Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Como evitar o ressecamento dos lábios?

Como evitar o ressecamento dos lábios?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Visitas: 2
Comentários: 3
Como evitar o ressecamento dos lábios?

Quando os lábios estão ressecados é possível notar sintomas como: queimação, ardor e leve desconforto. Tanto no inverno quanto em dias muitos secos, é comum que os lábios fiquem ressecados nas laterais, causando vermelhidão e alta sensibilidade. E isso pode ocorrer devido a vários motivos. Então, veja como evitar o ressecamento dos lábios.
A baixa umidade do ar, tempo de exposição ao sol, alimentação inadequada, beber pouca água e o uso de batons que não são adequados para você, são todos os fatores que podem fazer com que os lábios fiquem ressecados.

Cuide diariamente da sua boca:

Da mesma forma que os cabelos, a pele e as unhas, a sua boca também merece receber uma atenção especial. Para isso, invista em um bom protetor labial e use-o todos os dias antes de sair de casa. Eles ajudam a proteger os lábios contra os raios solares, hidratam e previnem contra o ressecamento.

É válido ressaltar que a mania que muitas pessoas têm de molhar a boca com a língua não ajuda a prevenir o ressecamento. A saliva contêm sais e sua acidez provoca o efeito reverso do que se espera, ou seja, somente contribui para aumentar ainda mais o ressecamento.

Saiba escolher o batom certo: Não adianta escolher os produtos que tem preços muito mais acessíveis. Você deve optar pelos que apresentam componentes hidratantes em sua composição, como a Vitamina E, manteiga de karitê e ceras. Mas, para os casos em que o ressecamento já está elevado, provocando rachaduras e até sangramento, é preciso procurar a orientação de um dermatologista, pois ele poderá prescrever pomadas com antibióticos apropriados para solucionar o seu problema.

Prefira os batons lip balm: O produto mais comum usado para proteger os lábios é a manteiga de cacau. Mas, ainda é preciso fazer o uso de produtos que ajudam na reconstrução celular. Para isso, invista nos batons lip balm. Eles não possuem cores concentradas e garante uma boa hidratação.

Beba muita água: Tanto para os tratamentos estéticos quanto para a saúde, é importante beber cerca de dois litros de água todos os dias. Já foi comprovado que quanto maior for a ingestão de água, maior será a eliminação de toxinas do organismo por meio da urina. E o mesmo vale para os lábios, pois quanto maior for o consumo de alimentos ricos em vitaminas e de água, melhor será a hidratação do corpo em geral.


Rua Direita

Título: Como evitar o ressecamento dos lábios?

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

692 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    24-06-2014 às 16:43:10

    Fantástico texto! Evitar o ressecamento dos lábios é muito importante para evitar uma aparência descuidada. Quem vive no frio ou em lugares quentes é bom utilizar aqueles batons com alto teor de proteção solar!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    13-09-2012 às 15:21:49

    Lábios ressequidos podem ser muito incómodos, problema que acompanha muitas pessoas por uma simples razão: procuram soluções recorrentes (batons que aplicam a cada meia hora) e baratas. É o caso da maioria dos batons para o cieiro encontrados no supermercado. Falando por experiência própria, a partir do momento em que troquei esses batons pelos das farmácia (um pouco mais caros, mas os batons duram vários meses), os meus lábios melhoraram imenso, deixando de estar ressequidos.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    12-09-2012 às 12:49:42

    sempre tive tendência para ter lábios ressequidos, seja no inverno, primavera, verão ou outono. tenho sempre de andar com um batom do cieiro na mala. mesmo que não tenha os lábios ressequidos, eu coloco batom do cieiro todos os dias, várias vezes ao dia para evitar ao máximo que eles ressequem. já bebo muita água e na próxima vez de escolher um batom, vou ter em atenção os nutrientes que refere, como a vitamina E.

    ¬ Responder

Comentários - Como evitar o ressecamento dos lábios?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os descendentes de Eça

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Os descendentes de Eça\"Rua
Recentemente, por via da comunicação social, soubemos da entrega do prémio Leya, a um trineto de Eça de Queirós. Julgo que bastou essa noticia, para que todos ficássemos curiosos sobre os seus descendentes…esse mistério, como o Mistério da Estrada de Sintra, começou a adensar-se entre quem se interessa por estas coisas da literatura e da genealogia…então aqui deixo algumas notas que poderão ser importantes para quiçá, um dia, um qualquer jornalista, ou editor, se lembre, de conseguir reunir todos os seus descendentes vivos e se tire uma fotografia de família.

José Maria Eça de Queirós, escritor pródigo da nossa nação, contraiu matrimónio em 1886, com Emília de Castro Pamplona Resende, condessa de Resende, deixando à data de sua morte, em Paris, quatro filhos como seus descendentes e herdeiros diretos; foram eles António Eça de Queirós, Maria Eça de Queirós, Alberto Eça de Queirós e José Maria Eça de Queirós; portanto três meninos e uma menina.
Através do site Geneall.net, foi possível perceber as linhas genealógicas que se seguiram aos seus filhos. No entanto, nem todos os nomes dos seus bisnetos e trinetos estão aí presentes, com certeza por motivos de ordem pessoal, de resguardo da privacidade, motivos que não podemos questionar. Porém, é possível, pelo menos determinar a existência desses membros da família queirosiana.

De antemão sabemos que não houve descendência por parte de dois dos seus filhos, António Eça de Queirós e de Alberto Eça de Queirós.
Maria Eça de Queirós teve dois filhos, uma menina e um menino, porém a menina morreu muito nova, ficando apenas o menino, de seu nome Manuel Pedro Benedito de Castro, que mais tarde casou com Maria da Graça Salema de Castro, a mulher que se tornou a primeira diretora da Fundação Eça de Queirós, na casa de Tormes, pertença da família da esposa de Eça de Queirós. Como Manuel Pedro Benedito de Castro não teve filhos, sabemos que por este ramo, terminou a descendência do escritor.

Convém, entretanto, acrescentar aqui uma curiosidade. Depois do regresso a Portugal da viúva de Eça, ela e os filhos, foram residir para a casa da Granja, pertencente à família de Sophia de Mello Breyner. Inicialmente como esta casa costumava ser arrendada pela família de Sophia, Emília de Castro, arrendou-a, vindo a compra-la uns anos depois. Portanto, é aqui nesta casa que ela cria os seus filhos, e é onde, José Maria Eça de Queirós, um dos seus filhos, permanece após a sua morte, tendo criado aqui os seus filhos e netos, e tendo aqui também falecido.

Podemos então seguramente afirmar que a sua grande linha de descendência parte do seu filho, com o mesmo nome, José Maria Eça de Queirós, que teve também ele, atente-se à curiosidade, quatro filhos, neste caso, ao inverso, um menino, e três meninas, respetivamente de seus nomes, Manuel Eça de Queirós, Maria das Dores Eça de Queirós, Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós e Emília Maria de Castro Eça de Queirós. Esta ultima, Emília, teve ao que consta nove filhos, sendo que um deles, Afonso Maria Eça de Queirós Cabral, é quem atualmente preside à Fundação acima citada, depois da morte da primeira presidente, referida atrás, Maria da Graça Salema de Castro.

Manuel Eça de Queirós por sua vez teve seis filhos, Maria das Dores Eça de Queirós teve três filhos, e Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós, dois filhos. Somados, contabilizamos vinte, os bisnetos do famoso escritor. Seria interessante avançar um pouco mais nos ramos genealógicos e aflorar quem são ou pelo menos, quantos são os trinetos e tetranetos de Eça, por conseguinte fica aqui o desafio, pois é certo que porventura alguns destes descendentes não se conhecem, e nunca terão trocado qualquer impressão sobre o seu ascendente, para uns, bisavô, para outros trisavô, e ainda para outros, tetravô.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Os descendentes de Eça

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios