Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Os trabalhos de part-time – Uma solução

Os trabalhos de part-time – Uma solução

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 4
Os trabalhos de part-time – Uma solução

A palavra crise está instalada e entranhada no dia a dia. Ouvimo-la vezes sem conta e mesmo que se faça ouvidos moucos, a cada abrir de carteira, ela ecoa-nos na cabeça.

O consumismo tem de ser deixado para trás e muitas são as vidas alteradas devido à dita que tanto nos custa dizer o nome. Estamos fartos dela, cansados, exaustos, mas do que estamos mais fartos é de termos perdido o poder de compra que tínhamos há relativamente pouco tempo atrás.

Os salários não aumentam e o custo de vida é cada vez mais pesado. A solução não parece estar à vista, e se o desemprego anda a bater a tantas outras portas, o medo e o receio de que bata à sua é ainda maior.

Se estes sentimentos nos assombram permanentemente, nada melhor do que prevenir. Já diz o velho ditado que – Mais vale prevenir do que remediar!

Os trabalhos em part-time vieram para ficar. Se tem um emprego a tempo inteiro, saiba que existem trabalhos que pode fazer, sem que para isso seja impedido de ver a sua família, sair com amigos ou puro e simplesmente descansar.

Os trabalhos em part-time não têm necessariamente de ser objeto de frete, frustração ou decisão de última hora, ou mesmo recurso a situação financeira caótica. Pode ser puro e simplesmente uma forma de conseguir fazer férias no verão ou comprar o carro que tanto quer. Um trabalho em part-time pode simplesmente para fortalecer o seu pé-de-meia que está descalço, para que esteja prevenido de forma consistente na eventualidade de lhe acontecer um azar.

Uma ideia que pode agradar às senhoras é fazer artesanato. Pintura de caixinhas, esculturas em gesso, pinturas de quadros, pode ser um bom trabalho de part-time, associado a um hobby de relaxamento. Crie depois um blog e venda as suas peças. Vai ver que há um mundo por descobrir.

Passar a roupa a ferro da vizinhança, também é uma ideia. Coloque bilhetinhos nas caixas do correio e preste-se ao serviço. Esta ideia também serve para baby-sister dos conhecidos. Sabem que é boa mãe, e não vão hesitar em solicitar-lhe o serviço.

Para os homens, e se for um entendido em informática, coloque um anuncio num site e preste-se ao serviço de arranjos. Vai ver que clientela não lhe falta.

Um trabalho em part-time que possa fazer a partir de casa pode ser a solução para muitos problemas. Se tiver tempo e disposição, aventure-se no mercado de trabalho e procure um part-time fora de casa. Boa sorte.


Carla Horta

Título: Os trabalhos de part-time – Uma solução

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

633 

Imagem por: Muffet

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJorge

    24-07-2012 às 09:48:35

    Concordo plenamente com a Sofia. Os Portugueses estão habituados a choramingar e trabalhar horas a mais é considerado exploração. Entram no seu local de trabalho a olhar para o relógio a contar minutos pela hora de saída. É completamente impossível avançar a economia num país assim.
    É certo que existe muita despesa do estado que os Portugueses, cidadãos comuns não fizeram e que agora se vêm obrigados a pagar, mas a paciência tem limites para aqueles que se queixam e não mudam de vida.
    Eu também adoro futebol e paro de trabalhar nos 90 minutos para assistir ao jogo pela tv, mas não paro durante o dia antes, o próprio dia e o dia depois. Não é o futebol que me alimenta e paga as contas. Num país degradado economicamente em que tudo aumenta menos os ordenados, tantas queixas e pouco trabalho dão lugar a desalentos cada vez mais falidos.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla Horta

    23-07-2012 às 11:33:45

    Já perceberam que existem muitos trabalhos que podem ser feitos a partir de casa e ao nosso ritmo? Já espreitaram o Ruadireira.com com olhos de ver. Percebam que neste site podem trabalhar num horário à vossa escolha e ser remunerados de forma séria e certa. Sabem e tem gosto em escrever? São pessoas interessadas, informadas e com projetos de vida? Escrevo para o Ruadireita.com desde 2009 e aconselho a qualquer um a passar por esta experiencia. Mais do que considerar um trabalho é um prazer remunerado.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia

    23-07-2012 às 11:30:33

    Nos dias que correm fala-se em medidas de austeridade, troika, poupança, aumento de impostos e muitas outras coisas de que falamos e que tanto já nos custam ouvir.
    No entanto, muitas são ainda as famílias que não optam por um trabalho de part-time. Está fora dos costumes dos Portugueses arranjarem meios alternativos. Poupar nos custos ao máximo e se necessário arranjar um segundo trabalho está muitas vezes na base de uma vida menos complicada quando estamos todos a passar por um momento económico tão dificil. Há que mudar hábitos e trabalhar á séria, se queremos dar o salavanco necessário a este Portugal tão perdido. Sou mãe solteira e trabalho aproximadamente 14 horas por dia (5 delas em casa à noite) e digo-vos que não tenho neste momento uma única conta por pagar e não tenho dividas em lado nenhum, pagando empréstimo á habitação como qualquer outro Português. Trabalho e faço sacrifícios, mas não tenho uma corda no pescoço que em muitas famílias deixou de ser invisível há muito, muito tempo.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCristina

    19-07-2012 às 12:02:33

    Sempre tive trabalhos de part-time. Mesmo quando era mais nova. Venho de uma classe baixa em que sempre vi os meus pais trabalharem muito para conseguirem ter qualquer coisa. Não estar à espera que os outros ofereçam ou deem foi aquilo que aprendi na casa dos meus pais. Enquanto estudava, trabalhei em lojas de roupa nas férias ou arranjava sempre uns trabalhinhos esporádicos durante o tempo de aulas. Nos dias de hoje ainda tenho trabalhos esporádicos como de costura ou de babysitting (coloquei um anuncio na net). Os meus extras são sempre para alguma coisa que queira e que seja mais dispendiosa. Miminhos para mim que são conseguidos com o meu próprio trabalho sem dar cabo das finanças da família.

    ¬ Responder

Comentários - Os trabalhos de part-time – Uma solução

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: Muffet

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios