Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Imóveis Arrendamento > Aluguer de casa ou de quartos? Quais as diferenças

Aluguer de casa ou de quartos? Quais as diferenças

Visitas: 454
Comentários: 17
Aluguer de casa ou de quartos? Quais as diferenças

Aluguer de casa ou aluguer de quarto? A diferença existe. Há de facto quem faça alguma confusão, somente pelo motivo de que não se está a morar numa habitação própria permanente, mas de facto a diferença existe e é grande, a todos os níveis.

A diferença passa por muitos fatores, e se julgamos que é só no valor, estamos enganados. Aí está o busílis da situação. Saiba que existem alugueres quartos mais caros do que alugueres de casas. Ora vamos então ver como são os alugueres de quartos, os seus contratos, quem são os inquilinos e senhorios, entre tantas outras coisas e as verdadeiras diferenças com os alugueres de casas.

Quando se aluga uma casa, a serventia da mesma é total, ou seja, se a casa tiver 3 quartos, o inquilino, usufrui dos 3 quartos. Sala, cozinha e casa de banho são usufruto do inquilino, sobre a condição, naturalmente de pagar a renda mensal acordada. Num quarto alugado, o usufruto é do referido, da cozinha e da casa de banho. Por norma, as casas que alugam quartos não têm serventia da sala, pois também esta é transformada em quarto.

Os senhorios de uma casa que vai ser alugada, prefere a comodidade de alugar a uma só família (ou não, obviamente). O acordo é selado com um contrato que exige fiadores (por norma) e têm normalmente a duração de 5 anos, com possibilidade de renovação.

Por outro lado, os senhorios de quartos alugados, até podem viver no mesmo local que o inquilino. Muitas vezes não existe contrato de arrendamento e os prazos são estipulados pela palavra e quase nunca por um contrato.

Numa casa alugada, está ao encargo do inquilino, as despesas de águ, luz e gás, mas num quarto alugado, o valor pago mensalmente, já inclui os gastos do dia a dia.

Uma casa alugada é normalmente para um período de tempo mais extenso do que num quarto.

Quem usufrui de um quarto alugado pode ser por exemplo um estudante de universidade, que foi colocado numa escola fora da sua área de residência.

Quanto aos valores, podem ser os mais variados, conforme o local, o espaço e as condições, isto para ambas as situações.

Na realidade, os quartos, quando alugados, são feitos de uma forma pouco legal, ou seja, não estão sujeitos a recibos nem declarações fiscais. Como a necessidade faz o engenho, muitos são os que pagam quartos sem se aperceberem que mais fácil, por vezes até pode ser o aluguer de uma casa, a meias com um amigo. Naturalmente que existe situações completamente legais, mas no que toca ao mercado dos quartos alugados, ainda existe muito por onde andar para regularizar.


Carla Horta

Título: Aluguer de casa ou de quartos? Quais as diferenças

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 454

774 

Imagem por: hottholler

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 17 )    recentes

  • Duarte Ramos

    17-06-2016 às 11:42:47

    Ficaria muito grato se me dessem alguma luz sobre a seguinte questão:
    -Há cerca de 9 anos, aluguei um quarto numa casa, com serventia de cozinha, sala e casa de banho.Estas mesmas condições eram dadas aos outros inquilinos dos outros quartos.
    - Quando entrei não foi feito nenhum contrato.
    - O pagamento, mensal, do aluguer, teria de ser sempre feito, e foi, em numerário.
    - O senhorio nunca passou recibo de qualquer valor recebido.
    - A luz, apesar de estar em nome do senhorio, é paga pelos inquilinos dos quartos. Há cerca de um ano, sou eu, sozinho, que pago através da minha conta bancária, por ser o unico inquilino a residir na casa.
    -Há algum tempo o senhorio sofreu algumas patologias que lhe causaram alguma disfunção cerebral. Em consequência dessa situação surge o seu filho, que reside em França há muitos anos, e que diz vir tomar conta das coisas do pai e que que eu saia imediatamente do quarto e da casa.
    -A minha pergunta à qual agradeço esclarecimento é a seguinte: Tendo eu pago durante todos estes anos o aluguer, sem contrato e sem recibos, ele me poderá despejar na rua? Durante todos estes anos não descontei no IRS nem ele pagou qualquer imposto sobre os valores recebidos.



    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla

    01-02-2016 às 10:20:47

    Ninguém é obrigado a ficar numa casa onde não se passam recibos. Não gostam da situação, arranjem outra casa! É muito simples. Não esperem até à última para poderem ter mais alternativas de escolha e ensinem os vossos filhos a estudar para terem certezas que entram nas faculdades que querem. Revoltem-se com o que realmente interessa! Com os políticos, banqueiros e grandes empresários. Porque não me parece que sejam 10000€ não declarados de rendimentos que vos fazem pagar impostos mais altos.

    ¬ Responder
  • José Silva

    28-08-2015 às 17:19:12

    Qual é verdadeiramente o regime legal do aluguer de quartos. É sempre necessário o contrato ou há algum regime mais flexível tipo alojamento local?

    ¬ Responder
  • Rita Nunes

    26-08-2015 às 14:10:10

    boa tarde, gostaria de saber se um senhorio pode alugar um quarto vazio e exigir ao inquelino que compre as mobilias? fazendo pagar um valor com as despesas á parte... é correcto?

    ¬ Responder
  • jose silva

    26-07-2015 às 12:58:36

    Tenho um familiar idoso que tem dois hospedes em casa. O contrato de arrendamento tem mais de 40 anos.Favor informar se necessito de passar recibo , quantos hospedes pode ter em casa e se é ilegal ? ?

    Muito obrigado

    ¬ Responder
  • cristina

    11-05-2015 às 14:31:03

    boa tarde,
    para alugar quartos é necessário fazer contratos e registar nas finanças? ou pode-se passar os recibos simplesmente e fazer a devida declaração às finanças?
    Obrigada

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    16-04-2014 às 18:43:33

    Texto bem interessante. Adorei, parabéns!

    A equipa da Rua Direita

    ¬ Responder
  • orlando

    25-09-2013 às 16:42:11

    a questão é simples. Como alugar um quarto de forma legal?

    ¬ Responder
  • João

    01-05-2013 às 12:41:52

    Alugo quartos faz algum tempo, na margem sul em Almada; pese embora faça uma grande triagem nas pessoas a quem alugo, por vezes surgem aqueles problemas, como recentemente, em que um inquilino saiu sem pagar. O que fazer? Devo fazer parte à Policia? Tenho os dados todos da pessoa.
    Obrigado por qualquer ajuda.
    JT

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCéU

    14-02-2013 às 06:31:24

    hAVERIA, POIS DE HAVER MAIS FISCALIZAÇÃO SOBRE OS SENHORIOS QUE NÃO PASSAM RECBIOS PELO ALUGUER DO QUARTO, AFINAL FICA MUITO MAIS CARO ALUGAR UM QUARTO DE QUE A CASA

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla Horta

    04-09-2012 às 23:44:52

    Existe de facto alguma diferença nestes arrendamentos, mas ambos são legais desde que o contrato seja registado nas Finanças e os devidos recibos passados. No entanto, os proprietários do imóvel devem ter algum cuidado na hora de arrendar. Se alguma coisa se estragar, quem paga? Quem assume a responsabilidade? Quando se aluga a casa a uma pessoa, sabemos quem assume, quando se alugam 4 quartos a quem chamar à responsabilidade?

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoIlda

    24-07-2012 às 09:40:27

    Sou proprietária de uma casa que herdei em Lisboa, mesmo perto da Cidade Universitária. Quando herdei a casa, fiz obras a fundo e equipei-a e mobilei-a. Não mobilei a sala e fiz quartos em todas as divisões. Fiz anúncios nas faculdades perto e em menos de um mês tinha os 5 quartos alugados. Todos os finais do mês passo os devidos recibos e o aluguer dos quartos inclui água e luz. Apesar de declarar tudo e de dar excelente condições, já tive pessoas que me perguntaram se existia a possibilidade de não passar recibos a troco de baixar o valor do aluguer. Afinal em que ficamos? É o senhorio que não quer passar os recibos ou são os arrendatários que querem fugir aos impostos para pagar cada vez menos?

    ¬ Responder
  • Nuno

    05-03-2014 às 20:34:59

    Sra. Ilda,

    Precisava de trocar algumas impressões consigo.

    Muito obrigado,

    Nuno

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCatarina

    23-07-2012 às 11:20:30

    O facto de não passarem recibo faz com que os proprietários destas casas ganhem verdadeiras fortunas de forma ilegal. É proibido por lei e para além disso pode e deve ser considerado exploração. Fica por vezes mais caro do que fazer uma avença numa residencial, onde os lençois são trocados e a roupa lavada e tratada. Esta situação é uma verdadeira exploração e estes proprietários deviam ser penalizados com coimas bastante altas por não declararem o que ganham. Nunca declarei no meu IRS os custos que tinha com o quarto, mas conheço pessoas que o fazem. Espero que o cruzamento de informações nas finanças comecem a penalizar estes proprietários.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLeonor

    23-07-2012 às 11:20:13

    Os meus pais tiveram de pagar um balúrdio pelo quarto onde eu estava quando fui para a faculdade. Foi um enorme sacrifício. Pior ainda é que não tinham recibo do que pagavam. No fim do 1º ano da faculdade, aluguei uma casa com umas amigas de lá e conseguimos todos poupar ao final do mês.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoHelena

    19-07-2012 às 11:50:22

    Quando a minha filha mais velha foi para a faculdade, tive de alugar um quarto numa casa repleta de estudantes. Como estava longe de casa foi a única opção que encontrámos. Pagávamos na altura (há 5 anos atrás) 250€ pelo quarto, fora despesas de água e luz que dividiam pelas 4 que lá moravam. Quando a mais nova entrou na faculdade, o caso foi diferente. Como tinham 3 amigas do secundário que entraram em faculdades fora da nossa residência mas perto umas das outras, eu e o meu marido juntámo-nos aos outros pais e alugámos uma casa. Pagávamos 500€ por uma casa que já estava mobilada. A dividir por 4, mesmo com as despesas da água e da luz, ficou muito mais barato.

    ¬ Responder
  • Maria Jose

    24-04-2015 às 10:34:43

    Bom dia D Helena
    Como ja tem a experiencia destas situacoes e tenho uma situacao identica se for do seu agrado agradecia que me contactasse para o mail: [email protected] pelo que lhe fico muito agradecida M. Jose

    ¬ Responder

Comentários - Aluguer de casa ou de quartos? Quais as diferenças

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Jardinagem Fonte de Vida

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Jardinagem Fonte de Vida\"Rua
A jardinagem é conhecida há anos como uma forma de emprego que possibilita a muitos uma renda familiar mensal. A jardinagem também pode ser artística onde a arte do profissional é aplicada. A jardinagem pode ser de inúmeras formas conhecida e exercida, trazendo benefícios imensuráveis a aqueles que dela são adeptos.

Muito mais que fonte de renda ou arte a jardinagem é uma fonte de inúmeros beneficio a vida do ser humano, fonte de alegria, relaxamento e distração. E por ser uma atividade tão simples não é difícil de ser realizada. A jardinagem é por si só fonte de vida, fonte de aprendizado e principalmente fonte de intimidade do ser humano.

Ser adepto da jardinagem não é somente revirar terra, ser adepto da jardinagem é decisão de vida que transforma seu dia-a-dia mudando a rotina de dias estressantes e cansativos.

Ao olhar de muitos a tarefa possa parecer penosa, cansativa e até chata, mais somente estando envolvido na jardinagem para perceber que muito mais ter um corpo cansado após a tarefa, você na verdade descansa seu corpo sua mente e seu espírito da agitação do dia-a-dia.

Alguns minutos dedicados à jardinagem são o suficiente para inibir grande carga emocional e física do nosso dia-a-dia, e proporcionando uma energia a mais para os próximos dias.

A jardinagem pode ser realizada de varias formas simples que vão trazer todos estes benefícios a sua vida e não são necessários grandes investimentos ou mudança radical da sua rotina de vida ou qualquer outra mudança que você possa imaginar. Na verdade as maiores mudanças são comportamentais e só depende de você.

Para detalhar um pouco o que você poderá fazer com alguns minutos dedicados à jardinagem você irá perceber que não há nenhuma dificuldade em realizar esta tarefa.

Com um mínimo de espaço você pode cultivar plantas simples, em vasos pequenos que não irão ocupar espaço e serão na verdade uma linda forma de ornamentar sua casa.

Você poderá cultivar uma espécie de planta conhecida como:
- Rosa de pedra

É uma suculenta, planta que armazena água nas folhas e caules, que tem o formato parecido com o de uma rosa. É muito usada para fazer arranjos em vasos com outras suculentas e cactos. Deve ser regada apenas uma vez por semana, pois a umidade pode apodrecer suas raízes. Não tolera muito sol.

E você vai perceber que se dedicar alguns minutos a jardinagem é muito bom para você, os resultados não tem como ser calculados, somente há possibilidade de experimentar o quanto bom é o resultado final.

Então não espere muito é dedique-se um tempo a descobrir o quanto é bom a jardinagem para sua vida.

Pesquisar mais textos:

Rodrigo Junio Ferreira

Título:Jardinagem Fonte de Vida

Autor:Rodrigo Junio Ferreira(todos os textos)

Imagem por: hottholler

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:43:33

    É tão gratificante nós mesmos realizarmos a jardinagem. Essa atividade relaxa, gera prazer e o resultado nos deixa muito felizes. Vale a pena!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios