Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Como fazer o iogurte caseiro de ananás

Como fazer o iogurte caseiro de ananás

Categoria: Alimentação
Visitas: 4
Como fazer o iogurte caseiro de ananás

Em tempo de crise é sempre bem-vinda uma dica para poupar alguns cêntimos nas carteiras das famílias. As famílias com crianças não dispensam uma alimentação saudável o que por vezes, e graças às dificuldades económicas atualmente sentidas, se torna muito difícil para não dizer quase impossível.

Os iogurtes fazem parte do recheio de qualquer frigorífico e da alimentação de crianças e adultos, sendo muitas vezes um peso no orçamento familiar, uma vez que o seu preço de mercado atualmente não é leve apesar da grande possibilidade de escolha.

Fazer os seus iogurtes em casa pode ser uma grande ajuda para rechear o frigorífico e não debilitar o orçamento familiar. Para que possa realizar esta tarefa aqui fica uma receita de iogurte de ananás que tanto pode ser feito na iogurteira (encontradas no mercado) como de forma ainda mais manual sem recurso a esta.

Para tal necessita dos seguintes ingredientes:
• 800 Mililitros de leite meio gordo ou gordo
• Duas colheres de sopa de leite em pó
• Quatro colheres de sopa de açúcar
• Quatro rodelas de ananás em calda
• Duas colheres de sopa da calda do ananás
• Um iogurte grego natural ou dos feitos anteriormente

Para a sua elaboração comece por misturar o iogurte com o açúcar. Junte logo de seguida o leite em pó e misture tudo muito bem.

Depois corte o ananás aos bocados não muito grandes. Despeje o leite para dentro de uma panela juntamente com a calda do ananás. Mexa bem estes dois ingredientes e coloque ao lume até atingir a temperatura de 40 graus (ou até suportar um dedo lá dentro).

Desligue o fogão e junte-lhe o preparado anterior e o ananás já cortado misturando tudo muito bem.

Despeje o preparado dentro dos copos da iogurteira e ligue-a no mínimo durante oito horas e no máximo doze. De salientar que quanto mais tempo estes iogurtes ficarem dentro da iogurteira mais cremosos vão ficar.

Depois de os ter na iogurteira o tempo desejado coloque-os no frigorífico conservando-os lá dentro até à hora de consumir.

Caso não tenha iogurteira, coloque os potes dentro do forno que se deve encontrar ligado na temperatura máxima desligando assim que os lá colocar. Tape-os com um pano e um saco de plástico e deixe-os lá dentro durante oito horas sem abrir o forno.


Isabel Costa

Título: Como fazer o iogurte caseiro de ananás

Autor: Isabel Costa (todos os textos)

Visitas: 4

674 

Comentários - Como fazer o iogurte caseiro de ananás

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios