Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Problematização da arte pré-histórica

Problematização da arte pré-histórica

Categoria: Arte
Visitas: 7
Problematização da arte pré-histórica

A escola etno-arqueológica anglo-saxónica nega o conceito de pré-história. Considera que a arte tal como hoje a definimos seria desconhecida das populações antigas. As representações do real e do imaginário estão carregadas de metáforas, e estas mostram-nos o enquadramento cronológico. Para o arqueologo Michel Lorblanchet é redutor privar o homem das origens do sentido estético. Defende que é possível que a arte tenhas nascido do prazaer das percepções das formas e das cores. Terá sido essencialmente um jogo estético, antes de se tornar religiosa para depois regressar às origens. Ao longo dos anos, a arte desempenha uma função utilitária, na maioria das vezes de cariz religiosa, sem nunca deixar de possuir um conteúdo estético. Sempre existiu uma estreita associação entre função estética, utilitária, religiosa e mágica. Pelo seu impacto visual, a arte religiosa impressiona o crente e facilita a comunicação com a divindade. Na arte tradicional popular, cor e formam asseguram a eficácia da magia. Através das cores e das formas exprime-se o respeito pelas forças que governam o mundo. É o contexto de uma imagem que revela o seu significado. As obras exprimem uma preocupação de ordem estética. Francesco D’Eurico alerta para o facto de a capacidade de representações simbólicas ser anterior à do Homem Moderno.

As principais teorias interpretativas que marcam o estudo da arte pré-histórica no século XX: arte pela arte, arte e magia, o xamanismo e a neuropsicologia, entre outras.

Na teoria arte pela arte, Gabriel Mortillet repudia a ideia de religiosidade nos pré-históricos. A arte bastava-se a si própria, enquanto E. Piette defendia as teorias do «bom selvagem» de Rousseau. A harmonia com a natureza era bom e trazia felicidade. Após a descoberta da arte parietal em 1879 e o seu reconhecimento, já no inicio do século XX, a teoria da arte pela arte foi abandonada.

E. Taylor surge com a primeira teoria da magia simpática, ou seja, os homens retravam os animais que pretendiam caçar (arte vodu). A teoria da magia simpática baseia-se na ligação entre a imagem e o individuo. A ideia era que actuando sobre a imagem actua-se também sobre a pessoa ou animal desenhado.

As teorias xamânicas foram introduzidas na década de 70, e defendiam que a imagem era o resultado de um estado alterado.


Daniela Vicente

Título: Problematização da arte pré-histórica

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 7

761 

Comentários - Problematização da arte pré-histórica

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios