Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Que sapatos devo usar?

Que sapatos devo usar?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Vestuário
Visitas: 2
Comentários: 1
Que sapatos devo usar?

Muitos são aqueles que inconscientemente julgam que calçado não é guarda-roupa. Este é um erro crasso e muitas vezes estraga a indumentária perfeita.

Escolher o par de sapatos perfeito para a roupa que estamos a usar não é um labirinto sem saída, mas não se limite a calças os primeiros sapatos que lhe vierem à mão.

Tão importante como a moda é a saúde dos seus pés. Eles tratam do equilíbrio do nosso corpo e até da nossa boa disposição. Quem nunca se sentiu doente por ter uns sapatos desconfortáveis ou apertados?




Mas afinal que dicas se devem ter em mente para a hora de calçar os sapatos?
Antes de mais é importante saber para onde vai. Se falamos do seu dia-a-dia é importante ter em conta a política do seu local de trabalho e que tipo de trabalho faz. Se se tratar de um escritório em que a roupa é formal, pode optar por uns sapatos com um pequeno salto. Se for de cunha, não vão cansar os pés, mas se tiver de estar o dia inteiro levantada opte sempre por uns sapatos rasos. Os modelos e as cores são do mais variado que pode existir e pode usar e abusar dos feitios arredondados ou bicudos.

Se é estudante e se não existe no colégio nenhuma regra que implique com ténis fora das horas da ginástica, então escolha os ténis. São a melhor opção de todos os sapatos que podem existir. Confortáveis e com vários modelos e cores, os estudantes são os sortudos do sapateado.

Para uma festa, aconselham-se as senhoras a usarem e abusarem dos saltos altos. A elegância é única e o corpo dança em cada passo que dá. Se é daquelas que não consegue dar um passo com saltos altos, existem modelos de sapatos rasos que a podem fazer arrasar.

Para uma saída noturna, os saltos altos são um erro que faz doer. Quer para bares quer para discotecas, os saltos vão cansa-la em noite de diversão. Dançar até de manhã vai ser difícil e vai ficar com cara de pé chato enquanto os seus amigos pulam e dançam na pista.

Gostos são gostos e aqui manda o seu, mas estar bem calçado é meio caminho andado para o sucesso. Quer na saúde quer na vida social o calçado também a define. Não se arme em Cinderela e veja-se com calçado á altura.


Carla Horta

Título: Que sapatos devo usar?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

646 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    12-06-2014 às 19:50:28

    Sapatos que aparentemente achamos lindos, mas que nos deixam desconfortáveis não são boas opções. É melhor sentir-se bem com o que calça. Use um sapato que a deixe mais linda.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Que sapatos devo usar?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios