Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Ideias originais para seduzir um homem...

Ideias originais para seduzir um homem...

Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 2
Ideias originais para seduzir um homem...

No amor é como na guerra- todos os meios servem para chegar a conquista.

Uma mulher moderna conhece bem enumeres truques para seduzir o homem que deseja. Não nos faltem fontes de informação e inspiração para aperfeiçoar as técnicas. Mas se chegou a um ponto que parece que falta uma pitada de originalidade na vossa relação, eis umas dicas.

Em busca de novas ideias para o tema em causa, vamos fazer uma “viagem no tempo e espaço”.

Desde antiguidade, as mulheres dominavam varias técnicas e métodos de sedução para conquistar o seu homem. Os segredos da sedução eram transmitidos de geração em geração, com varias modificações adaptadas conforme as tradições sociais e morais da época em que viviam. Pesquisando sobre o assunto, descobri que todos os povos do mundo se podem gabar de ideias originais de sedução.

Por exemplo: as egípcias alongavam o crânio delas para ter um ar mais sedutor; as mulheres, de varias tribos do continente africano, pintavam os dentes de preto e as mulheres índias cobriam o corpo delas com desenhos de várias cores. Sem este tipo de “ arte popular”, os homens naquela época, nem queriam olhar para as representantes da parte feminina da sociedade. A expressão - “ Não te quero ver nem pintada/o”- provem desta tradição de sedução do parceiro ou parceira com os desenhos corporais tribais. A expressão em si significava rejeição de qualquer ato ou gesto de sedução pelo pretendente escolhido para seduzir.

No mundo ainda existe tradições de sedução muito interessantes, que com um pouco de imaginação, podem ser adaptadas para apimentar a sua relação com o seu parceiro. Talvez, uma destas artimanhas exóticas é exatamente que vocês precisam.

Comecem pelo método dos esquimós- tirar a roupa com os dentes.

Nos tempos remoto os esquimós tinham a tradição de oferecer a sua mulher a o hospede da casa. Recusar a oferenda significava ofender o dono da casa. Nos dias que correm essa tradição já é considerada como gesto de atavismo. Mas o povo esquimó ainda tem outros “ truque na manga”. Um deste é: quando um rapaz for pedir namoro a uma rapariga é obrigado calçar botas. Se a rapariga gostar do rapaz, em sinal de aceitação do pedido, ela tem que lhe tirar as botas com os dentes.

Como adaptar estas ideias ao temperamento português? A variante de se oferecer a um hospede temos que a excluir desde principio: é pouco provável que o seu namorado ou marido gostasse da ideia. Em contrapartida, o truque de tirar as botas com os dentes, podemos modificar. Como é pouco excitante tirar com os dentes o calçado mal – cheiroso do parceiro, avançamos com a ideia, já bastante conhecida, de tirar com os dentes a roupa. Podemos tirar – lhe, sem usar as mãos, a camisola, a camisa, as calças e por aí diante. Este jogo é capaz agradar os dois.

O método de sedução das japonesas já é mais romântico- emoção misturada com ação.
Dos velhos tempos até agora a tradição de seduzir um homem com um jantar romântico, musica calma e um bom” saqué “ cativa as japonesas. Mas se acham que o símbolo de sedução japonês são as “ gueixas”, estão muito enganados. Os japoneses, hoje em dia, se excitem com tramas televisivas. As lagrimas e o sofrimento dos heróis principais das tramas deixem as japonesas em pleno êxtase. E é bom se o companheiro estiver por perto, claro.

Como adaptar esta ideia ao temperamento português? Duvido muito que o seu parceiro apreciasse um filme choroso como arma de sedução. È mais provável que ele adormeça logo nos primeiros 15 min da trama. Uma boa escolha pode ser um filme com mistura de ação e senas eróticas. O “saqué” pode ser substituído por um bom vinho português.

A variante inglesa é – estilo empregada de limpeza.

Se acham que a única particularidade dos ingleses é “ five o’clock tea”, estão muito enganados. Conforme as entrevistas feitas pelo jornal inglese “ The Sun”, 60% das inglesas afirmam estar obcecadas com as limpezas da casa. E 35% das inglesas entrevistadas declararam sentir mais excitação a fazer limpeza do que a ter uma relação sexual com o companheiro.

Como adaptar esta informação com a nossa falta crónica de tempo para as limpezas?

Se o seu parceiro é obcecado pela ordem e limpezas em casa, eis uma solução: apresenta-se a frente do seu companheiro com um uniforme de empregada de limpeza curtinho, trazendo um conjunto sensual de lingerie por baixo (ou melhor sem lingerie). Aposto que naquele dia a limpeza será a ultima coisa a preocupa-lo.

E agora o variante mais original dos nossos tempos- seduzir com os lóbulos das orelhas.
Já vários seculos as mulheres da tribo africano masai continuam a seduzir com os enormes brincos, embutidos nos lóbulos das orelhas delas desde os 7 anos de idade. Um homem de tribo masai nunca acharia bonita uma mulher se ela não tiver o cabelo rapado e brincos enormes nas orelhas. Quanto mais os lóbulos das orelhas estão esticados, mais bonita parece a mulher.

Mas se lhe faltar ainda uns dente de frente, é apreciada como uma verdadeira beldade. Uma mulher assim é um sonho de qualquer homem masai.

Como adaptar essa originalidade para seduzir um homem português?

Claro que a variante da tribo masai é francamente radical para nos. Mas não o podemos de todo pôr de parte. Por exemplo, muitos estudos demonstraram que: uma mulher, que tem como peça de roupa só uns brincos e mais nada, fica muito sensual nos olhos de um homem. Quanto maiores os brincos, mais excitante e original parece a mulher.

E isto não é tudo! Mas cabe a vocês puxar pela imaginação, minhas queridas.


Lilia Buraga

Título: Ideias originais para seduzir um homem...

Autor: Lilia Buraga (todos os textos)

Visitas: 2

642 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    18-08-2014 às 06:02:15

    Acredito que cada mulher tem um jeito que conquista um homem. Nem sempre quando usamos esse poder de seduzir conseguimos atingir o coração daquele que queremos, mas basta o homem olhar para ela que logo fica gamado, então, espere que o homem chega a te olhar e gostar de você.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    18-04-2014 às 23:48:03

    A Rua Direita sugere também que as mulheres usem todo o seu poder feminino, mas que não sejam vulgar. Aquela sutileza no olhar, sorriso nos lábios, um movimento do corpo, nos cabelos, enfim, a mulher sabe muito bem fazer isso.

    ¬ Responder

Comentários - Ideias originais para seduzir um homem...

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios