Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Segurança na rua

Segurança na rua

Categoria: Segurança
Visitas: 52
Comentários: 1
Segurança na rua

Infelizmente nos dias de hoje em que os índices de violência só aumentam (apesar de tantas campanhas de conscientização e projetos que investem em educação) temos que conviver seguidamente com o medo e a insegurança de andar pelas ruas. O que antes eram momentos felizes de passeio ao ar livre hoje são necessidades de trânsito rápido entre um destino e outro a fim de evitar maiores transtornos, furtos, roubos ou até mesmo violência corporal. As pessoas atualmente, ao andarem nas ruas, precisam cuidar da sua segurança pessoal e, para isso, são importantes que alguns cuidados e precauções sejam tomados.

Transitar pelas ruas com joias, objetos de valor e grande quantidade de dinheiro era perfeitamente possível no passado. Hoje não é recomendado andar com objetos valiosos que possam chamar a atenção de pessoas de má índole. Da mesma forma, evitar andar com a carteira cheia de cartões de crédito e de loja é igualmente importante. Esses cartões devem ser levados quando realmente forem necessários. Andar com o mínimo de objetos e acessórios é o mais adequado. Apenas um documento com foto é o ideal. Não é necessário andar com vários documentos pela rua.

Bolsas de mão são perigosas, pois chamam muito à atenção na rua pela facilidade em furtá-las. Portanto, levá-las, carregadas de documentos e valores, deve ser evitado.  Celulares também devem estar escondidos. Mostrá-los é dar facilidade de perdê-los por roubo ou até mesmo por esquecimento. Abrir a bolsa ou carteira em público, em terminais de trem ou ônibus, em praças ou em qualquer outro ambiente ao ar livre deve ser sempre evitado. Isso facilita a ação dos ladrões.

Ao andar seguidamente na rua é importante fazer caminhos diferentes e ficar atento às outras pessoas. Tomar cuidado ao ser abordado na rua e em caso de estar sendo vigiado e seguido o mais indicado é entrar no primeiro estabelecimento comercial que encontrar, pedir ajuda e esperar. Outra opção é tentar desviar, atravessando a rua. É fundamental também evitar locais de pouco movimento como becos, vielas, locais demasiadamente arborizados e cheios de vegetação que podem esconder a ação de marginais, principalmente à noite. Se possível o melhor é sempre andar com alguém, evitando andar sozinho e distraído. Locais sem boa iluminação também devem ser evitados.

Uma boa dica é deixar um dinheiro reservado no bolso da calça caso venha precisar para evitar a necessidade de abrir a bolsa ou carteira na rua. Em caso de assalto ou qualquer outra abordagem é bastante conveniente manter a calam para evitar agressões físicas. Nesse momento é importante tentar controlar as emoções para evitar reações bruscas que podem gerar raiva e violência por parte dos agressores.

Caso seja inevitável carregar bolsas ou sacolas, é aconselhável carrega-las bem próximo ao corpo e, de preferência pelo lado da calçada, dificultando a ação rápida dos ladrões.

Por fim, outra dica importante que igualmente deve ser seguida como as outras citadas anteriormente é evitar a retirada de dinheiro em bancos ou caixas eletrônicos nos dias mais comuns de pagamento em que os marginais estão atentos para possíveis assaltos.

Tomando essas precauções vários transtornos podem ser evitados. A chave da segurança na rua é evitar chamar a atenção. Então passar o mais despercebido é o ideal.


Rosana Fernandes

Título: Segurança na rua

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 52

788 

Imagem por: Sienar

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    28-05-2014 às 18:46:24

    Em hipótese alguma andar com o celular na rua ou qualquer outro equipamento que chame atenção. É atrair o roubo para si. Na verdade, o roubo acontece pelas oportunidades que eles veem na rua, então, previna-se!!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Segurança na rua

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Sienar

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios