Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > As Viagens Como Fontes De Experiências

As Viagens Como Fontes De Experiências

Categoria: Viagens
As Viagens Como Fontes De Experiências

Cada viagem que se queira realizar é um meio pelo qual o ser humano atribui valor. Ele deseja mais que tudo viver aquilo que está fora do seu habitual. Ansiamos por conhecer e fazer descobertas, principalmente, de lugares e pessoas.

Antes da viagem imaginamos o lugar de destinação turística. Inclusive, sonhamos por horas e horas, criamos expectativas e não vemos a hora do dia chegar para que toda essa espera se torne real e concreta.

As viagens representam fontes de experiências. Queremos mais do que imaginar, sentir, queremos obter experiências próprias e realistas. Por essa razão, buscamos sempre encontrar um destino turístico que possa satisfazer essa necessidade das descobertas. E isso se diferencia para cada indivíduo, pois nossas motivações intrínsecas são peculiares e mutáveis.

Alguns se sentem motivados a viajarem para obter experiências em mergulho; outros, em selva; outros, em cultura. Graças a diversidade que o mundo oferece, podemos nos realizar tendo experiências em diversos tipos de turismo.

Por isso, para que você tenha um melhor aproveitamento das viagens como fontes de experiências, segue algumas dicas. Espero que possas tirar o maior proveito de suas viagens e que elas sejam eternas em seu coração.

Dicas para aproveitar melhor suas experiências nas viagens

• Esteja aberto a novas experiências, mesmo que não curta o bastante o tipo de local, pessoas, ambiente, etc;
• Não coloque defeitos. O local pode não ser o que esperava, mas tente ver o lado bom das coisas, pois sempre há;

• Sinta-se livre para curtir no seu máximo e não no máximo do destino;
• Esteja preparado para os imprevistos. Quando ocorrer, divirta-se com eles;

• Planeje os locais que serão visitados. Se possível, utilize um mapa da cidade. Procure conhecer os locais próximos em um único dia, se for possível;
• Quando chegar de algum lugar, anote num caderno e agradeça. Isso ativará seu cérebro a produzir hormônios da satisfação e bem-estar;

• Interaja com pessoas estranhas e converse com elas para as conhecerem;
• Ande a pé na medida do possível. Muitos dos lugares podem ser mais bem aproveitados quando estamos à pé. Pare, observe por algum tempo.

Essas são apenas algumas dicas e você pode acrescentar mais nos comentários. Fale um pouco sobre suas experiências nas viagens que já realizou! Espero que possamos aproveitar ao máximo das nossas viagens e que essas experiências sejam eternas!


Adriana Santos

Título: As Viagens Como Fontes De Experiências

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 0

20 

Comentários - As Viagens Como Fontes De Experiências

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios