Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Linux, sistemas operativos eficientes

Linux, sistemas operativos eficientes

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Informática
Comentários: 1
Linux, sistemas operativos eficientes

Um sistema operativo é responsável pela gestão principal do nosso computador. Tipicamente quando compramos um computador compramos também um sistema operativo incluído, normalmente as opções são Windows se comprarmos um PC ou Mac OS se optarmos por um computador Apple.
Apesar do que é habitualmente feito, existe um sistema operativo de referência desde os primórdios da informática, chamado Linux. Este sistema é Open Source, o que significa que qualquer um o pode usar gratuitamente e até mesmo alterar o seu código fonte, colaborando com uma comunidade de forma a permitir a sua constante evolução.

As vantagens em usar Linux são imensas, mas devemos destacar o facto de todo o seu funcionamento ser mais eficaz, principalmente a nível de otimização de recursos da máquina.
Existe, na opinião de muitos, apenas uma condição para usar Linux, não pode depender de nenhum software exclusivo da Apple ou da Microsoft, pois não são feitas versões para Linux. Normalmente os jogos mais atuais também não são desenvolvidos para sistemas Open Source.
Existe também a possibilidade de instalarmos o sistema Linux como um segundo sistema operativo, permitindo assim selecionar o sistema que queremos usar antes da máquina iniciar. Este processo é configurado num interface durante a fase de instalação e está ao alcance de qualquer um.

Para alguns será mais interessante que para outros, contudo é um sistema operativo que todos deviam experimentar, principalmente se a máquina onde for instalado for antiga ou tiver poucos recursos.

Com o passar dos anos as várias comunidades foram crescendo dando origem a várias distribuições de Linux, todas elas com características especificas e com permanentes atualizações mantendo na sua essência a mesma base, o melhor sistema operativo jamais desenvolvido, na opinião de muitos de nós.

Podemos facilmente encontrar referências das várias distribuições na Web de forma a encontrar a que mais se adequa ás nossas necessidades. Algumas são mais interessantes para principiantes outras para utilizadores avançados. Encontramos também sem qualquer dificuldade suporte para a maioria das nossas dúvidas, de outra forma podemos sempre deixar a nossa questão no fórum da distribuição, existem milhares de pessoas em todo o mundo disponíveis para nos ajudar a resolver a nossa questão.


Ruben Gonçalves

Título: Linux, sistemas operativos eficientes

Autor: Ruben Gonçalves (todos os textos)

Visitas: 0

655 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãorui antunes silva caarvalho

    19-06-2014 às 07:31:57

    muito bom texto sobre Linux, sistemas operativos eficientes

    ¬ Responder

Comentários - Linux, sistemas operativos eficientes

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios