Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Dicas para tingir calças de ganga

Dicas para tingir calças de ganga

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Vestuário
Visitas: 34
Comentários: 1
Dicas para tingir calças de ganga

Tingimento em tecido é uma arte milenar que tem passando de geração em geração, mudar a cor daquela roupa que ficou esquecida por muito tempo no guarda roupas, mesmo sendo uma velha camiseta branca que se quer dar uma nova roupagem em nome da arte. Criar nuances misturando as cores dá um certo orgulho, melhor ainda quando as amigas perguntam onde comprou. Botar pra fora o lado artístico nem sempre é a intenção, tem roupa que faz parte da nossa história e que de uma forma ou de outra, ela estava lá nos acompanhando naqueles momentos que as vezes, deixamos de usar por vários motivos e com o número de lavangens a peça sofreu desbotamento. Bem, essa conversa tem muito a ver com aquela calça de ganga que quase ficou de lado abandonada e queremos revitaliza-la sem causar traumas, ou seja; sem mancha-la, a menos que seja o desejo.

Tanto faz o motivo, pode ser que queiramos usar de novo.

E então, o que fazer para dar uma nova aparência a minha calça gangae deixa-la como antes? Uma das coisas que podemos fazer é o tingimento, que pode ser artesanal, em casa, ou em uma tinturaria.

Caso prefira fazer o tingimento em casa, leve em conta a tonalidade original da peça, escolha o que quer fazer, se é manter a cor original ou modificar para outro tom. Se for mudar a cor, nunca passe de uma cor escura como preto e azul marinho, para azul claro por exemplo, deixará manchas em sua calça. O tingimento pode ser a quente ou a frio, respite sempre o tempo indicado na embalagem da tintura. No mercado tem como adquirir tintura para roupas, veja bem, não me refiro aqueles potinhos de tinta para tecido que são usados para fazer desenhos nos panos, essas tintas não são indicadas para esse tipo de tingimento.

Para tingir a calça a quente, ferva dois potes para tingimento (se for pequeno, no caso de grande apenas um), molhe a calça e quando a solução com a tinta estiver fervendo, mergulhe a peça na água, lembrando que se tiver bainha é recomendado desfazer antes de mergular a peça e mexa a calça frequentemente, depois deixe na água até esfriar, enxague bem. Vale uma dica no enxague, coloque um pouco de sal e vinagre no último enxague para ajudar a fixar a tinta, deixe secar a sombra, passe e use sua nova antiga calça.


Sílvia Baptista

Título: Dicas para tingir calças de ganga

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 34

801 

Imagem por: *Zara

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    21-08-2014 às 04:52:25

    Muito boa dica! Essas calças de ganga são tão lindas, obrigada pelas sugestões e dicas.

    ¬ Responder

Comentários - Dicas para tingir calças de ganga

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Imagem por: *Zara

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios