Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Imóveis Arrendamento > A Lei da roupa do vizinho

A Lei da roupa do vizinho

Visitas: 84
Comentários: 10
A Lei da roupa do vizinho

Problemas com a vizinhança são comuns. Barulhos, lixo depositado no caixote do prédio quando este ainda não se encontra na rua, discussões, atritos e confusões são comuns.

Resolver situações chatas com um vizinho pode ser complicado. Tentamos resolver com simpatia, diplomacia e muito, muito cuidado, mas nem sempre as nossas expectativas são cumpridas e o vizinho não.

Se o barulho pode ser resolvido muitas vezes e em situações já caóticas com a intervenção de uma força de autoridade, saiba que existem situações tão enervantes quanto o barulho dos saltos altos da vizinha de cima às 7 da manhã de um Domingo de descanso.

A roupa da vizinha pode sempre incomodar.

Imagine que compra uma casa com vista para o rio. Daquelas casas recuperadas à traça, em que estendais ainda são permitidos. Uma casa com vista é sempre valorizada e é sempre, sempre mais cara.

Agora imagine que pela manhã, decide desviar as cortinas para fazer entrar um sol radioso na sua sala e se depara com uma vista às bolinhas amarelas e cor-de-rosa, com tato de flanela com borbotos, a cheirar a uma verdadeira aldeia da roupa branca. Pois é mesmo verdade. A vista sobre o sol a refletir no rio, foi substituída pelos lençóis que a sua vizinha de cima decidiu estender bem corrido, de forma a que não vê mais nada se não as ditas bolinhas a cheirar a sabão azul e branco.

Imagine agora que em vez do sol estar radioso, está a fazer uma ventania do outro mundo e que os tapetes da sua vizinha (que adora lavar tudo o que tem em casa) batem permanentemente na sua janela durante todo o dia e toda a noite.

Bem, como primeira solução, o melhor será falar com a sua vizinha. Tente explicar-lhe que ela não deve tapar-lhe a entrada de sol na sua casa e que todos temos direito (direito legal) a ele. Explique-lhe que o tapete bate insistentemente na sua janela e que além de correr o risco de os partir, o barulho não o deixou dormir toda a noite.

Se mesmo assim não consegue dissuadi-la, existem pequenos truques que pode fazer. Prenda uma ponta do lençol à sua janela ou estique-se e com a ajuda de umas molas, encolha-lhe a roupa dobrando-a ligeiramente.

Nunca, em caso algum deverá estragar a roupa à dita senhora, pois como deverá calcular, tal é ilegal, mas se não consegue de maneira nenhuma resolver a coisa, lá terá de pedir ajuda às autoridades.


Carla Horta

Título: A Lei da roupa do vizinho

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 84

787 

Imagem por: Ernst Vikne

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 10 )    recentes

  • Sónia

    22-03-2017 às 17:06:44

    O meu estendal da roupa é exterior, fixado na parede do edifício, já existia quando comprei o apartamento. Recentemente a vizinha que mora no andar de baixo, colocando-se no parapeito da janela e esticando-se puxou um lençol de banho e um lençol, deixando-os no chão do estacionamento, estes não estavam a tapar a janela, situação sempre assegurada por mim, quando estendo a roupa. Esta situação pode ser punida criminalmente?

    ¬ Responder
  • jose silva

    26-03-2016 às 11:07:22

    Bom dia
    Moro numa casa alugada, 1º andar, e os vizinhos do r/c decidiram colocar um plástico a fazer de toldo, preso no topo da caixilharia de alumínio da marquise, que cobre todo o quintal.
    O problema é por causa disso não consigo estender roupa tao comprida como umas calças de ganga sem que toquem no plastico e se sujem.
    Já falei c/ senhorio, diz que não pode fazer nada porque esta dentro dos limites do outro inquilino e o mesmo esta irredutível em retirar o dito plastico.
    Existe algrigadoo que possa fazer? ob

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    05-05-2014 às 06:09:13

    O diálogo sempre é a melhor saída em qualquer momento da vida, então, a Rua Direita sugere que haja sempre uma conversa. Essas situações acontecem, são inevitáveis e por isso, a boa conversa é fundamental!

    ¬ Responder
  • gloria

    16-04-2014 às 17:11:25

    isto e um problema mesmo dos português , falta de cultura , falta de saber viver , falte de respeito pelas outras pessoas , porque não tem educação nenhuma , cheguei ainda a pouco num imóvel já avisei a vizinha e estou sempre incomodada com os lençóis dela , ate parece que as portuguesas não sabe fazer outra coisa que limpezas ,vivem como os ciganos , vou tentar ter paciência mais algum tempo , visto que comprei este apartamento para renovar e depois vender , mas sinceramente faz bairro de ciganos

    ¬ Responder
  • Ezequias

    20-02-2014 às 02:12:48

    Boa noite,Mudei recentemente para um apartamento térreo num condomínio antigo, e logo nos primeiros dias notei que um ou dois vizinhos desce e estende roupas na janela do meu quarto tirando toda minha privacidade,já falei com eles procurei a imobiliária e nada,a cena se repete.
    O quê fazer?

    ¬ Responder
  • Rui Fernandes

    23-01-2014 às 21:56:02

    O meu vizinho de cima engraxa os sapatos a janela sacude tapetes , toalha de mesa , esfregona com lixívia, e eu com roupa estendida.
    É roupa estragada são lavagens da roupa novamente, já falei com ele umas poucas vezes já chamei a policia já fiz queixa ao condomínio e continua já não sei o que fazer .
    Será que me podem ajudar .

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoElvira

    24-07-2012 às 09:39:46

    Na rua da minha mãe é um nunca mais acabar de lençois estendidos até abaixo que tapam as janelas dos vizinhos de baixo. Ao Sábado os estendais enchem-se de tal maneira que até tapam fachadas. Acho que se leva demasiado a sério estas questões. Tanto burburinho quando a roupa só ali fica algumas horas.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoFrancisca

    23-07-2012 às 11:19:16

    A minha vizinha de cima tinha o habito de bater tapetes cheios de cotão e pó a qualquer hora do dia. Falei com ela, mas nada feito. A dita vizinha até me acusou de ser pouco higiénica pois eu não sacudia tapetes. Eu expliquei-lhe que os aspirava e que era uma falta de respeito o que ela fazia, pois quando eu tinha as janelas abertas, o pó e o cotão dela entravam para a minha casa. Apesar da conversa, ela não mudou o habito e decidi fazer queixa na policia municipal. A senhora foi intimidada, mas eu não quis seguir com o processo enquanto testemunha. O susto valeu a pena pois ela aprendeu a lição e da minha casa já se ouve o barulho do aspirador vindo do andar de cima.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMaria João

    23-07-2012 às 11:18:50

    A minha vizinha de cima também tinha esse habito. Estendia tudo até abaixo. Falei com ela e apesar de não gostar muito da conversa, apresentei logo uma solução. Pedi-lhe que se estendesse os lençois e a roupa comprida de forma a tapar-me a janela, que o fizesse na extremidade da corda. Assim, a senhora continua a estender como quer, mas a mim deixou de me incomodar da mesma forma, pois pouco ou nada me incomoda agora. Sei que existe uma lei que proíbe as pessoas de taparem a janela dos outros, mas não sei bem qual é. Eu consegui resolver tudo a bem, mas conheço situações muito complicadas com vizinhos que se julgam donos dos prédios.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoBruno

    19-07-2012 às 11:46:04

    Tive uma situação destas no meu prédio. A minha vizinha de cima tinha por habito estender os lençois todos esticados de forma a que quando eu abria a janela, os ditos entravam-me pela casa adentro. Em dias de ventania então era um martírio. Falei com a Senhora em questão e o resultado foi desastroso. Começou a discutir (aos berros literalmente) e a dizer que estendia onde queria e como queria e que eu não gostasse que muda-se de casa. Vi logo que não resultaria tratar das coisas de forma diplomática, pelo que me enchi de coragem e sujei propositadamente os vidros com manteiga. A roupa dela ficou intragável. Cheia de manchas e pior é que depois de seca a gordura nos tecidos, duvido que ela tenha conseguido tirar as nodoas. Quando ela veio falar comigo, eu disse-lhe que se ela quisesse, ela que muda-se de casa, pois eu fazia dos meus vidros aquilo que quisesse. Assunto resolvido.

    ¬ Responder

Comentários - A Lei da roupa do vizinho

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Imagem por: Ernst Vikne

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios