Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Nascimento dos espaços arquitectónicos cristãos

Nascimento dos espaços arquitectónicos cristãos

Categoria: Arte
Nascimento dos espaços arquitectónicos cristãos

Os primeiros cristãos reuniram-se em pequenos grupos em casas particulares. O partir do pão fazia-se de casa em casa, assim como partilhar do vinho.

Durante a década de 1920 foi feito um achado arqueológico na cidade síria de Dura-Europos, que nos permite ver o deverá ter sido um local típico de reunião cristã. Começam por ser casas privadas e modestas e tinham quase sempre um baptistério. A casa é uma típica domus romana de dois andares, com uma grande sala que dá para o átrio, que poderá ter servido como sala de assembleia, enquanto outro espaço terá sido reservado para o baptismo, a avaliar por uma fonte que ocupa uma parede. A fonte é coberta por um arco em pedra e cenas em fresco decoram a fonte e as paredes laterias. Na luneta está um Bom Pastor, equilibrando um cordeiro nos ombros e encaminhando o seu rebanho. Nas paredes laterais estão três mulheres, podendo ser as Três Marias no Tumulo.

Em meados do século III as comunidades cristãs já tinham alguma importância, e quando passou a vaga de perseguições estabeleceram-se paróquias em Roma. Cada paróquia tinha uma igreja própria, identificada por um titulus. A religião cristã começa a crescer e a ter uma liturgia mais elaborada que exigia espaços permanentes. Estas igrejas deveriam possuir: uma sala para os serviços religiosos, com dimensões alargadas, uma divisão entre clero e leigos, uma mesa de altar, uma mesa para as oferendas e uma cancela baixa em madeira; um vestíbulo para ouvir a missa; um baptistério com pia baptismal; alguns espaços de apoio para a catequese, para a administração, para arrumar a roupa entre outros fins; quartos para os membros do clero; e um pátio. Havia dois tipos de serviços: serviço aberto a fiéis e catecúmenos e serviço reservado a fiéis. Havia dois tipos de igreja: construído a pedido dos imperadores ou construído pelo patrono ou congregação.

Após a a vitória de Constantino na Ponte de Mílvio sobre Maxêncio, Constantino, Imperador de Roma, mandou erguer a Basília de S. João de Latrão, em Roma. A construção iniciou-se em 313 e terminou por volta de 318. A basílica tinha 100 metros de comprimento, 53 metros de largura, um transepto saliente e 5 naves divididas por arcadas. Ao longo do tempo, a Basílica de São Pedro foi substituindo esta, pois atrais os fieis com o tumulo de São Pedro.

Daniela Vicente

Título: Nascimento dos espaços arquitectónicos cristãos

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Comentários - Nascimento dos espaços arquitectónicos cristãos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios