Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Facebook - Identidade Virtual

Facebook - Identidade Virtual

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Internet
Comentários: 3
Facebook - Identidade Virtual

O Facebook é incontestavelmente a maior rede social alguma vez criada, isto por causa da sua popularidade, número de usuários, a fortuna que deu ao seu criador, Mark Zuckerberg e todo o conceito que faz com que muitos de nós passemos por lá algumas vezes ao longo do dia, independentemente do local onde nos encontramos.

O Facebook foi lançado por Zuckerberg a 4 de fevereiro de 2004, enquanto este estava ainda na faculdade, tendo a ajuda dos seus colegas de quarto, Eduardo Saverin, Dustin Moskovitz e Chris Hughes, sendo inicialmente um site restrito aos estudantes de Harvard, passando depois a estar disponível às faculdades de Bonston, Ivy League e de Stanford, e mais tarde, juntou-se a ele Sean Parker (criador do Napster) como seu conselheiro.

O Facebook é como todas as outras redes sociais? Não. Este pede-lhe logo à partida que crie o seu perfil, no qual pode para além de colocar o seu nome e fotos, pode também colocar as informações pessoais e gosto de literatura, visões politicas e religiosas. Todos os seus posts (participações), sejam estas, fotos, vídeos ou desabafos, são mostrados no seu Wall (mural), este posts podem ser públicos ou restritos apenas a pessoas da sua escolha.




Possui também o Marketplace (onde publicar classificados de forma gratuita), o Poke (toques) em que pode escolher dar um toque aos seus amigos como uma forma de dizer olá e chamar a sua atenção, no Status é onde pode escrever rápidas mensagens e dar a conhecer aos seus amigos como se sente naquele momento ou partilhar uma mensagem positiva.

Há também a seção de Eventos, em que pode convidar ou ser convidado para um qualquer evento, os aplicativos por outro lado, dizem respeito a jogos que jogue via Facebook e a barra de chat, que lhe permite conversar em tempo real com os seus amigos ou mesmo fazer vídeo chamadas entre um grupo de pessoas.

Este é sem duvida uma força da natureza criada por um jovem, agora milionário e que dificilmente terá novos concorrentes ao trono de A Melhor Rede Social, não só por já ter mais utilizadores do que qualquer outra rede mas por estar constantemente a inovar os serviços que nos oferece.

A fevereiro de 2012, o Facebook contava com mais 845 milhões de usuários ativos.


Rua Direita

Título: Facebook - Identidade Virtual

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

637 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    26-10-2014 às 02:27:08

    O uso do facebook é muito útil para quem precisa divulgar produros, serviços, informações, notícias, enfim, um campo bem expansivo para alcançar milhões de pessoas. É uma pena que a maioria dos usuários estão ali para ver besteira e se entreter com o que não agrega valor. Também passei a gostar mais do instagram e g+.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    13-09-2012 às 17:23:12

    Ao contrário de algumas pessoas, não tenho qualquer problema com o Facebook. É uma ferramenta muito útil para os movimentos sociais, como convocar ou aderir a uma manifestação, para além de que pode servir para recuperar o contacto com amigos cujo paradeiro nos era desconhecido. É ainda interessante como meio de partilhar os nossos gostos, as nossas opiniões e o nosso estado de espírito. Assim, desde que usado com moderação o Facebook não é problemático.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJosé

    11-05-2012 às 14:45:00

    Não gosto do facebook, prefiro o Goople

    ¬ Responder

Comentários - Facebook - Identidade Virtual

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios