Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Problematização da arte pré-histórica

Problematização da arte pré-histórica

Categoria: Arte
Visitas: 7
Problematização da arte pré-histórica

A escola etno-arqueológica anglo-saxónica nega o conceito de pré-história. Considera que a arte tal como hoje a definimos seria desconhecida das populações antigas. As representações do real e do imaginário estão carregadas de metáforas, e estas mostram-nos o enquadramento cronológico. Para o arqueologo Michel Lorblanchet é redutor privar o homem das origens do sentido estético. Defende que é possível que a arte tenhas nascido do prazaer das percepções das formas e das cores. Terá sido essencialmente um jogo estético, antes de se tornar religiosa para depois regressar às origens. Ao longo dos anos, a arte desempenha uma função utilitária, na maioria das vezes de cariz religiosa, sem nunca deixar de possuir um conteúdo estético. Sempre existiu uma estreita associação entre função estética, utilitária, religiosa e mágica. Pelo seu impacto visual, a arte religiosa impressiona o crente e facilita a comunicação com a divindade. Na arte tradicional popular, cor e formam asseguram a eficácia da magia. Através das cores e das formas exprime-se o respeito pelas forças que governam o mundo. É o contexto de uma imagem que revela o seu significado. As obras exprimem uma preocupação de ordem estética. Francesco D’Eurico alerta para o facto de a capacidade de representações simbólicas ser anterior à do Homem Moderno.

As principais teorias interpretativas que marcam o estudo da arte pré-histórica no século XX: arte pela arte, arte e magia, o xamanismo e a neuropsicologia, entre outras.

Na teoria arte pela arte, Gabriel Mortillet repudia a ideia de religiosidade nos pré-históricos. A arte bastava-se a si própria, enquanto E. Piette defendia as teorias do «bom selvagem» de Rousseau. A harmonia com a natureza era bom e trazia felicidade. Após a descoberta da arte parietal em 1879 e o seu reconhecimento, já no inicio do século XX, a teoria da arte pela arte foi abandonada.

E. Taylor surge com a primeira teoria da magia simpática, ou seja, os homens retravam os animais que pretendiam caçar (arte vodu). A teoria da magia simpática baseia-se na ligação entre a imagem e o individuo. A ideia era que actuando sobre a imagem actua-se também sobre a pessoa ou animal desenhado.

As teorias xamânicas foram introduzidas na década de 70, e defendiam que a imagem era o resultado de um estado alterado.


Daniela Vicente

Título: Problematização da arte pré-histórica

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 7

761 

Comentários - Problematização da arte pré-histórica

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios