Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Filhotes de Mâltes

Filhotes de Mâltes

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Visitas: 4
Comentários: 3
Filhotes de Mâltes

Os malteses nascem em ninhadas normalmente compostas por três crias. Dependendo da predisposição genética da mãe, este número pode chegar a seis. Sendo cão de companhia, o Maltês necessita de muitos cuidados e de uma educação adequada para a convivência familiar.

O condicionamento para fazer suas necessidades fisiológicas em local adequado, começa enquanto filhote, acostumando-o a procurar um local pré-estabelecido para evacuação. O processo educativo depende de ordens precisas e de elogiar o cãozinho quando as cumprir.

A pelagem, abundante e comprida, carece de escovação frequente. As escovas ideais são as duras, já que as de nylon deixarão o pelo quebradiço. Os pentes em aço ajudarão na estética, traçando a divisão dos pelos em linha precisa, do alto da cabeça até a cauda. Pelos ressecados devem ser tosados e hidratados. A tosa completa só é recomendada quando há falhas irreparáveis, para assegurar um crescimento uniforme do pelo.

Para uma pelagem sempre branca e brilhante, os banhos devem ser regulares e não inferiores a três sessões semanais, debelando a aparência encardida e evitando a formação de nós nos pelos. Use champô apropriado à raça, ou neutros para crianças, afastando reações alérgicas, e sempre enxugue o cãozinho com uma toalha, completando o processo com um secador com ar moderado. Como têm a pele extremamente sensível, produtos branqueadores devem ser usados com reservas..

Proteja os ouvidos do animalzinho, que são muito sensíveis, aplicando um chumaço de algodão durante o banho e, ao terminar, limpe-os cuidadosamente. Assim, você evitará futuras otites e consultas desnecessárias ao veterinário.

Incorreções na postura são frequentes, devido ao crescimento de pelos nas plantas das patinhas, que os desequilibram e os forçam a um apoio inadequado, para evitar derrapagens. Trate de aparar esses inconvenientes pelos, ou recorra a um profissional.

Prefira alimentá-lo com rações balanceadas, produzidas especialmente para filhotes. Elas oferecem nutrientes suficientes para um crescimento saudável. Facilite a ingestão oferecendo ração umedecida, até o cãozinho completar 60 dias, e dispense agrados com alimentos humanos, em qualquer idade.

Malteses são preguiçosos. Preferem o aconchego do lar e boas horas de sono a exercícios. Para dificultar o aumento de peso, comum à raça, invente brincadeiras que garantam alguns minutos de movimentação, todos os dias. E para uma saúde invejável, cuide que a vacinação esteja sempre atualizada, especialmente contra a raiva, uma doença fatal. Conte sempre com a orientação do veterinário, e torne-o o melhor amigo do seu cão. 


Hediene

Título: Filhotes de Mâltes

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 4

783 

Imagem por: cloneofsnake

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    16-06-2014 às 08:05:40

    Como todo cão, a educação deve iniciar-se desde quando é filhote, pequenininho. Assim, eles aprendem mais rápido e com toda a facilidade. Esses filhotes de Mâltes são lindos e fofinhos, amei!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • lauana

    28-03-2013 às 12:15:39

    eu queria adotar um cao mâltes com esse da foto eu quero muito pq eu amo cães se vc puder me doa um desse eu agradeço

    ¬ Responder
  • GRAZIELE

    12-07-2011 às 16:55:50

    oi tenho um maltes chamado mimo ele está hoje com um ano e sete meses, muito fofo porem sempre com problemas d otite ele inclusive quando filhote já me veio do c anil com otite... qualquer friosinho e o ouvido inflama. recentemente por falta de vacinaçao creio eu ele contraiu o terrivel virus da cinomose e graças a deus e a muito cuidado e carinho saiu ileso dessa... a vacinação é importantissima mas independente de qualquer coisa o melhor remédio é o carinho e dedicação...

    ¬ Responder

Comentários - Filhotes de Mâltes

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um caminho para curar o transtorno alimentar

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Saúde
Um caminho para curar o transtorno alimentar\"Rua
De acordo com um relatório divulgado em novembro de 2014 pelo Comitê Permanente sobre o Status da Mulher, entre 600 mil a um milhão de canadenses cumprem os critérios diagnósticos para um transtorno alimentar em um dado momento. Problemas de saúde mental com ramificações físicas graves, anorexia e bulimia são difíceis de tratar.

Os programas públicos de internação frequentemente não admitem pacientes até que estejam em condição de risco de vida, e muitos respondem mal à abordagem em grupo. As clínicas privadas costumam ter listas de espera épicas e custos altos: um quarto custa de US$ 305 a US$ 360 por dia.


Corinne lutou juntamente com seus pais contra a bulimia e anorexia por mais de cinco anos. Duffy e Terry, pais de Corinne, encontraram uma clínica na Virgínia. Hoje, aos 24 anos, ela é saudável e está cursando mestrado em Colorado. Ela e seus pais acreditam que a abordagem holística, o foco individualizado e a estrutura imersiva de seu tratamento foram fundamentais para sua recuperação.

Eles sabem que tinham acesso a recursos exclusivos. "Tivemos sorte", diz Duffy. "Podíamos pagar por tudo." Mas muitos não podem.
A luta desta família levou-os a refletir sobre o problema nos Estados Unidos. Em 2013, eles fundaram a Water Stone Clinic, um centro privado de transtornos alimentares em Toronto. Eles fazem yoga, terapia de arte e participam na preparação de refeições, construindo habilidades na vida real com uma equipe de apoio empática. Os programas funcionam nos dias da semana das 8h às 14h, e até agora, não tem lista de espera. Porém essa abordagem é onerosa: aproximadamente US$ 650 por dia.

A família criou a Fundação Water Stone - uma instituição de caridade que fornece ajuda a pacientes que não podem pagar o tratamento. Os candidatos são avaliados por dois comitês que tomam uma decisão baseada na necessidade clínica e financeira. David Choo Chong foi o primeiro a se beneficiar da fundação. Ele havia tentado muitos programas, mas nenhum foi bem sucedido. A fundação pagou metade do tratamento. Dois anos depois, Choo Chong, feliz e estável diz "Water Stone me ajudou a encontrar quem eu sou".

Pesquisar mais textos:

Roberta Darc

Título:Um caminho para curar o transtorno alimentar

Autor:Roberta Darc(todos os textos)

Imagem por: cloneofsnake

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios