Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Dores nas costas

Dores nas costas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Comentários: 1
Dores nas costas

As dores nas costas são bastante frequentes nas pessoas, em especial se contataem com pesos excessivamente pesados. Por conseguinte o ato de empurrar ou arrastar pode involuntáriamente trazer dores de costas, de que nem sempre é possível sair delas com facilidade.

Contudo, se forem adotadas medidas adequadas, estas podem ser controladas ou reduzidas.

Na realidade as dores nas costas ocorrem de duas formas: aguda e crónica. As primeiras surgem súbitamente e com intensidade e são motivadas por algo que se faz de modo errado. Pode eventualmente dever-se a distensões, tensões ou contrações nos músculos da costas. Por suposto, podem incomodar profundamente durante vários dias ou apenas alguns minutos.

No caso de um ataque agudo, a melhor coisa a fazer é repousar na cama e evitar qualquer ato físico, como seja o mero lenvantar da cama. Deste modo, durante uns dias deve reduzir-se a atividade física ao mínimo.

Para as pessoas que sofrem diáriamente de dores, sobretudo se elas variam ao longo do dia, o exercício físico pode revelar-se bastante benéfico, especialmente alguns bem sinmples, como o deitar de bruços no chão, em contato com o solo e levantar o tronco de modo a este ficar direito. Deve pois ser repetido de manhã e á noite pelo menos. Pode ainda fazer-se uma elevação parcial do tronco, cruzar os braços e pousar as mãos nos ombros. Só a parte inferior das costas deve ficar assente no chão.

A natação é um excelente exercício para as costas, sendo as piscinas de água quente as mais indicadas.

O tempo que se está deitado na cama deve ser controlado, de modo a que não se mandrie demasiado. Este pode perturbar as costas se for em demasia, por isso deve escolher-se uma posição confortável.

No caso de um acesso agudo de dores, o ideal é colocar gelo na zona dorida durante sete minutos. Pode ainda aliviar-se pelo calor, mergulhando uma toalha numa bacia de água quente. Depois de torcida, coloca-se na zona afetada e tapa-se com um cobertor. Para fazer pressão em cima das costas deve colocar-se em cima deste, um objeto com um pouco de peso.

O calor alternado com o frio traz um benefício adicional às dores. Deve fazer-se durante trinta minutos um, e depois o outro durante o mesmo tempo.
O conforto dos bancos do carro é importante para manter as costas direitas, tal como o uso de tábuas no colchão e o conforto da cama.

O colchão de água moderno, ajustável e sem ondas, é excelente para os problemas de costas. Tme a vantagem de se permanecer deitado na mesma posição toda a noite.
A fim de evitar as dores frequentes, deve tomar-se uma aspirina por dia ou ibiprofeno, pois elas são normalmente acompanhadas de inflamação.

Para quem gosta de um anti-inflamatório natural a casca de salgueiro em cápsulas é bastante eficiente e não afeta o estômago.

O Tai Chi, antiga disciplina chinesa de movimentos lentos e fluidos, é ideal para a descontração que alimenta a harmonia do corpo.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Dores nas costas

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

625 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoTeresa Maria Batista Gil

    31-07-2012 às 11:49:46

    Quem não conhece as incómodas dores de costas?. Na verdade quase toda a gente sofre das invuluntárias dores, provocadas po má postura, excesso de trabalho, colchão inconveniente, ou vida sedentária.Para as evitar é importante dormir numa posição conveniente, ereta, num colchão adaptado, com uma tábua por baixo, a fim de não fazer curvatura. O corpo tem que ficar direito na cama, sem covas.Fazer uma vida demasiado sedentária, sem ginástica, leva a contrair dores nas costas em especial se a pessoa passar muitas horas sentada no sofá ou deitada numa cama horas a fio.Há pessoas que têm que passar muito tempo deitadas, em virtude de doença ou limitação física. Deste modo são mais suscetíveis às célebres dores nas costas. O ideal, neste caso é comprarem um colchão duro, com uma tábua por baixo.Há pessoas que sofrem muito de dores nas costas. Para as evitar ou minimizar deitam-se no chão, duro, para ficarem mais direitas. Isto pode ajudar, de fato a endireitar as costas.Quem passa muito tempo, sentado numa secretátria ou junto do computador, fica sem querer com dores nas costas. O melhor a fazer, neste caso, é fazer um intervalo a cada duas horas de trabalho. Quem tem uma profissão, em que é obrigatório estar muito tempo sentado, deve ter uma cadeira, confortável, mas, deve ter a preocupação de estar sentado, com as costas bem direitas, colocando uma almofada atrás das costas.O exercício é o mais indicado para as dores crónicas. Este revela-se muito benéficos, se por exemplo a pessoa se deitar de bruços, no chão, conservando a bacia em contato com o solo.Outro exercício benéfico para as dores nas costas é a elevação parcial. Ou seja, estar deitado de costas no chão, com os joelhos dobrados.Os braços cruzam e pousam as mãos nos ombros. Depois levanta o tronco parcialmente.A natação é um excelente exercício para as costas. E, um bom exercício para a dor aguda é entrar numa piscina de água quente a nadar.Pedalar numa bicicleta estacionária é igualmente benéfico para as costas. No entanto, é necessário ficar direito e não se inclinar para a frente ou para o guiador.O ideal é olhar para o espelho, numa posição ereta.Outra premissa importante para evitar as dores nas costas é, efetivamente, não mandriar.

    ¬ Responder

Comentários - Dores nas costas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios