Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como mudar a fralda a um bebé

Como mudar a fralda a um bebé

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 4
Comentários: 3
Como mudar a fralda a um bebé

A muda da fralda deverá realizar-se várias vezes ao dia, sempre que o bebé coma ou note que esteja molhado – esta será uma tarefa que irá executar muitas vezes ao longo dos próximos tempos, pelo que a experiência é mesmo a melhor amiga. Vai ver que fica especialista num instante.

Para mudar a fralda ao bebé, deve ter tudo à mão, para não se ter de deixar o bebé sozinho. Assim, deverá ter perto de si a fralda nova, os toalhetes ou a água morna e as compressas, o creme para a muda e uma muda de roupa, para o caso de ser necessário trocar alguma peça que o bebé tenha molhado ou sujado.

Limpe bem as mãos com uma toalhita ou loção de limpeza e deite o bebé de costas numa superfície plana e confortável.

Dispa o bebé da cintura para baixo, para que a roupa não se suje ao retirar a fralda que vai ser trocada. Retire a fralda suja e segure as perninhas do bebé pelos tornozelos. Para não ter imprevistos e surpresas, aconselho a que use uma fralda ou um paninho para cobrir o pénis do menino ou para colocar debaixo do rabinho da menina.

Limpe o rabinho do bebé com as toalhitas. No caso de o seu bebé ter uma pele muito sensível e reactiva, o ideal será substituir as toalhitas por água morna com um pouco de gel de banho e limpar o rabinho com a ajuda de compressas. Limpe bem a pele, tendo em atenção as pregas e as virilhas. Se for menino, limpe o pénis de cima para baixo, e à volta dos testículos. As meninas deverão ser limpas de frente para trás, para que não haja proliferação das bactérias. Limpe os restos de humidade com uma fralda ou compressas e aplique uma grossa camada de creme protector.

Levante o rabinho do bebé pegando-lhe pelos tornozelos e coloque a nova fralda, com a parte que tem as fitas adesivas debaixo do rabinho. A fralda deverá ficar fixa, centrada e bem esticada, mas não deverá apertar a barriga do bebé. Coloque uma nova fralda ao bebé, esticando-a bem, para que o bebé não se sinta incomodado.

Um bom truque para quando o bebé se começar a mexer mais e a dar-se conta das belezas que se passam à sua volta, é falar com ele ou cantar-lhe uma música que sabemos que ele goste, brincar com ele soprando-lhe contra a barriguinha do bebé ou deliciá-lo com uma massagem Assim ficará mais quieto e será mais fácil mudar a fralda

É normal que no início não acerte à primeira com a marca das fraldas. Se o seu bebé fizer reacção alérgica, a solução será mesmo optar por outra marca. Se mesmo assim a alergia persistir, as fraldas de pano, mais amigas do ambiente, serão uma boa solução.



Catarina Bandeira

Título: Como mudar a fralda a um bebé

Autor: Catarina Bandeira (todos os textos)

Visitas: 4

787 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    17-08-2014 às 23:28:46

    Sempre me atrapalho na hora de mudar a fralda do bebê. Muito interessante esse artigo, adorei!

    ¬ Responder
  • leo

    22-07-2012 às 01:20:49

    meo primo tem 4 ano não vai no banheiro

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoraphaela

    25-08-2010 às 17:41:41

    Este bebê é uma gracinha eu amei ele

    ¬ Responder

Comentários - Como mudar a fralda a um bebé

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios