Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Reconhecimento versus Fama.

Reconhecimento versus Fama.

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 4
Comentários: 5
Reconhecimento versus Fama.

Quem é que não gosta de elogios? Quem é que não gosta de uma palavra simpática? Quem é que não gosta de reconhecimento pessoal e profissional? Acho que a resposta é obvia. Toda a gente gosta de ser reconhecida em alguma coisa que faz realmente bem.

Quando somos reconhecidos por aquilo que somos ou por aquilo que fazemos sentimos um bem-estar tão grande que isso nos impulsiona a fazer mais do mesmo. É uma motivação para avançarmos na direção certa. No entanto há quem pense que a fama que se ganha por se ser reconhecido pode ser prejudicial e acabar com a vida privada da mesma. Até certo ponto posso concordar com essa mesma opinião na medida em que a fama de um ator, cantor ou qualquer outra figura pública mais mediática, tem de facto momentos de fama tão exagerados como os próprios fãs. Hoje em dia é muito comum ver-se fãs de cantores por exemplo: aos gritos no meio da rua só porque o cantor passou. Realmente esse não é o reconhecimento de que falo.

O reconhecimento tem mais significado que de a simples fama. No caso dos escritores, por exemplo, a fama é muito relativa. O que interessa a um escritor, e eu posso falar por experiência própria, é ver a alegria de alguém que lê os seus livros ou manuscritos. É ver a expressão radiante de alguém com apreço sincero a pedir gentilmente um autógrafo num livro escrito pelo autor. É ver alguém embrenhado na leitura de um livro que nos é familiar. É partilhar as nossas vivências com os leitores e sermos compreendidos pelos mesmos.

Para mim o reconhecimento profissional é uma das coisas mais importantes da minha vida de escritora. A fama como digo é relativa. É algo que vem como acréscimo e para mim não é algo importante. A fama é uma coisa rápida e passageira, que desaparece, quando aparece alguém mais novo e mais interessante. O reconhecimento é precisamente o contrário. É algo se constroi ao longo da vida. E mesmo que apareça alguém mais novo, não muda aquilo que a pessoa é nem muda a forma como é visto.
Assim sendo o que é melhor, fama ou reconhecimento? Para mim, sem dúvida que é melhor o reconhecimento.

Jovita Capitão

Título: Reconhecimento versus Fama.

Autor: Jovita Capitão (todos os textos)

Visitas: 4

653 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • SophiaSophia

    26-05-2014 às 06:45:16

    Concordo que o reconhecimento é de muita valia, até mesmo da fama. Ser reconhecido pelo que se ama fazer é demais! As pessoas te curtirem, gostarem do seu trabalho, quererem aprender com você é fantástico mesmo!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    16-09-2012 às 21:24:51

    Ora aqui está um texto onde se consegue perceber perfeitamente a diferença entre a fama e o reconhecimento. Lamentavelmente existem jovens que não sabem ver a diferença. A fama atinge-se num ápice numa sociedade que vende imagem a torto e a direito. O reconhecimento obtêm-se com trabalho, com esforço e dedicação. Parabéns pelo tema.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    21-09-2012 às 19:29:19

    Carla Horta, muito obrigada pela sua apreciação.

    Cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    11-09-2012 às 16:44:00

    Concordo em absoluto com esta análise que opõe a fama ao reconhecimento. De facto, a fama está, regra geral, reservada para os artistas predilectos das massas, nunca para as pessoas e grupos que contribuem verdadeiramente para o avanço cultural ou científico. Mesmo se nos restringirmos ao mundo do espectáculo, os atores e músicos que são alvo de maior reconhecimento artístico não são os mais famosos, não são aqueles cuja vida privada faz capa de revista.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    12-09-2012 às 13:43:44

    Sem dúvida, Sofia Nunes. E ainda bem que assim o é.Obrigada pelo seu comentário.

    Cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder

Comentários - Reconhecimento versus Fama.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios