Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Museu Nacional de Arte Antiga

Museu Nacional de Arte Antiga

Categoria: Arte
Visitas: 2
Comentários: 1
Museu Nacional de Arte Antiga

O Museu Nacional de Arte Antiga, mais conhecido popularmente por Museu das Janelas Verdes, devido a situar-se na rua com o mesmo nome, é na atualidade, um organismo oficial dependente do instituto Português dos Museus.

Este museu encontra-se instalado num antigo palácio, que data do século XVII, o cham,ado palácio dos cobdes de Alvor, que tem sido modificado através dos tempos., tendo terminado a sua construção em 1940.

Os museus de Portugal, inclusive este não é excepção, são filhos do liberalismo, tanto da ideilogia como da prática, mais concretamente revolucionária.

Após a abolição das ordens religiosas, em 1834, e depois da convenção de Évora monte, que acabou com a guerra civil entre liberais e absolutistas, o novo poder entrega objetos, peças de ourivesaria e pintura ao estado.

As relíquias deixam de pertencer aos mosteiros e passam para as mãos do estado, que utiliza as coleções em museus e bibliotecas distritais.

Depois da abolição das ordens religiosas foi escolhida uma comissão, com o intuito de escolher os quadros vindos dos conventos , colocando-os em depósitos no convento de S. Francisco, em Lisboa.

Mas este acaba tanbém por ser extinto e hoje funciona na Faculdade de Belas artes da universidade de lIsboa.

Com efeito, o museu de arte antiga, funciona agora na rua das Janelas Verdes.

Vale a pena referir os processos de alargamento das atuais coleções do museu, que são em especial: peças provenientes do espólio da rainha Carlota Joaquina, Peças adquiridas com vebas oferecidas pelos reis D.FernandoII e D.Luís I, peças adquiridas pela Academia de Belas Artes, peças doadas por particulares C Gulbennkian e antenor Patino, peças provenientes de vários legados ou adquiridos com verbas do visconde Augusto Rosa, Luís Fernandes, Barros e Sá etc ,e peças adquiridas por leilões.

Após a Implantação da república, verifica-se a entrada de nova leva de peças, oriundas dos palécios Reaiais, sés e Palácios episcopais,com a publicação da separação da igreja e do estado.

Além do aumento das coleções de arte, foram publicadas leis que dinamizavam o museu, e ao queal atribuíam verbas para a aquisição de novas peças no mercado.

Um fator importante é que ainda havia entidades importantíssimas que depositavam peças particulares no museu.

efetivamente, o museu do século XX conserva ainda o passado e ainda o propôem como imediatamente imitável, como se verifica a arquitetura e gosto histórico das artes decorativas das ruas de todas as cidades de Portugal, em especial de Lisboa.

Deste modo, tem o Museu de arte Antiga uma longa tradição de trabalho com a juventude, iniciada nos anos 20, pelo Dr. João Couto, ao tempo, conservador.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Museu Nacional de Arte Antiga

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

635 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    09-09-2012 às 18:48:25

    O Museu Nacional de Arte Antiga é um museu muito importante no círculo de museus e muito conhecido para os turistas que visitam Lisboa. Tem 3 pisos que aborda vários tipos de arte, nacional ou internacional, do século XV, XVI ou XVII. Eu já fui a este museu pelo menos 7 vezes. E adoro sempre lá ir. Depois tem um espaço exterior muito aprazível, onde podemos ver a vista de Lisboa e aproveitar para almoçar.

    ¬ Responder

Comentários - Museu Nacional de Arte Antiga

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios