Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > A moda do papel de parede

A moda do papel de parede

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Decoração
Visitas: 6
Comentários: 11
A moda do papel de parede

Todos nos lembramos da grande moda do papel de parede dos finais dos anos 70 e princípio dos anos 80. Com riscas, bolas, e losangos, mais umas pintinhas a acompanhar. A juntar a este estilo alegre e muitas vezes florido, as cores garridas predominavam, e o amarelo harmonizava-se com o vermelho e o castanho.

A moda passou num piscar de olhos e damos por nós, num novo século, a namorar novamente tal adorno para a nossa sala ou quarto.

Querem-se agora estampados diferentes e as cores garridas são agora acompanhadas muitas vezes com um estilo étnico tão em voga. Para os mais clássicos e discretos, escolhem-se papéis de parede com faixas neutras, em tons de creme e cinza claro. Enfim, a escolha é cada vez mais variada e como gostos não se discutem, existem papéis de parede que agradam a Gregos e Troianos.

Na hora de escolher, tenha em conta alguns aspetos. A cor, a dimensão do padrão do papel, a dimensão da assoalhada e o estilo que quer adotar ao comprar determinado desenho.

Se a ideia é colar papel numa parede do quarto, tenha em consideração que ali é o espaço onde vai repousar. Assim, na hora de escolher, opte por um tom mais natural, não muito forte e com um padrão subtil.

Se a assoalhada onde o papel de parede vai ser colocado é a sala, pode dar largas á imaginação. Opte pela cor que mais gosta, e se a dimensão do espaço for generosa, use e abuse. No entanto, tenha em conta que um bom papel de parede é caro, e custa um bocadinho a colar. O investimento de tempo e dinheiro é muito, pelo que deve pensar muito bem se não se cansará de olhar para aquele papel cor de laranja com bolas roxas no espaço de uma semana.

Tire as medidas de forma correta. Meça a altura e a largura de cada parede onde deseja colocar o seu papel. Estude a largura e o comprimento de cada rolo de papel. Se mesmo assim as contas lhe causarem confusão, pegue num papel e num lápis. Faça o desenho e estude o projeto.

Compre sempre papel a mais. Imagine que ao comprar a menos, descobre que o seu papel esgotou na loja onde o comprou? Não quererá obviamente que a parede fique meia forrada e o papel em excesso assegura-o de que tem material suficiente para emendas.

Se é um iniciante nestas coisas, opte por um papel “Ingrain” ou “TNT”. Estes tipos de papel, disfarçam mais facilmente as imperfeições.

Limpe uma mesa e estique o papel. Meça com a máxima atenção para não haver enganos.

Por esta altura, a cola já deverá estar pronta. Opte por uma cola de farinha que se encontram à venda nas grandes superfícies de bricolage ou em lojas da especialidade. A cola de farinha, como o nome sugere, é vendida em pó e basta acrescentar água conforme as instruções da embalagem.

Com a ajuda de uma trincha, pincele o verso do papel. Tenha à mão um pano seco e macio. Ao encostar o papel á parede tenha em atenção a sanca e o rodapé, pois são a parte mais direita da parede. Muitos cantos das paredes estão tortos.

Passe com o pano no papel de forma a fazer sair todas as bolhas de ar que possam ter ficado entre o papel e a parede. Ao colocar a próxima faixa de papel, coloque-a encostada à que colou anteriormente. Não quererá que estas fiquem tortas ou afastadas umas das outras.

Tente não fazer esta tarefa, sozinho. Duas mãos são sempre poucas para este trabalho! Bom trabalho


Carla Horta

Título: A moda do papel de parede

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 6

812 

Imagem por: sheilaellen

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 11 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    30-09-2014 às 23:37:01

    O papel de parede tem grande influência para deixar a casa bem aconchegante. Muitas de nós podemos utilizá-lo a fim de incrementar o ambiente de maneira mais simples e bonita.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    26-04-2014 às 20:12:57

    É sempre bom comprar a mais para evitar a falta e essa moda nunca se perde, os papéis de parede continuam sendo muito atrativos e bonitos.

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    16-09-2012 às 21:20:58

    A moda é cíclica, e o mesmo se aplica às decorações de interiores. Se o papel de parede foi moda, passando depois a ser arrancado das paredes porque desatualizado, voltamos a assistir a um recrudescimento dessa tendência. Pessoalmente, como alguém que está sempre dentro daquilo que está em voga, o papel de parede é algo com que decoraria uma casa, ou pelo menos uma divisão da mesma. As paredes vazias e lisas podem tornar-se monótonas.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    12-09-2012 às 21:44:45

    eu gosto muito do papel de parede. acho que dá um ar muito sofisticado à casa. no local onde vivo actualmente não tenho a possibilidade de usar, pois estou numa casa arrendada. para além de a casa ter paredes bastantes arenosas. gosto de desenhos geométricos com cores pasteis. por isso, digo-lhe que adoro a imagem do seu artigo. hoje em dia, o papel de parede é só para ocupar parte de uma divisão.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAngelina

    30-07-2012 às 10:50:14

    Inês, existem nas drogarias ou nas grandes superfícies comerciais especializadas em bricolage um produto que além de ajudar a tirar o papel de parede, ajudam a tirar as manchas. De qualquer forma e para resolver o problema das manchas, o primário ajuda nesta situação. E deve ser sempre dado quando se pinta uma parede, pelo que não será pelo trabalho que dá que evita forrar as suas paredes.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoInês

    26-07-2012 às 11:38:58

    Detesto papel de parede. Se ainda for uma parede de cor diferente, ainda vá, mas forrá-lo? E depois se não gostarmos, em que estado vai ficar a parede? Com pedacinhos de papel colado e manchas de tinta difíceis de sair. Não arrisco. Não há nada como umas paredes fáceis de limpar e de pintar quando lhe queremos mudar a cara.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoBeatriz

    26-07-2012 às 11:38:40

    Aprendi a colocar papel de parede com os meus pais, pois quando eu era miúda eles punham nos quartos todos lá de casa. Como quis fazer em 2 quartos, fui a lojas de decoração e perguntei se não tinham rolos insertados. Venderam-mos muito mais baratos e chegaram na perfeição. Num dos quartos até forrei uma caixa para fazer conjunto.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLeonel

    24-07-2012 às 10:41:07

    Lembro-me quando era miúdo, os maus pais forrarem todas as assoalhadas com papel de parede. Lembro-me que no meu quarto havia um papel de parede cor de laranja que estava na moda, mas que eu sempre achei horroroso. Talvez por isso, hoje em dia não ache piada nenhuma ao papel de parede.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoFábia

    24-07-2012 às 10:40:46

    Já experimentei e adorei. Escolhi umas cores garridas pois tenho o mobiliário é todo branco. Como a parede é pequena, ficou um espanto. Ninguém acredita que foi obra minha, pois não sou muito dada a estas coisas. Além de ser muito fácil dá um aspeto diferente à sala com muito pouco dinheiro.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMariana

    23-07-2012 às 12:33:53

    Já tinha feito cá em casa e aconselho a qualquer um. Se a sala for pequena é melhor ter cuidado com o padrão que vão escolher, pois se for muito colorido ou com riscas grossas, vai fazer com que as assoalhadas sejam ainda mais pequenas. Fiz no meu quarto aos pés da cama onde tenho a comoda e ficou fantástico.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMarta

    23-07-2012 às 12:33:34

    Fiz exatamente como foi aconselhado no texto e deu resultado. Uma matéria muito útil esta para quem quer decorar de forma diferente uma sala. Poupei um bom dinheiro ao fazer eu o trabalho e acreditem, não tenho jeito nenhum para bricolage. Acho que vou repetir no meu quarto à cabeceira da cama.

    ¬ Responder

Comentários - A moda do papel de parede

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Imagem por: sheilaellen

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios