Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Herpes Labial

Herpes Labial

Categoria: Beleza
Comentários: 7
Herpes Labial

O HSV mais conhecido por herpes labial, é um vírus responsável por uma variedade de infecções na pele e mucosas, e noutros órgãos. Há dois tipos de vírus, o HSV-1 e o HSV-2 que infectam oitenta por cento da população mundial. O HSV-1 infecta a face e lábios e o dois está implicado no herpes genital. No entanto ambos podem afectar as características do outro, e noutras zonas do corpo.

A sua transmissão faz-se através do contacto com a pele ou mucosas infectadas, com pele ou mucosas sãs, por via oral, genital e oro genital. Daí a possibilidade de existir um vírus HSV-1 na região da boca e face. O vírus atravessa a pele e esconde-se numa junção nervosa até despertar, mais tarde num herpes labial.

A lesão do herpes surge quando o vírus adormecido é reactivado, depois surgem os sintomas.

As lesões precedidas por ardor e prurido nas áreas onde aparecem as vesículas formam crostas, que cicatrizam normalmente em uma semana.

No herpes labial as pessoas têm dificuldade em falar, rir e comer devido às vesículas ao redor da boca que ulceram e formam prurido. No genital o aparecimento de vesículas e úlceras dão ardor e comichão.

Quando se contrai a infecção primária, os sintomas aparecem ao fim de alguns dias (período de incubação de 1 a vinte e seis dias) dando origem á infecção primária.

Depois os episódios podem repetir-se ou não durante o resto da vida. A gravidade dos episódios pode ser diferente e variável de pessoa para pessoa.

Apesar dos incómodos desagradáveis que o herpes causa no visual e estética não precisa necessariamente de uma terapia porque as lesões cicatrizam com o tempo. Deve ter-se em conta a gravidade da infecção para tomar as devidas precauções.

Como os lábios ficam quentes e repuxados não se devem coçar, espremer ou beijar. Deve lavar-se sempre as mãos depois de tocar nas feridas, para evitar que a infecção alastre a outras zonas do corpo.

Um dos inimigos do herpes labial é o sol, devendo pois evitar-se quando aparece. O mesmo se diz em relação ao vento intenso e temperaturas altas. Pode ser um factor de agravamento.

Este vírus pode afectar pessoas de todas as idades, homens e mulheres, na infância ou idade adulta. No entanto ele aparece normalmente até aos sete anos de idade e depois os episódios sucedem-se com mais ou menos frequência durante a vida.

O organismo debilitado, a fadiga física e mental e o stress reactivam o vírus.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Herpes Labial

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

778 

Imagem por: Vanessa Roanhorse

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 7 )    recentes

  • HNM

    17-09-2013 às 19:22:13

    Conheçam o melhor tratamento para Herpes Labial. Uma forma simples e eficaz de neutralizar o vírus HSV-1 de maneira definitiva. Método comprovado e inovador que já garantiu a satisfação de centenas de pessoas e poderá ajudar você também.

    ¬ Responder
  • Herpes Nunca Mais

    22-08-2013 às 21:30:58

    Conheça a melhor forma de tratar o Herpes. Acessem http://www.herpesnuncamais.com e descubra como adormecer o vírus no seu organismo de maneira definitiva. Método comprovado!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    11-09-2012 às 16:50:26

    eu não sofro de herpes labial, mas conheço quem sofre e sei que é horrível. a dor é horrível e a nível estético é embaraçoso. assemelha-se a uma borbulha cheia de pus. muito feio mesmo. conheço quem coloca pomada durante o dia para disfarçar e também para tratar. parece que as pessoas que têm herpes têm uma disposição para tal, pois a pessoa que conheço tem herpes labial com alguma frequência. gostei do seu texto.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãorose

    21-08-2011 às 22:05:30

    tem uma pomada que costumo usar quando isso aparece, chama-se ACICLOVAR, toda vez que estou passando por momentos de strees, la esta essas malditas bolhas.

    ¬ Responder
  • juhh

    01-06-2011 às 15:30:02

    desde pequena tive essa tal bolhinha na boca,uma vez tive ao redor da boca,não sei s foi a mesma coisa,enfim,essa semana apareceu depois que eu usei um baton em uma certa reunião de maquiagem,no outro dia ela apareceu,pequena e derrepente foi aumentando e hoje ela esta grandinha,meus lábios estão secos e sangraram as vezes,não sei o que faço,me ajudem....

    ¬ Responder
  • Sónia

    26-10-2012 às 16:04:56

    Boa tarde, aproveito para deixar uma boa dica para aplicar sobre o herpes labial logo nos primeiros sintomas.
    Visto que a pasta dos dentes elimina a maioria das bactérias da nossa boca, aplique sobre o herpes e verá que não o deixará crescer, "queimando-o". Se já estiver num estado mais evoluído, com as bolhas, aplique na mesma pois a pasta fará com que o liquido seja expulso, formando mais rapidamente uma crosta fina. depois é só aplicar um bom creme hidratante e esperar os resultados. ;)

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJuliana

    19-06-2013 às 08:08:29

    Obrigada pela dica Sonia, estou tentando a pasta de dente. Espero que de certo. Bjos

    ¬ Responder

Comentários - Herpes Labial

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Vanessa Roanhorse

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios