Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Melhores Escolas Públicas – IDEB 2011

Melhores Escolas Públicas – IDEB 2011

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Melhores Escolas Públicas – IDEB 2011

O Ministério da Educação divulgou o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de 2011, e é nesta lista que são apostadas quais foram as melhores e as piores escolas do Brasil em determinado no. Para conseguir calcular o desempenho de cada escola, o MEC utilizou como base a nota dos estudantes na Prova Brasil, além do número de alunos que foram aprovados em cada série. Saiba mais e veja quais foram as instituições de ensino que se destacaram em 2011.

Resultados do IDEB 2011

Para saber se a qualidade da educação no Brasil melhorou ou não, o MEC estabeleceu algumas metas, considerando as notas de todos os alunos de dois ciclos do ensino médio e fundamental.

Reunindo todas as escolas públicas do país, o IDEB 2011 mostrou que as escolas de ensino fundamental do primeiro ciclo (de 1º ao 5º ano) estão nos conformes, pois elas estão acima da média de 4,6. Já o segundo ciclo do ensino fundamental (do 6º ao 9º), o resultado apontou uma média maior que 3,9. Mas o ensino médio nas escolas públicas não obteve bons resultados e alcançou a meta de apenas 3,7 pontos.

Conforme o IDEB divulgou, as melhores escolas do 1º ao 5º ano do ensino fundamental pertencem aos seguintes estados: Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Tocantins, Rio Grande do Sul e Ceará. As melhores escolas do 6º ao 9º estão localizadas nos estados: Pernambuco, Bahia, Sergipe, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Santa Catarina e Goiás.

Lista das melhores escolas públicas IDEB 2011
Melhores escolas públicas do Fundamental I (1º ao 5º ano):
- Carmélia Dramis Malaguti – Itau de Minas/MG
- Santa Rita de Cássia – Foz do Iguaçu/PR
- Ciep Glauber Rocha – Rio de Janeiro/RJ
- Prof. Joaquim Borges de Freitas – Claraval/MG
- Ciep Pablo Neruda – Rio de Janeiro/RJ
- Lucio Mariano Pero – Presidente Venceslau/SP
- Papa João Paulo – Foz do Iguaçu/PR
- Colégio Sagrado Coração de Jesus – Porto Nacional/TO
- Wilson Antonio Golçalves – Taiacu/SP
- Benedicto J. Cordeiro – Foz do Iguaçu/PR

Melhores escolas públicas do Fundamental II (6º ao 9º):
- Colégio de Aplicação da UFPE – Recife/PE
- CE Waldemiro Pita – Cambuci/RJ
- CE Oscar Batista – Cambuci/RJ
- Colégio Pedro II – Rio de Janeiro/RJ
- Escola do Recife Fcap UPE – Recife/PE
- Colégio Militar de Salvador – Salvador/BA
- Colégio Militar de Belo Horizonte – Belo Horizonte/MG
- Colégio Militar de Curitiba – Curitiba/PR
- Colégio de Aplicação da UFS – São Cristovão/SE
- Colégio de Aplicação da UFRJ – Rio de Janeiro/RJ

Para obter maiores informações, acesso o site Oficial do IDEB: ideb.inep.gov.br


Rua Direita

Título: Melhores Escolas Públicas – IDEB 2011

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

666 

Comentários - Melhores Escolas Públicas – IDEB 2011

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios