Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Menu para o coração

Menu para o coração

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Menu para o coração

O mês de Maio é chamado o mês do coração, por isso devemos estar mais atentos a ele e em especial à alimentação ideal para o proteger. Ela é, segundo a opinião de nutricionistas, uma arma poderosa para proteger a saúde cardiovascular.

Os bons hábitos alimentares devem ser seguidos durante todo o ano, pois somos cada vez mais sedentários, gastamos menos calorias e sofremos de stress. Os factores de risco ,tais como tabagismo, hipertensão, obesidade e diabetes potenciam os problemas cardiovasculares. Por outro lado o sal em excesso ou demasiadas gorduras saturadas, sobem os níveis de colestrol. Então para preservar a saúde do órgão mais delicado que temos, devemos tornar a dieta, uma aliada do coração.

Os alimentos de origem vegetal são imprescindíveis à mesa, como por exemplo, os legumes e hortaliças.

A sopa é realmente o ideal para a saúde cardiovascular, devendo estar sempre incluida ao almoço e jantar, quanto ao prato principal o melhor é divi-lo ao meio, ou seja de um lado os legumes e do outro o arroz ou batatas e um pouco de carne ou peixe.

No que diz respeito a sobremesas o priviléfgio vai para as frutas, que fornecem as vitaminas, açucar natural e fibras. A água é a melhor bebida e deve ser de cerca de um litro e meio ou dois por dia. Para quem gosta de vinho também faz bem ao coração, mas apenas um copo.

É ainda importante não estar mais de três horas sem comer para ter menos fome e escolher alimentos mais saudáveis. Deve fazer-se uma refeição intermédia para que o apetite não seja exagerado.

O modo de confecionar os alimentos é também de suma importância. Para manterem o sabor devem ser cozidos a temperaturas baixas ou a vapor, assar ou grelhar.

Deve incluir-se limão nos molhos e grelhados porque retira as gorduras, tal como as frutas neutralizam os efeitos menos benéficos dos grelhados. Nunca se deve deixar queimar os assados ou grelhados pois é altamente prejudicial.
Consumir alimentos salgados, ou enchidos não é nada benéfico, tal como pratos pré-confecionados.

Em vez do sal é melhor colocar mais especiarias ou ervas aromáticas(coentros, salsa e mangericão, gengibre, orégãos ou cravinho.

Na hora das compras deve optar-se por carnes magras e brancas, leite magro ou meio gordo, yogurtes, pão de mistura ou com sementes e cereais. Estes são ricos em fibras e fazem muito bem, libertando as artérias de gorduras.

Se tiverms o cuidado de seguir estes conselhos, reduzir o consumo de sal e não fumar, o coração agradece e dura mais tempo.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Menu para o coração

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

608 

Comentários - Menu para o coração

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios