Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Um pouco sobre Dante Alighieri

Um pouco sobre Dante Alighieri

Categoria: Biografias
Um pouco sobre Dante Alighieri

Filho de uma ilustre família italiana.Não se sabe a verdadeira data de nascimento desse poeta.Dante definiu o idioma italiano.Naquela época a Itália era formada por vários reinos e povos,que não dividiam a mesma cultura.

Quando criança conheceu sua grande musa inspiradora.Mas terminou se casando com outra pessoa (um casamento arranjando)teve três filhos com sua esposa.

Umas das mais famosas obras de Dante,é a Divina Comédia.O significado de comédia em italiano é oposto de tragédia.O que já demonstra muito o teor dessa obra prima.O poema foi escrito em idioma toscano,muito similar ao italiano que conhecemos hoje.

O fato desse poema ter sido escrito em italiano,popularizou muito o idioma na época.E ajudou na alfabetização e liberalização do mesmo.

Dante também foi médico sem nunca se interessar de fato pela profissão.Entrou nesse ramo por ser obrigado,caso contrário não conseguiria um cargo público na sua cidade.

O poeta também foi guerreiro e lutou ao lado dos florentinos e contra a cidadela de Arezzo.Como consequência terminou sendo exilado pelo novo governador de Florença.Se fosse pego pelos soldados seria queimado vivo.Terminou seus dias exilado,sobre o poder do principado de Ravena,no mesmo ano terminou a Divina Comédia.

Em 2007, cientistas italianos tentaram recriar rosto de Dante. Acredita que um modelo oval e amarelado seja o mais similar possível de seu verdaqdeiro rosto.

Dante, como mestre da literatura universal foi usado como exemplo cultural e didático muito importante pela autora lusitana Sophia de Mello Breyner Andressen, que o usou como personagem no livreto infantil"O Cavaleiro da Dinamarca", onde é apresentado aos jovens como uma pessoa que tinha intimidade com mundos transcendentes ou que mesmo que isso não tivesse ocorrido deixou, ainda assim, uma obra prima por si mesma transcendente.

Em junho de 2008, o Comitê Cultural Florentino retirou o exílio e deu a seus herdeiros, como forma de compensar a maior honra da cidade, Il Fiorino D'Oro.

O projeto, aprovado na câmara dos vereadores de Florença,foi proposta pelo vereador Enrico Bosi, do Partido Popular da Liberdade, tendo sido aceita por apenas dois votos acima do nível mínimo, uma vez que recebeu votos contrários de muitos vereadores da não-direita, que acreditavam apenas ser uma maneira de gratificar um dos únicos herdeiros vivos de Dante, Peralvise Serego Alighieri, um agricultor e produtor de vinhos de alta qualidade.

De certa forma,tudo acabou em comédia.Uma Divina Comédia.


Gabriela Torres

Título: Um pouco sobre Dante Alighieri

Autor: Gabriela Torres (todos os textos)

Visitas: 0

634 

Comentários - Um pouco sobre Dante Alighieri

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios