Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Preste Atenção Em Mim

Preste Atenção Em Mim

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 2
Preste Atenção Em Mim

Se você normalmente fala em público, já percebeu que não é tão fácil prender a atenção das pessoas. Pode até conseguir por alguns minutos, porém, logo a atenção é perdida e você não sabe muito bem o porquê. Será que eu estou sendo um bom orador? Meu público tem interesse em ouvir o que tenho a transmitir? O que preciso fazer para prestarem atenção em mim? Essas e outras perguntas soam ao nosso redor como uma nuvem sem obter respostas. Isso geralmente acontece depois de uma palestra, de uma ministração de um curso, de uma matéria, disciplina, enfim, da mensagem enviada através de você para um certo público.

Se você deseja melhorar sua oratória(o que deve ser seu objetivo), você terá algumas dicas abaixo que li recentemente em um curso de Comunicação e Oratória ministrado com modalidade à distância, onde me ajudou bastante no momento em que ministro aula. Veja essas dicas e aproveite para aplicá-lo em suas mensagens e qualquer manifestação em público que você faz.

Ao falar para seu público, utilize uma voz calorosa, amiga, mas firme e sonoro. Uma voz rouca, monótona, fraca, baixa demais ou alta demais, não soam bem e as pessoas evitarão até olhar para você;

Acentue com um tom mais elevado frases ou palavras de maior significado, as que não são tão importantes não dê tanta ênfase;

Sempre varie sua entonação, seu volume de voz, de força e de ritmo;

Seja animado e contagiante. As pessoas são atraídas por essas qualidades, prestam atenção desde o início até o fim. Demonstre energia tanto física como vocal;

Utilize uma pronúncia correta, nada de falar errado, senão vai passar vergonha;

Evite ao máximo gírias do tipo: Né? Entende, compreende? Tá e outros;

Mantenha um tom suave de voz, não instável. Seu público vai se manter atento a você e isso sustentará seus argumentos diante de um assunto abordado;

Não engula as palavras. Um exemplo disso é: ao invés de você falar para, você fala pra. Ao invés de estou nem aí, você diz: Tô nem aí e assim sucessivamente.

Viu como são pequenas dicas que melhoram nossos argumentos, nossas aulas, nossas comunicações? Agora é só colocar em prática e treinar, treinar e treinar.


Adriana Santos

Título: Preste Atenção Em Mim

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 0

612 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    06-09-2014 às 18:03:19

    Adorei as dicas! Desde novinha tive dificuldade para falar em público, mas consegui vencer com atitudes positivas. Agora, com essas dicas de preste atenção em mim vou aperfeiçoar! Obrigada!

    ¬ Responder
  • arlete

    11-09-2012 às 17:37:39

    Li, e vi que realmente acontece assim temos que te r uma boa forma de falar e com estas dicas temos que estar preparadas para falar em publico, obrigada Adriana Santos,valeu pela dica...

    ¬ Responder

Comentários - Preste Atenção Em Mim

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios