Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Vencer a timidez, ganhar confiança!

Vencer a timidez, ganhar confiança!

Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 3
Vencer a timidez, ganhar confiança!

Será que o simples pensamento de falar na frente das pessoas faz sentir-se nervoso e incapaz? Se assim for, precisa ler este artigo urgentemente. Muitas pessoas no mundo sofrem desde uma timidez leve a uma timidez extrema e estão a esforçar-se para superá-la. Deve antes do mais saber que sair dessa 'concha' não vai acontecer magicamente da noite para o dia. É preciso tempo, esforço e, claro, o desejo de mudar. Você está no caminho certo, desde que se sinta motivado a ultrapassar essa tendência tímida.

Pense sobre a origem da sua timidez. Timidez não significa necessariamente ser introvertido ou não gostar de si mesmo. Significa simplesmente que por algum motivo você se sente envergonhado quando os holofotes estão sobre si. Qual é a raiz da sua timidez? Em geral, é o sintoma de um problema maior. Seguem-se três possibilidades:

Você tem uma autoestima fraca. Isso acontece quando nos avaliamos a nós mesmos e que a voz dentro da nossa cabeça é negativa. É difícil parar de ouvi-la mas, no final do dia, faça com que seja a sua própria voz a impor-se sobre esse negativismo. Diga o que quiser.

Você está preocupado com a forma como você age. Isso acontece quando nos concentramos demais em nós mesmos. Porque passar o dia todo a pensar nas nossas ações e ter a certeza que nós não atrapalhamos, é um peso demasiado pesado e torna-se estressante. Relaxe.

Você está rotulado como tímido pelos outros. Às vezes, quando somos ou nos sentimos pequenos, a timidez ganha terreno. Infelizmente, as pessoas que nos veem dessa forma irão tratar-nos sempre assim, mesmo que estejamos já a trabalhar a força da nossa personalidade. Seja qual for o motivo, é superável. Eles dependem todos do seu modo de pensar e pensar é a única coisa que você tem sobre o seu controlo.

Aceite a sua timidez sem problemas. Um dos primeiros passos para superar a sua timidez é tentar aceitá-la e se sentir confortável com isso. Quanto mais você resistir consciente ou inconscientemente, mais tempo vai prevalecer nesse estado. Se você é tímido, então aceite-se e abrace a sua timidez totalmente. Diga: ‘Sim, eu sou tímido e eu aceito".

Agora, descubra o que o faz sentir assim. Torna-se tímido na frente de novos públicos? Ao aprender uma nova habilidade? Quando se aventura numa nova situação? Quando cercado por pessoas que você conhece e admira? Quando você não conhece alguém em algum lugar? Tente identificar os pensamentos que passam pela sua cabeça quando realçam a sua timidez e contrarie-a.
Nem todas as situações o deixam tímido. Se se sente bem e à-vontade no seio familiar, se conversa com todos e todos o ouvem, então esta é a sua primeira arma para combater a timidez noutros ambientes e situações. Pense nesses momentos quando aborda outros públicos. Imagine neles a sua família e aja com naturalidade. Seja você mesmo.

Faça uma lista de situações que o fazem sentir-se ansioso. Ordene-os de forma crescente começando pelo que lhe provoca menos ansiedade e terminando nos que lhe provocam mais. Quando colocar estes termos de forma desinibida e objetiva, estará a dar um grande passo par lidar com eles e ultrapassá-los com sucesso.

Conquiste essa lista. Uma vez que escreveu uma lista de 10-15 situações estressantes, comece a trabalhar com elas, um por um. As primeiras situações "mais fáceis" vão ajudar a construir a sua confiança para que você possa continuar e resolver situações mais difíceis.

Não se preocupe se você tem que recuar na lista. Leve-a ao seu próprio ritmo, mas faça um esforço para avançar!

Não se compare com os outros. Quanto mais se comparar aos outros, mais vai sentir que não é capaz de se valorizar, vai sentir-se mais intimidado, o que irá torná-lo mais tímido. Não adianta comparar-se a qualquer outra pessoa - mas se você fizer, faça-o de forma realista. Toda a gente tem os seus próprios problemas e muitas vezes a autoestima é o maior, só que muitas vezes não o demonstram.

Se tem alguns amigos ou membros da família que lhe parecem superconfiantes e extrovertidos, pergunte-lhes como fazem para ser assim. Eles provavelmente vão dizer-lhe que passaram por uma fase idêntica à sua, mas trabalharam nisso e ultrapassaram o problema da timidez.

Todos temos algum dom especial ou característica para oferecer ao mundo. Pode parecer uma frase feita, mas é verdade. Pense sobre o que você sabe, o que você pode e consegue fazer e o que tem feito, em vez de fixar-se no seu aspeto, na sua voz, no seu humor. Tenha em mente que todos, até mesmo as "pessoas bonitas", têm alguma coisa sobre si mesmo ou sobre a sua vida que não gostam. Não há nenhuma razão específica para que o seu "problema" o torne tímido. Lide com ele e fortaleça o seu interior.

Quando se concentrar no presente irá perceber que tem muito para oferecer a qualquer grupo ou situação. Os seus recursos e habilidades são necessários para melhorar qualquer problema, conversa, ou circunstância. Sabendo disso, vai sentir-se mais confiante e disposto a intervir. Estabeleça objetivos e não hesite. Vá em frente e consiga-os!

Desafie-se e fale com os outros. Somos seres sociais e todos temos que interagir. Conheça novas pessoas sempre que lhe for possível e converse com elas. Ouça-as e fale também sobre si e vença de vez a timidez.


Rua Direita

Título: Vencer a timidez, ganhar confiança!

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

602 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    28-07-2014 às 19:51:48

    A confiança é importante para tudo na nossa vida. Quanto mais cedo a exercemos, mais oportunidades aparecerão na nossa frente. É uma questão de decisão, hábito e novas formas de mudar. Vença a timidez, ela só nos atrapalha.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    16-04-2014 às 19:11:50

    Fantástico texto!!!

    A equipa da Rua Direita

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãorui

    14-03-2014 às 19:21:37

    muito bom texto

    ¬ Responder

Comentários - Vencer a timidez, ganhar confiança!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios