Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Jóias Relógios > Porque um relógio digital?

Porque um relógio digital?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Jóias Relógios
Visitas: 96
Comentários: 4
Porque um relógio digital?

A história do relógio digital, curiosamente, inicia com uma experiência para o filme “Uma Odisséia no Espaço”, em 1968, quando a Companhia de Relógios Hamilton foi chamada para realizar um invento desta natureza, especialmente para a ficção. No ano de 1970, o que era apenas acessório cinematográfico tomou forma real, com sua primeira versão batizada de Pulsar, ainda um experimento. Dois anos mais tarde, o primeiro modelo saía no circuito comercial, com preço inacessível, em virtude de sua roupagem extravagante de ouro maciço e visor com teconologia LED. O uso do LED mostrou-se inconveniente pois, para não gastar energia excessivamente, o mostrador apagava, sendo reativado apenas com o carregamento manual, ao toque de um botão. Somente em 1975, quando a Texas Instruments decidiu fabricar seu primeiro modelo, o relógio digital tornou-se viável a uma vasta gama de consumidores, e revelou sua face promissora para a comercialização.


Nos anos 80, os avanços tecnológicos permitiram introduzir outras funcionalidades ao relógio digital, a exemplo do que ocorre hoje com o telefone móvel, e ele próprio foi adptado a numerosos equipamentos eletrônicos e domésticos, sendo encontrado nos televisores, tocadores de DVD, micro-ondas e tantos mais, configurando-se num recurso quase onipresente.

O quartzo, mecanismo utilizado para medir o tempo no relógio digital, funciona tanto com as frações de horas, quanto com as frações de ano, tornando-o de uma precisão inquestionável e incomparavelmente mais confiável do que o sistema mecânico de medição, encontrado nos modelos analógicos.


Por indicar horas e datas em números, facilita a leitura e a compreensão. Este sistema gráfico de representação dá ao relógio digital um sentido prático, prestando-se a aprendizagem rápida da marcação do tempo pelas crianças, o que talvez também explique sua produção por empresas ligadas estritamente aos desportos.


Ao dispensar componentes eletrônicos, e utilizar basicamente um chip, a tecnologia do relógio digital abriu a possibilidade de produção em larga escala. Fugindo ao peso da mecânica, e valendo-se dos mais avançados recursos, os fabricantes adicionaram ao relógio múltiplas funções, sem influenciar negativamente o preço final, e ainda resguardando sua leveza.


Hoje, o relógio digital está disseminado pelo mundo inteiro, em modelos que atendem ao gosto de qualquer usuário, sendo produzido por marcas renomadas, especializadas em sua fabricação ou que utilizam tanto recursos analógicos quanto digitais, fato que confirma a preferência alcançada por este relógio, respaldada nas muitas vantagens que apresenta: leveza, precisão, leitura fácil e preço.



Hediene

Título: Porque um relógio digital?

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 96

769 

Imagem por: °Florian

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Vicente SilvaVicente

    18-09-2014 às 19:47:10

    Gostei do texto e o achei bastante interessante! Um relógio digital é fantástico, visto que podemos usá-lo como quisermos e nos garante ser pontuais em nossos compromissos! Excelente!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    08-05-2014 às 19:52:40

    Uma boa ideia a se pensar em obter um relógio digital.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • beatrizbeatriz

    25-03-2011 às 11:49:31

    nao tem nao tem nada ve te falando porque o relogio de digital e ai ta mostrando uma historia nada ve

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãodouglas

    04-01-2011 às 14:59:01

    interessante esta hitória ,sou adepto do relóio digital desde de que me intendo por gente e hoje com 32 anos uso um casio riseman totalmente digital.abraço.

    ¬ Responder

Comentários - Porque um relógio digital?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: °Florian

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios