Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Crítica ao livro: “ A Cidade das Sombras”.

Crítica ao livro: “ A Cidade das Sombras”.

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Crítica ao livro: “ A Cidade das Sombras”.

Encontrei-o por acaso há uns 5 anos atrás numa livraria, e peguei-o sem intenção de o ler. No entanto por mera curiosidade começei a ler os substítulos cujos nomes ficaram a ressoar na minha memória impulsionando-me, quase que invisivelmente, a lêr.No Indice os meus olhos brilharam:”As instruções” ,“O dia da Atribuição de Serviço”, “Mensagem para o Presidente”, “Nas profundezas de Ember”. Tudo temas sugestivos, daqueles que convidam o leitor a embrenhar-se por esses mundos fora.

Aquilo que eu pensava ser apenas uma curiosidade, tornou-se de facto uma obcessão. Assim que pus o pé na primeira página, outras se lhe seguiram. E outras. E mais outras. E mais outras. O tempo passava e eu, que nem precebia, voava ao sabor das letras. E por fim acabei de ler com aquele sorriso afivelado de orelha a orelha. Acabei por compra-lo.O livro: “A cidade das Sombras” foi escrito por Jeanne DuPrau e foi traduzido para Língua Portuguesa por Ana Saldanha em 2007, cujo título original era: The City of Ember. É a história da cidade de Ember. Uma cidade sem luz. Uma cidade adormecida pela escuridão. Uma cidade que



nunca viu a luz do sol, nem da lua, pois foi construida dentro de uma montanha. Esta mesma cidade esconde um segredo que, ao ser descoberto muda por completo o rumo da história devido à coragem de duas crianças de Doze anos de idade. Entretanto, Em 2008 a livro:“ A cidade das Sombras” foi adaptado para o cinema. Foi um sucesso!

Jeanne DuPrau nasceu na Califórnia em 1944 e escreveu o seu primeiro livro aos cinco anos de idade. É conhecida por escrever séries de romances para jovens. Recomendo este livro a todos aqueles que gostam de histórias incomuns. Pois, apesar de ser um livro para jovens eu acho que qualquer adulto pode e deve lê-lo. Cada págica em que pensamos parar, as nossas mãos e a nossa propria mente não deixam tal acontecer. Foi o que aconteceu comigo. Tive de o ler mesmo até ao fim. Assim, quando acordei do sonho de Ember, a livraria já estava na sua hora de fechar.

Jovita Capitão

Título: Crítica ao livro: “ A Cidade das Sombras”.

Autor: Jovita Capitão (todos os textos)

Visitas: 0

721 

Comentários - Crítica ao livro: “ A Cidade das Sombras”.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios