Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Alimente-se realmente BEM

Alimente-se realmente BEM

Categoria: Alimentação
Visitas: 6
Comentários: 1
Alimente-se realmente BEM

A preocupação com a alimentação deveria ser algo a figurar na tabela de prioridades de toda a gente. Na verdade, os médicos dizem que «somos o que comemos», mas já antes disso o povo afirmava que «pela boca morre o peixe», o que, na prática, vem a dar no mesmo.

Efectivamente, a má alimentação constitui um problema de saúde que, pelo seu carácter progressivo e cumulativo, com resultados não imediatos, se vai protelando ad eternum, na esperança de que, de repente, os valores de colesterol, glicemia, triglicéridos e outros indicadores menos favoráveis se alterem de per si. Obviamente que, a ter-se uma surpresa, ela prender-se-á com o aumento destes indícios…!

Não obstante, os padecimentos decorrentes de erros alimentares não são uma inevitabilidade. Existem pequenos truques para “fintar” hipotéticas enfermidades. Seguem-se algumas dicas:

- Coma várias vezes ao dia, para evitar empanturrar-se nas poucas refeições que habitualmente faz.

- Alimentos fritos, petiscos e outras “incarnações” de gordura e sal devem ser postos de lado. Declare guerra ao croquete e ao rissol!

- É sensato optar por comidas menos calóricas: carnes magras, peixes escamudos, leite e iogurtes.

- As ervas aromáticas podem dispensar o uso de ketchup, mostarda, maionese, e outros molhos similares.

- Fazendo as refeições a horas certas, educa o seu ritmo biológico e deixa de ter desculpa para andar a debicar o dia todo.

- Comer devagar, mastigando bem, conferir-lhe-á uma sensação de maior saciedade.

- É importante para o bom funcionamento dos intestinos ingerir fibras em quantidade suficiente. Além do mais, elas não possuem valor nutritivo, não são absorvidas pelo organismo e, portanto, não engordam.

- Os alimentos dietéticos não são isentos de açúcares nem gorduras, pelo que devem ser usados com moderação. Sempre que possível, devem escolher-se os naturais.

- As virtudes das frutas são inquestionáveis, e elas constituem a melhor opção para refeições intermediárias.

- As torradas, enquanto apenas pão desidratado, têm o mesmo valor calórico do pão fresco, ou seja, com a água.

- Os cereais integrais são ricos em fibras e outros micronutrientes, tais como as vitaminas, razão pela qual devem ser preferidos.

- Modere o consumo de adoçantes e destilados.

- Prefira os cozidos e grelhados aos fritos.

- O óleo de girassol é melhor, do ponto de vista alimentar, do que o de soja.

- Ingira bastante líquidos ao longo do dia (água, sumos naturais). Ainda assim, não deixe de comer fruta à peça.

- Não beba muito enquanto come. Ficará com a sensação de barriga inchada.

- Os frutos secos contêm proporção superior de açúcares, relativamente aos secos.

Depois deste menu de saúde, resta somente desejar BOM APETITE!


Maria Bijóias

Título: Alimente-se realmente BEM

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 6

632 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoGuida

    21-05-2009 às 11:33:19

    Maria poderias escrever sobre " Vegetarianismo" - obrigado

    ¬ Responder

Comentários - Alimente-se realmente BEM

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios