Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Imóveis Arrendamento > A Arte de Negociar

A Arte de Negociar

Comentários: 1
A Arte de Negociar

Quantos de nós tem uma veia de negociante? Regatear o valor das coisas, mesmo que estas estejam em promoção. Pedir descontos, uma atençãozinha, um preçozinho especial. Na realidade, todos temos este hábito. Mesmo que não o façamos descaradamente, aquele torcer de nariz indica ao vendedor que o negócio ou a compra ficam feitas se o preço for um bocadinho negociado.

Ora se temos este hábito para qualquer produto, saiba que o mesmo pode acontecer sem que se trate de uma camisola, uma peça de arte ou até um carro.

Se procura casa para arrendar e finalmente a encontrou, saiba como negociar o valor da renda.

Existem vários aspetos por onde começar. Se na procura que fez visitou outras casas para arrendar na mesma zona, é agora, no momento de negociar um excelente argumento. Pense nas características das outras casas e no valor que estavam a pedir pela sua mensalidade. Argumente falando na área e do custo do aluguer da zona.

Se verifica que o preço se encontra em harmonia com a zona, é aconselhável que não argumente por aí. Será de mau tom e mostrará não ser um bom negociante mas um verdadeiro mesquinho financeiro.

O estado geral da casa também pode servir para negociar. Se a casa necessita de uma pintura por exemplo, ou o autoclismo está avariado, tente negociar um valor mensal mais baixo, comprometendo-se que vai pintar por exemplo a sala e o quarto. Independentemente do tempo que está a pensar arrendar o imóvel, o proprietário vai imediatamente perceber que o seu futuro inquilino gosta de uma casa arranjada e limpa. Para um senhorio, assegurar que o arrendatário vai tratar do seu imóvel, é meio caminho andado para o descanso.

O facto de o prédio não estar em bom estado, ou até mesmo a inexistência do elevador são fatores de peso, pois não estará nas mãos do proprietário alterar essa situação, pelo menos com alguma facilidade e num curto espaço de tempo.

Argumentar que carregar compras para um 3º andar sem elevador não lhe dá muito jeito, pode ser um ponto a seu favor para negociar o valor da renda da casa.

A vizinhança, a caldeira que faz barulho quando trabalha, o difícil estacionamento, ou o distanciamento dos transportes públicos são argumentos justificados e legítimos.

No entanto, é aconselhável que não argumente disparatadamente. Argumentos absurdos e injustificados não vão mostrar o melhor de si, e nunca se esqueça que o senhorio pode simplesmente no fim da conversa que não lhe quer arrendar a casa.


Carla Horta

Título: A Arte de Negociar

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

791 

Imagem por: Search Engine People Blog

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    05-05-2014 às 22:33:27

    É preciso aprender como negociar. Ás vezes, somos tão envolvidos e a pessoa acaba nos vencendo. Ainda mais quando o assunto é aluguel, tens que pesquisar muito e negociar o melhor para ambas as partes.

    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - A Arte de Negociar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios