Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

Categoria: Biografias
Fernando Pessoa

“O maior de todos os legados da língua Portuguesa em todo o mundo”. Foi desta forma que o famoso critico literário Harold Bloom se referiu uma vez à fantástica obra de Fernando Pessoa.

Poeta e escritor, Fernando António Nogueira Pessoa nasceu em Lisboa a 13 de Junho de 1888, em pleno dia de Santo António.

Ainda em criança partiu com a mãe para a Africa do Sul o que lhe permitiu conhecer novas culturas e dominar na perfeição o inglês. Foi com esta língua que começou desde cedo a escrever poesia e prosa.

O poeta dos heterónimos iniciou desde muito cedo as criações dos mesmos e reconheceu a criação do primeiro, através de carta a um amigo, quando se viu ainda pequeno a braços com a morte do pai e do irmão vítimas de tuberculose. No mesmo ano e com 6 anos escreve o primeiro e pequeno verso de título “À minha querida Mãe”.

Em 1899 cria o pseudónimo de Alexander Search quando frequenta o Liceu de Durban na Irlanda. A frequência nesta escola distingue-o como o melhor aluno e em 1901 é aprovado com distinção.

Em 1905 volta para definitivamente (depois de ter andado por alguns países) a Portugal e a sua estadia em Lisboa trá-lo de volta às suas grandes origens.

A educação britânica oferece-lhe os primeiros trabalhos como tradutor de obras para a língua inglesa. A frequência na escola comercial na Durban Commercial School também lhe oferece alguns trabalhos temporários.

Com a imaginação fértil própria de um poeta, continua a escrever em Inglês, mas sendo a língua Portuguesa o seu grande amor, em 1906 matricula-se no Curso Superior de Letras.
Participa em revistas literárias e estreia-se como ensaísta e critico literário já em 1912.
A sua obra apresenta-se dispersa em revistas e várias publicações. Publicou 3 livros em vida 2 em Inglês (“35 Sonnets” 1918 e “English Poems I-II” 1922) e um em Português – O mais fantástico de todos – “Mensagem” (1934).

Entre os fantásticos heterónimos, constam os mais extraordinários personagens como Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro. Todos de postura e características diferentes do “original” Fernando Pessoa e são criados de tal forma pelo poeta que têm inclusive data de nascimento. Apesar destes 3 serem os mais conhecidos, há quem procure todos os heterónimos de Fernando Pessoa, mas estima-se que o autor de “Mensagem” tivesse criado 127 nomes e personagens diferentes (estudo realizado por José Paulo Cavalcanti Filho).

Fernando Pessoa faleceu a 30 de Novembro de 1935 na sua cidade de paixão – Lisboa - e deixou um dos maiores legados literários do mundo.

Restam-nos frases deste extraordinário e pensativo escritor e poeta:
“Vale sempre a pena, quando a alma não é pequena” “Tenho em mim todos os sonhos do mundo”


Carla Horta

Título: Fernando Pessoa

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Comentários - Fernando Pessoa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente

Ler próximo texto...

Tema: Beleza
Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente\"Rua
Com a chegada do verão, os cuidados com a pele precisam ser intensificados. É claro que, independente da estação, os cuidados com a saúde e beleza são fundamentais. Mas, no verão, alguns problemas de pele, principalmente da face, tornam-se mais frequentes e, com isso, surgem algumas preocupações. A boa notícia é que, a maior parte dessas preocupações podem ser amenizadas ou até mesmo solucionadas com dicas caseiras de cuidado com a pele.

Logo, certos cuidados como o uso regular de bloqueador solar é importantíssimo, não só para evitar manchas no rosto e no corpo, como também, para evitar doenças graves como o temido câncer de pele. Por isso, a boa hidratação, a limpeza correta da face e o uso de cremes faciais com proteção contra os raios ultravioletas UVA e UVB não podem ser menosprezados.

Outro detalhe relevante é a escolha da alimentação. Para ter uma pele saudável e bonita é preciso evitar o uso de certos alimentos. Sabe-se que os conservantes, corantes e similares, que estão sempre presentes nos alimentos industrializados provocam alergias e outros problemas. Essas substâncias podem fazer surgir ou intensificar doenças como o melasma, aquelas manchas escuras na face. E, essas manchas são sensíveis ao calor do sol e, dependendo da pele, o tratamento exige bastante tempo e recursos financeiros para cuidados e acompanhamento dermatológico.

Mas, você pode preparar em casa uma loção para limpar a pele, reduzir ou até mesmo remover essas manchas escuras. Você vai precisar de um pêssego maduro, um pouco de hidratante facial e uma bisnaga de Bepantol, que é um creme com vitamina A.

Dicas para preparar seu creme removedor de manchas na pele:

Primeiramente, faça o creme de pêssego: é só bater no Mix o pêssego com um pouquinho de água. Para facilitar, amasse o pêssego com uma colher antes de bater no Mix. Depois, peneire a massa de pêssego para o creme ficar mais homogêneo. Em seguida, misture a terça parte da bisnaga de Bepantol ao pêssego com uma colher, preferencialmente de madeira ou de plástico. Com um algodão e com movimentos suaves, aplique a loção no rosto e deixe agir por 40 minutos. Depois lave com água abundante. Evite o uso de esfoliante porque a pele ficará muito sensível. Essa loção pode ser usada até três vezes na semana. Não use sobras de creme.

Pesquisar mais textos:

Zilma Silva

Título:Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente

Autor:Zilma Silva(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios