Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > A cultura Popular na Idade Média

A cultura Popular na Idade Média

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Visitas: 46
Comentários: 1
A cultura Popular na Idade Média

A cultura reflete a maneira de pensar e de sentir das pessoas, mas tem sido muito influenciada pela condição social e pelas possibilidades económicas de cada um.

Entre o século XII e XiV desenvolveram-se na Europa diferentes formas de cultura. A cultura monástica era assim designada , por ser a cultura que advinha dos mosteiros.

Os monges dedicavam-se a atividades culturais e eram eles que ensinavam, nomeadamente nos mosteiros. No seu auge, a biblioteca, repositório de tesouros, colégio e oficina, representava o âmago da cultura cristã.

Alguns mosteiros como por exemplo o de Reichnau e Fulda, na Alemanha, ganham fama como escolas de pintura. Outros como Bobbio , na Itália, eram conhecidos pelas suas bibliotecas, enquanto ST.Gall, na Suiça foi um importante polo de educação.

Os monges passavam muitas horas a copiarem livros à mão e a ler nos refeitórios.
Na verdade, a preservação da palavra escrita era importante naquela época, em que havia um analfabetismo generalizado. A cultura cortesã, como o próprio nome indica, desenvolvia-se na corte e casas senhoriais, onde se faziam banquetes.

Nas cantigas de amigo, o poeta colocava-se no papel da mulher que se lamenta da ausência do marido ou do amigo. O amor cortês foi um conceito que se desenvolveu na Europa medieval. Era um código de comportamento amoroso em que praticantes, cavaleiros, deveriam demonstrar atitudes de proteção e cortesia para com as damas.

Os grandes senhores da corte faustosa, organizavam festas, caçadas e torneios, assistiam a peças de teatro e serões, com espetáculos de jograis, onde se cantava e recitava poesia trovadoresca, cantigas de amigo, de amor e de maldizer, e liam romances de cavalaria onde se ensinavam as regras de amor cortês.

Em Portugal, a poesia trovadoresca teve um desenvolvimento considerável, em que os reis D. Sancho I e D.Dinis se destacaram como trovadores. A cultura popular estava ligada ao divertimento e à religião, onde entravam as festas, bailes e romarias, procissões, danças e malabarismo.

Esta era marcada por muitas histórias que se transmitiam oralmente, chegando algumas em forma de contos e lendas. Além disso, na cultura popular faziam peregrinações a lugares santos e a relíquias, nas quais participavam pessoas de todos os grupos sociais.

Era comum na cultura popular misturar-se o sagrado e o profano. Na monástica, os monges e os padres desenvolveram a música sacra e o canto gregoriano. O ensino era controlado, na sua totalidade, pela igreja, através dos mosteiros, escolas e catedrais.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A cultura Popular na Idade Média

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 46

793 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    17-09-2012 às 14:31:16

    A cultura popular na Idade Média era já muito rica e diversificada.Ela tinha muito a ver com a vida naqueles tempos e retratava em especial a religião e a cultura popular.As cantigas de amigo ou de escárnio e maldizer eram temas primordiais onde se caracterizava a sociedade vigente, seus modos e costumes.

    ¬ Responder

Comentários - A cultura Popular na Idade Média

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.