Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Imóveis Arrendamento > A minha primeira casa

A minha primeira casa

Visitas: 12
Comentários: 1
A minha primeira casa

Sempre vivemos com os nossos pais e irmãos. Sempre nos sentimos bem, acolhidos e protegidos debaixo da asa da mãe, até que um dia queremos algo mais.

Queremos deixar o ninho e construir o nosso futuro. Não por nos zangarmos com eles, apenas porque queremos o nosso espaço e tornar-nos mais independentes.

Que fazer agora?

Começa-se por comprar jornais em busca da casa dos nossos sonhos e uma pergunta paira no nosso pensamento: compro ou alugo? Se comprar uma casa é fazer um investimento, é também sinónimo de mais burocracia e papelada. Quem não tem dinheiro para comprar a casa a pronto, terá de solicitar um empréstimo ao banco, ficando sujeito a mensalidades, seguros e taxas de juro, já para não falar de todas as chatices inerentes ao processo – reunir a papelada toda exigida pela entidade bancária, perder tempo a procurar a oferta mais vantajosa, pagar escritura e encargos bancários, enfim, um sem número de procedimentos aborrecidos e indispensáveis. A menos que queiramos mesmo fazer um investimento a longo prazo, esquece-se logo isso e ponderamos antes o aluguer.

Nesta opção, as coisas são bastante mais fáceis. Não temos de perder tanto tempo com burocracias e caso não gostemos da casa depois de a alugarmos, podemos optar por rescindir o contrato e procurar outra. Para muitos, esta será a melhor opção para encontrar a primeira casa. Infelizmente, a renda a pagar nem sempre será mais baixa que a prestação a pagar ao banco, no caso de se contrair um empréstimo para aquisição do imóvel. Mas a ausência de gastos com o condomínio e manutenção do prédio, é uma vantagem a ter em conta, para além da ausência de preocupações com o mesmo, já que não são imputadas aos inquilinos, mas ao senhorio.

Também temos de ter em conta o nosso objectivo. Para um casal de namorados que não procura compromissos a curto prazo, esta será a melhor opção. Se vamos estudar ou trabalhar para outra cidade, sabendo à partida que é por poucos meses ou anos, para quê adquirir um imóvel? A menos que gostemos muito do sítio ou vejamos a compra como uma oportunidade de negócio ou investimento, o aluguer de casa volta a ser a opção mais indicada.

Mas lembre-se, se optar por alugar um espaço para si, quer seja para viver permanentemente ou apenas para trabalhar, elabore sempre um contrato entre si e o senhorio, especificando sempre o tempo durante o qual é válido.



Cláudia Bandeira

Título: A minha primeira casa

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 12

807 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    05-05-2014 às 22:40:18

    Quando a gente atinge uma idade mais adulta e também já se está amadurecida, a primeira coisa que passa na mente é ter seu próprio lugar, sem a presença dos pais. Aquela situação de morar só, ter a sua vida mais independente. Creio para chegar a esse estágio, a pessoa tem que estar muito preparada. Mesmo porque terá que alugar uma casa e trabalhar muito para comprar uma casa.

    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - A minha primeira casa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Ler próximo texto...

Tema: Publicidade
Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso\"Rua
Para todos os tipos de negócios, produtos ou serviços, se pretende obter resultados é fundamental divulgar. Não adianta ficar preso a ideia de que o seu trabalho é bom se ninguém sabe que ele existe. Seria como ter uma biblioteca contendo todo o tipo de informação sobre os mais variados temas no fundo do mar, ou no meio de uma floresta desconhecida. Afinal, o que faria com tanta informação se não tem acesso a ela?

Vamos entender o seguinte; quanto maior o número de pessoas receberem diariamente informação sobre o negócio em questão, maior a possibilidade de retorno, mesmo que seja de 1% ou menos. O mais importante é se fazer presente e não perder o foco, o que significa que, mesmo o retorno parecendo ser relativamente pequeno, sem nenhuma divulgação, seria um fracasso.

Dicas para fazer divulgação:

Primeiro é preciso determinar quais os veículos irá utilizar como ferramenta de marketing, depois, quanto tempo irá empregar nessa tarefa e criar um script (texto) de abordagem e apresentação que seja atraente, porém não muito extenso.

Com a oportunidade que a internet nos dá atualmente, é o meio de divulgação mais rápido, barato e prático que se pode ter, porém, não se empolgue muito. É preciso seguir alguns passos para que de fato dê certo. Usar a internet como mecanismo para divulgar, não é ficar atirando para todos os lados sem seguir uma estratégia que funcione como porta de atração.

Então, comece criando um site ou blog e contrate um serviço de hospedagem, os sites grátis têm extensão do fornecedor, o que pode tirar a característica de algo profissional, mas lembre-se de registrar um domínio, há muitos serviços de hospedagem com preço baixo.

Faça inscrição nas principais redes sociais e atualize todos os dias, é uma ótima ferramenta.
~
Crie anúncios e insira nos sites de classificados, como por exemplo, aqui no Rua Direita, que é grátis e tem grande número de visitações diárias.
Prepare uma campanha de incentivo usando o YouTube, com um vídeo explicativo de no máximo 2 minutos. O mais importante aqui é despertar o interesse para que visitem o site.

Faça uma lista de todos os seus contatos e envie informativo por e-mail, mas cuidado para não praticar spam, ou seja; enviar para quem não conhece ou não lhe autorizou. Telefone para os amigos e familiares e conte as novidades sobre o trabalho com simpatia e entusiasmo. Peça a eles indicação para que possa também falar com os contatos deles e o principal; acredite no sucesso, se empenhe com seriedade e determinação.

Pesquisar mais textos:

*lss Cabelos *

Título:Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Autor:*lss Cabelos *(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios