Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Ferramentas > Tração animal: ferramenta alternativa para o produtor

Tração animal: ferramenta alternativa para o produtor

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Ferramentas
Visitas: 157
Comentários: 10
Tração animal: ferramenta alternativa para o produtor

Os proprietários de pequenos e médios estabelecimentos rurais são responsáveis pela quantidade maior da produção agropecuária no mundo, especialmente no que se refere a alimentos básicos da população. No Brasil, segundo o IBGE são responsáveis pela produção de 70% dos alimentos que chegam à mesa do consumidor.

Os proprietários foram fortemente influenciados, e conseqüentemente abalados pelo assédio da modernização acelerada da agricultura brasileira, que provocou uma quase revolução no campo.

As tecnologias introduzidas nos países, através da agricultura moderna, privilegiam a grande produção, favorecendo os grandes proprietários e marginalizando os pequenos.

A mecanização foi baseada em economias de escala semelhantes à da agricultura norte-americana.

O pequeno produtor ficou a margem desse processo, e quando quis se adaptar acabou investindo num campo desconhecido, que proporcionou pouco acesso às informações de políticas agrícolas, culminando num retrocesso tecnológico, e perdas de propriedades de terra e riqueza social.

Na tentativa de fixar o homem no campo e proporcionar condições de trabalho dento de suas capacidades naturais, é que surge a política de incentivo à utilização da tração animal, ferramenta alternativa indispensável e econômica para uma boa produção das pequenas e médias propriedades.

Dentro desse panorama se percebe a importância que deve ser dada aos pequenos e médios produtores rurais, no sentido de readaptá-los e fornecer instrumentos viáveis à sua economia, desenvolvendo alternativas tecnológicas e propiciar-lhes condições de uso.

A tração animal resolve as principais limitações das propriedades, sem substituir a mão de obra pela máquina e aumentando a produtividade em todos os níveis, pois a mecanização não é viável em regiões de relevo muito acidentado, característica de muitas pequenas propriedades.

Os pequenos estabelecimentos rurais são de importância indiscutível na produção agropecuária mundial, e trabalham quase sempre em condições tecnológicas impróprias, ou por utilizarem tecnologia muito tradicional, ou por terem adquirido tecnologia não adaptada às suas condições técnicas ou sócio-econômicas.

O aprimoramento da força animal, combinando a tração animal com a mecanização, oferece excelentes vantagens tanto na escala de produção, como nas condições topográficas das áreas de cultivo.

Embora seja difícil determinar a aplicação ideal da tração animal entre os agricultores, o conhecimento da realidade indica a necessidade de incentivar seu uso, melhorando a qualidade dos animais, aumentando a quantidade, desenvolvendo tecnologia de trabalhos, inovando, principalmente nas pequenas áreas, onde o trator custaria muito caro.

O melhoramento das raças dos animais de tração, aliado ao aperfeiçoamento dos implementos agrícolas, proporcionará um processo de mecanização intermediária, coerente com as condições dos pequenos produtores rurais, promovendo um avanço tecnológico na produção de milhares de agricultores.


Cláudio Júnior

Título: Tração animal: ferramenta alternativa para o produtor

Autor: Cláudio Júnior (todos os textos)

Visitas: 157

791 

Imagem por: foxypar4

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 10 )    recentes

  • neri

    01-09-2014 às 03:55:30

    Olá muito boa a matéria gostei! estou no 2° semestre de bacharelado em desenvolvimento rural. o pequeno produtor esta sempre a mercê das tecnologias, ai trabalha de forma rudimentar, hoje precisamos de empreendedores que queiram desenvolver maquinas e tecnologias de baixo custo para que estes produtores possam adquiri-las e tornar as atividades menos onerosas e mais produtivas, para serrem mais competitivos no mercado agrícola. acredito que as informações do texto devem as pessoas interessadas. obrigado Neri

    ¬ Responder
  • Rua Direitabruna cristina pereira de jesus

    18-06-2012 às 18:55:11

    todus te que utililza a tração animal

    ¬ Responder
  • Sidney JúniorSidney Júnior

    13-01-2012 às 13:05:40

    Os nº na pesquiza mostram a impotancia da produção familiar e pequenas propriedades na produção do pais. Comungo com vc que a tração animal é a grande saída para esses produtores. Por está mais proximo deles que os tratores e seus empementos por custarem menos, além do custos de manunteção serem mais baixos, assim como o dominio da tecnica de recuperação e manunteção estarem mais acessível a esse grupo.

    ¬ Responder
  • renatorenato

    12-12-2011 às 18:22:33

    Muito interessante seu texto.. se pude me manda algum material sobre tração animal eu agradeço. pois estou fazendo um seminario sobre o tema.

    ¬ Responder
  • julio cezarjulio cezar

    03-08-2011 às 17:44:22

    Foi um excelente texto

    ¬ Responder
  • thiagothiago

    16-06-2011 às 15:21:30

    foi otimo para estudar para prova

    ¬ Responder
  • Jeová RafaelJeová Rafael

    17-03-2011 às 23:04:35

    Olá! Esse texto sobre tração animal foi uma mão na roda, to cursando agropecuaria e professor pediu um seminario sobre isso, deu certinho! Parabens!

    ¬ Responder
  • jonathasjonathas

    28-01-2011 às 10:58:23

    ola.
    seu assunto sobre tracao animal foi fudamental
    no meu trabalho para tecnico em agropecuaria
    sempre q puder me mandar uns assuntos sobre agricultura em agradeco muito.
    vai me servir bastante em meu curso

    ¬ Responder
  • ElisElis

    04-11-2010 às 21:52:36

    Oi Claudio, tudo bem?

    Li seu texto e achei interessante
    sobre Tração animal: ferramenta alternativa para o produtor.

    Gostaria de obter mais algum material sobre o assunto na atualidade pois estou começando a fazer um seminário, agradeço.

    ¬ Responder
  • JOB LUCASJOB LUCAS

    12-08-2010 às 14:01:42

    traçao animal garante energia na produçao agricola, de modo que haJa menos esforço do homem e garantindo maior produçao. é a segunda fonte de energia utilizada na agricultura

    ¬ Responder

Comentários - Tração animal: ferramenta alternativa para o produtor

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Viagens
Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco\"Rua
Não é novidade para ninguém que o Brasil está passando por uma séria crise econômica e política. Atrelado a isso, a elevação do dólar nos últimos meses tem contribuído para a queda considerável no número de viagens internacionais. Para os amantes de viagens, também chamados travelholics, a crise não é um motivo para adiar aquela viagem tão esperada.
Nesse post você terá dicas de como superar esse momento e realizar seu sonho de uma forma mais econômica, sem precisar de guias turísticos, que encarecem ainda mais a viagem.

Dica 1) Planeje sua viagem com antecedência.
Provavelmente a maioria já ouviu falar disso, mas é a pura verdade. Programar a viagem é o primeiro passo para uma estadia tranquila e bem mais barata. Escolher o destino, a época do ano e com quem ir é o começo de tudo. As passagens aéreas costumam ter preços promocionais quando comprada com antecedência e você poderá escolher melhor onde passará as noites.

Dica 2) Pesquise os preços das passagens diariamente.
Se o destino já está definido, comece a buscar as passagens já. Os preços costumam variar diariamente, e sim, podem cair ou subir absurdamente de um dia para o outro. Eu super indico o Google Voos como busca de passagem. Ele apresenta os valores e os horários das mais variadas companhias aéreas e no final, te redireciona para o site da empresa sem te cobrar nenhuma taxa por isso. Além disso, ter em mente a opção de flexibilizar as datas pode te possibilitar um bom desconto no final. Você e o seu vizinho de assento podem estar indo pro mesmo destino, mas pagando valores completamente diferentes.

Dica 3) Use e abuse do Google Maps para escolher a região de hospedagem.
O Google Maps é uma opção de busca com mil e uma utilidades. Depois de escolhida a cidade, pesquise a localização dos principais pontos turísticos que são do seu interesse. Há várias ferramentas para busca de hotéis e pontos turísticos no site. Se você vai depender de transporte público ou ''viação pé'' para conhecer a cidade, uma boa dica para economizar tempo e dinheiro é ficar na região cultural da cidade. Você poderá pagar um pouco mais caro na estadia, mas economizará em outros quesitos.

Dica 4) Utilize os sites de busca de hotéis para fazer as reservas.
Depois de muito pesquisar, descobri que organizar a viagem por conta própria pode sair até pela metade do preço do que seria através de uma agência de viagem. Existem muitos sites de hotéis, mas é bom pesquisar sua credibilidade em fóruns e sites de reclamação. Minha sugestão é o Booking.com, há anos no mercado com milhões de clientes, ele é reconhecido pela sua transparência e grande assistência àqueles que precisaram resolver algum problema. Utilizando as datas de entrada e saída, e os filtros como valor máximo da diária e número de estrelas, você encontra o melhor hotel pro seu gosto e seu bolso.

Dica 5) Seguro Viagem
É imprescindível a contratação de um seguro viagem se você está indo para o exterior. Dependendo do país, uma diária no hospital pode sair mais cara que toda a viagem. Sem falar que em caso de extravio de bagagem e algum problema mais grave com um parente próximo no país de origem, além de outras questões, o seguro tem a cobertura específica. Não se deixe levar pelos pequenos preços. Procure aqueles conhecidos mundialmente e, de preferência, utilizado por algum conhecido. Quanto mais detalhado for, melhor.

Dica 6) Curta a pré-viagem pesquisando
O período antes da viagem é tão gostoso quanto ela, propriamente dita. Aproveite para pesquisar sobre os locais do seu interesse, restaurantes, lojas e principalmente transporte. Hoje, já existe taxímetro online em grandes metrópoles, onde você pode fazer um cálculo estimado da corrida de um lugar a outro. Como o nosso objetivo é a economia, são muitas as alternativas de transporte. Além do bom e velho ônibus, as vans compartilhadas do aeroporto para o hotel podem sair bem mais em conta que o táxi. Para quem for ficar poucos dias em uma grande cidade, os ônibus vermelhos de dois andares, conhecidos por Hop On Hop Off, dão uma geral na cidade, passando pelos principais pontos e possibilitando ao turista parar onde quiser, e esperar pelo próximo nos pontos indicados. Existem ticktes de 24, 48 e 72 horas ilimitado, a partir do momento do primeiro uso.

Pesquisar mais textos:

Letícia Spínola Flávio

Título:Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco

Autor:Letícia Spínola Flávio(todos os textos)

Imagem por: foxypar4

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Adriana SantosAdriana Santos

    10-11-2015 às 21:16:50

    Gostei das dicas! Valeu!
    Realmente, as pessoas que amam viajar encontram diversas formas, nem que seja um lugar próximo a sua cidade!

    Abraços!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios