Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Arte para todos

Arte para todos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Arte
Visitas: 6
Comentários: 9
Arte para todos

Numa sociedade em que cada vez mais se dá uma maior importância ao que é visualmente agradável, é fácil cair em rotinas imagéticas. A arte enquanto um conjunto variado de várias áreas artísticas vem portanto, contrabalançar o ócio de gostos e estimular a mente moderna numa busca pela destruição do que é o esperado pelo quotidiano.

Desde sempre o ser humano procurou formas para expressar os seus mais profundos sentimentos, emoções e sonhos, encontrando desde muito cedo maneira de o fazer através da expressão artística. Pintura, escultura, dança, musica, cinema, poesia, street painting, etc. foram apenas algumas das formas que o Homem encontrou para exteriorizar aquilo que na rotina do dia a dia lhe seria difícil fazer.




Nomes como DaVinci, Michelangelo, Toulouse Lautrec, Fernando Pessoa, Frida Khalo, Picasso, Pollock, Francis Bacon, Andy Warhol, Jim Morrison, John Malkovich, Shepard Fairey e uma outra infindável panóplia de nomes, são considerados nomes sonantes das mais variadas formas de arte.

Uns mais conhecidos que outros, mas todos eles importantes, pois a mente do artista influencia toda a comunidade onde está inserido, subsequentemente, despertando até mesmo a nível inconsciente as mentes para que sejam ultrapassadas e vencidas as barreiras invisíveis que nos prendem a antigos hábitos, vícios e formas de encarar a vida.

Assim é bastante plausível que a Arte como um conceito um pouco abstrato e sendo o conjunto das mais variadas formas de expressão ao alcance da mente humana, que todos nós, mesmo aqueles que não são vistos como artistas, fazem parte de uma relação simbiótica artística infinita.

Todos nós somos arte e artistas, é apenas uma questão de entendermos a forma como a mente e a interação entre cada um de nos leva a ser criativos, pois num momento totalmente inesperado um de nós pode se tornar, graças a uma brincadeira de amigos um grande escritor, um cineasta ou simplesmente surgirmos com uma forma de expressão que até ao momento nunca tenha sido ponderada por mais ninguém.

Quem sabe se a Arte não é mesmo para todos!?




Bruno Jorge

Título: Arte para todos

Autor: Bruno Jorge (todos os textos)

Visitas: 6

623 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 9 )    recentes

  • SophiaSophia

    22-04-2014 às 16:10:57

    Cada pessoa pode trabalhar em algo na sua vida que pode ser uma arte. Basta descobri-la!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatização

    09-10-2012 às 10:20:26

    Força ai

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSérgio

    09-10-2012 às 09:29:48

    Ser-se artista não é ter apenas uma boa imaginação. Gostei muito

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMarcelo

    09-10-2012 às 09:29:02

    a arte é tal como a vida, é uma troca de experiências

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAlexandra

    09-10-2012 às 09:28:16

    não percebi

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMadalena

    09-10-2012 às 09:27:40

    Interessante forma de ver a Arte e como esta é uma relação muito mais abrangente do que a maioria das pessoas acredita ser. Concordo plenamente com o autor

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAna Rita

    08-10-2012 às 16:55:26

    Empacável!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJosé

    08-10-2012 às 16:55:02

    Curti

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMário Limede

    08-10-2012 às 16:54:31

    Excelente este texto. Já votei e já partilhei. Está aqui uma visão interessante do que é a arte e como todos nós a influenciamos tal como ela nos influencia.

    ¬ Responder

Comentários - Arte para todos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios