Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Teste De Pílula Que Previne A Aids No Brasil

Teste De Pílula Que Previne A Aids No Brasil

Categoria: Saúde
Visitas: 2
Teste De Pílula Que Previne A Aids No Brasil

A aids é uma doença que, por enquanto, não tem cura. O método para se prevenir sempre foi o preservativo. Nos Estados Unidos já existe a pílula que se chama "truvada". Ela é a primeira pílula que foi aprovada e que previne a doença. Essa pilula foi aprovada nos Estados Unidos no ano de 2012 pela AGENCIA FEDERAL DE ALIMENTOS E MEDICAMENTOS(FDA),mas já era usada desde 2014 para pessoas que já eram infectadas com o vírus do HIV. Foi em 2012 que essa pílula passou a ser usada em pessoas que não estavam infectadas com HIV.

Muitas pessoas ficaram felizes com o medicamento, mas o AIDS HEALTHCARE FOUDATION, órgão de tratamento contra Aids dizem que,as pessoas irão ter muita confiança no medicamento e vão fazer sexo sem o preservativo(camisinha)que é o mais eficaz para prevenir doenças, inclusive, a gravidez.

Os testes com a pílula nos Estados Unidos comprovaram que as pessoas homossexuais que não haviam sido infectadas com o vírus é porque tomaram a pilula todos os dias. Com isso, teve 75% a menos de pessoas infectadas, por isso foi aprovado por via oral. Nos Estados Unidos teve uma diminuição muito grande em comparação com o uso da camisinha,e não houve aumento de doenças sexualmente transmissíveis.

A agência ASSOCIATED PRESS RELENTGRANT diz que o medicamento é seguro e se usar o Truvada apenas três vezes por semana reduzirá o risco de ter a doença. Mesmo com tantas vantagens que o medicamento dá, alguns religiosos já estão tentando arrumar uma forma para impedir a aprovação da medicação. LEMBRANDO que a medicação já era usada por pessoas que já estavam infectadas com o vírus, e hoje nos Estados Unidos é usada para prevenção contra a AIDS.

O medicamento não é nada barato! O TRUVADO está mil dólares ao mês. Só nos Estados Unidos, a taxa de infecção é muito alta e são muitas pessoas diagnosticadas com a AIDS. Na época da aprovação, alguns pesquisadores concluíram que pessoas saudáveis poderão ter efeito colaterais,mas o medicamento provou que é eficaz nos testes também feitos na África. Mesmo tomando a pílula, a pessoa deve fazer o teste do vírus a cada três meses.

Essa pílula é indicada para pessoas que correm o risco de contrair a doença como aquela pessoa que tem relações sexuais com um parceiro que é soropositivo, ou seja, pessoas que correm risco muito grande de ter a doença. O F.D.A dos Estados Unidos aprovando a pílula, muitos países aprovarão também por ser um órgão de referência para outros países. O Brasil registrou o medicamento em 2012, dois meses depois que o F.D.A aprovou a pílula, mas a pílula TRUVADA está em teste em todo país. Em São Paulo, alguns órgãos estão começando a fazer o teste da pílula TRUVADA em setembro de 2014.

A FUNDAÇÃO OSVALDO CRUZ, A FACULDADE DE MEDICAMENTO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO E O CENTRO DE REFERÊNCIA E TRATAMENTO EM AIDS-SP estão à procura de 500 VOLUNTÁRIOS-gay e travestis para tomar o medicamento no período de UM ano. Os voluntários precisam ser maiores de dezoito anos e que não tenham o vírus da AIDS. Nos países que já aprovaram a medicação, os casos de AÍDS já caíram em 99% e isso é muito importante porque os casos de AIDS só estão aumentando mundialmente e de maneira assustadora.


Gislene Santos Sousa

Título: Teste De Pílula Que Previne A Aids No Brasil

Autor: Gislene Santos Sousa (todos os textos)

Visitas: 2

427 

Comentários - Teste De Pílula Que Previne A Aids No Brasil

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios