Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Facebook na infância/adolescência

Facebook na infância/adolescência

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Internet
Comentários: 1
Facebook na infância/adolescência

Só é permitido fazer parte do facebook a partir dos 13 anos. No entanto são ínumeras as crianças mais novas que andam por lá...

A tendencia é entrar cada vez mais cedo, segundo um estudo feito, a partir dos 8 anos é comum os miudos despertarem o interesse para o mundo das redes sociais, mas é aos 11 anos que eles começam mesmo a atormentar os pais para abrirem um perfil no facebook. Depois é dificil de os convencer do contrário, porque os amigos têm, porque os pais têm, enfim, porque toda a gente tem. Mas será isto saudável?

Segundo os psicólogos, a rede social rouba um tempo precioso e, hoje em dia, rivaliza com a brincadeira e com as atividades criativas e desportivas indispensáveis, entre os oito e os 13 anos, para o desenvolvimento de novos centros de interesse e para a afirmação da personalidade. Ainda para mais, aos oito anos, eles não têm o distanciamento necessário para exporem a sua vida privada sem correr riscos. Isto, porque uma grande percentagem dos miúdos fornecem informações muito pessoais e usam a sua verdadeira identidade, e muitas vezes aceitam como amigo alguém que nunca viram, concluindo, fazem uso do facebook de
uma forma muito inocente.

Se não conseguir deter os seus filhos no uso do facebook, então é conveniente dar-lhes a conhecer ou consultar com eles os sites (e-Enfance ou Action Innocence) e dar-lhes as ferramentas necessária para os ajudar a construir parâmetros de confidencialidade. E não se esqueça que embora a maioria deles diga que conhece esses parâmetros de confidencialidade, não vá na conversa, pois podem não os saber usar.

Depois, existe a tendencia de os pais deixarem os filhos abrirem um perfil no facebook com a condição de serem seus amigos na rede social, pois acham que assim os podem controlar. Mas, os psicólogos acham que não é muito boa ideia porque a adolescência é um periodo em que se procura uma demarcação da influencia dos pais para construir a própria personalidade.
Em contraparida com os adultos jovens, é aconselhável terem os pais no seu grupo de amigos, porque isso permite manter os laços.

E voçê pergunta, então se não é favorável para as crianças terem facebook porque é permitido? Porque não é rigoroso o controle, e as crianças quando criam o perfil no facebook colocam o ano de nascimento errado.

O site da Comissão Nacional de Proteção de Dados (www.cnpd.pt) e o Projeto Dadus (dadus.cnpd.pt/) disponibilizam informação e os procedimentos que os pais devem ter.

E você, acha que as crianças podem ter facebook, em segurança?


Cristina Queiros

Título: Facebook na infância/adolescência

Autor: Cristina Queiros (todos os textos)

Visitas: 0

637 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    27-10-2014 às 12:59:58

    Verdade! Cada vez mais cedo, essas crianças desertam a curiosidade de entrar na onda das redes sociais. Infelizmente, tornam-se escravas e acabam por se prejudicar. Assim, os pais precisam estar em alerta para saber controlar esse uso. Uma grande missão na vida deles.

    ¬ Responder

Comentários - Facebook na infância/adolescência

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios