perto nestes momentos e ajudá-lo a dividir tarefas. Provavelmente o seu problema é o peso das responsabilidades.

Se ele não consegue dar instruções claras de trabalho, deve dar-se o benefício da dúvida, descobrir suas qualidades e sugeri-lhe cooperação. Ele vai encarar isso como uma ajuda que chega em boa hora.

Se ele passa dos limites e assedia, o melhor é recorrer-se à justiça. E, para os que controlam tudo, deve dar-se os detalhes do andamento do trabalho antes que ele se chateie, ou em vez de dar informações diárias, deve dar-se uma vez por semana.

No caso de um reconhecimento que ele errou, o ideal é usar-se argumentos do porquê de haver um problema, talvez ele respeite os argumentos e passe a respeitar melhor.

Para mal entendidos é sempre bom resolver a situação e nunca deixá-la mal, pois seria usada contra o funcionário.

Quando se quer apresentar uma ideia convêm esperar-se que ele esteja livre. E, andar sempre de cabeça erguida mesmo que todos tenham medo dele.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Como trabalhar com um chefe complicado

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

808 

Imagem por: World Economic Forum

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    10-07-2014 às 20:29:59

    Tem que ter muita paciência e suportar com calma essa situação. Pode-se também olhar por outro lado. Como, por exemplo, o chefe complicado ser um instrumento para moldar nosso caráter!

    ¬ Responder

Comentários - Como trabalhar com um chefe complicado

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Ler próximo texto...

Tema: Segurança
Raio Mata Três Pessoas No Brasil\"Rua
No dia 07 de novembro de 2014, três pessoas acabaram morrendo em decorrência de raios após as vítimas serem socorridas, mesmo depois de bastante tempo tentando reanimá-las.

Os três homens deram entrada no hospital com parada cardiorrespiratória e com muitas queimaduras. Esse incidente aconteceu na zona leste de São Paulo, as vitimas trabalhavam com ferro velho.

O Brasil é o país onde os raios estão mais presentes no mundo. São mais de 50 milhões de raios por ano. Esses raios atingem mais pessoas na zona rural, porém nas áreas urbanas ocorrem também só que com menos frequência.

Há pessoas que falam que raios não ocorrem duas vezes no mesmo lugar, mas isso é improvável, eles ocorrem sim! Tanto que nos últimos séculos, as tempestades aumentaram 90% por causa do aquecimento do planeta devido ao asfalto, que é uma das formas de poluição.

Alguns cuidados, nesses momentos, são importantes como: não ficar em área aberta, não usar o telefone e se vir uma tempestade, então permaneça no carro.

Os raios ocorrem no Brasil porque é um país tropical e de muito calor, por isso está em primeiro lugar em queda de raios. Nesse mesmo ano de 2014, um rapaz morreu usando o computador. Ele recebeu a eletricidade no momento em que o raio caiu na antena.

O estado de São Paulo lidera em quedas de raios. Um raio dura em média 1 segundo, e a queda de raios acontece por uma descarga elétrica que produz nuvens de chuva. Os relâmpagos ocorrem entre as nuvens e os raios pelo solo.

Algumas regiões tem tendência de cair mais raios, a descarga é visível a olho nu e é um fenômeno que produz um clarão. As mortes mais frequente são nas áreas urbanas, por isso não é seguro se proteger em baixo de árvores.

Pesquisar mais textos:

Gislene Santos Sousa

Título:Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Autor:Gislene Santos Sousa(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios