Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Depressão Pós-Parto Masculino

Depressão Pós-Parto Masculino

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Depressão Pós-Parto Masculino

O nascimento de um filho é sempre motivo de uma enorme felicidade. Um novo ser que entra nas nossas vidas e a quem daremos um amor único e incondicional.

Receber um filho nas nossas vidas é um momento fantástico, mas até que ponto o pequeno (grande) Ser que por ali irrompeu, não poderá destabilizar, mesmo que não seja colocada em causa a ternura e o amor que lhe temos?

Uma depressão pós-parto é sempre um assunto delicado e sempre associado a mãe frágeis e sensíveis, que se vêm a braços com sentimentos e sensações que lhes causam um transtorno complicado de gerir. Mas até que ponto não nos devemos debruçar para os sentimentos do pai?
A depressão pós-parto também acontece nos homens e estudos revelam que 3% deles são afetados de forma substancial.

O enorme dever de responsabilidade é uma das causas. Numa sociedade em que se exige que as mulheres sejam verdadeiras heroínas e super-mulheres, há que ter em atenção que também os homens vivem sobre uma grande pressão psicológica.

É-lhes exigido que sejam bons profissionais, bons maridos, bons pais. O ser-se bem e perfeito em todas as facetas da nossa vida é complicado de gerir.

Doenças psicológicas são sempre mais bem aceites pelas mulheres do que pelos homens e este é um exemplo disso.

Um turbilhão de emoções, sensação excessiva de cansaço (mesmo quando o bebé dá boas noites), pensamento obsessivos, incapacidade de se ligar emocionalmente ao bebé, sentimentos de impotência e de inadequação, são alguns sinais que nos devem fazer ficar alerta.

Se é uma recente mãe, esteja também alerta a estes sintomas no seu companheiro. As depressões pós-parto masculinas acontecem e podem ser evitadas.

Permitam-se a falar sobre tudo, mesmo durante a gravidez. Medos, receios, espectativas devem ser partilhados sem tabus e muito menos sem julgamentos fáceis. Partilhar pode unir faz de ambos, verdadeiros companheiros duma jornada única.

Na eventualidade de mesmo assim o nascimento do bebé causar este transtorno, uma ida ao médico é essencial. Uma medicação leve ou uma conversa com um psicólogo são coisas a ponderar para bem de todos os membros da família. A depressão pós-parto tem cura e tem de ser tratada ou pode causar danos irreversíveis.


Carla Horta

Título: Depressão Pós-Parto Masculino

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

602 

Comentários - Depressão Pós-Parto Masculino

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios