Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > O Jardim das Delícias, Hieronymus Bosch

O Jardim das Delícias, Hieronymus Bosch

Categoria: Arte
Visitas: 10
O Jardim das Delícias, Hieronymus Bosch

O período intermédio de Bosch engloba obras como: A Nave dos Loucos , e os seus trípticos (O Carro de Feno, o Jardim das Delicias, As Tentações de Santo Antão).

O Jardim das Delícias do Museu do Prado é, por fim, a última obra analisada no período intermédio de Bosch. Segundo o inventário, a obra tinha intenção de ser enviada a Filipe II para o Escorial, em 1593 e este fala da variedade do mundo. Para Frei José de Siguença, o Jardim das Delícias continua a lição moralizadora do Carro de Feno.

No volante esquerdo, estamos perante o Paraíso. Em primeiro plano, O Criador apresenta Eva a Adão, mas, a preencher este Paraíso Terreno há toda uma panóplia de animais exóticos. Um elemento que se distingue é a «Fonte da Vida, de estrutura esguia, rosácea, semelhante a um tabernáculo gótico finalmente talhado».

No painel central, mais de duzentos homens e mulheres despidos preenchem uma paisagem verdejante, que encerra com quatro castelos bizarros, levando-nos a crer que estamos perante um dos pecados mortais, a Luxúria. Enquanto se divertem, os amantes comem frutos enormes, em convívio com animais. Os solitários estão condenados neste mundo erótico, pois aquele que se masturbava, vemo-lo agora a morrer no lago. No lado oposto do painel, surge, entre cilindros transparentes, a única figura vestida de toda a composição.

No volante direito, segue-se o Inferno. Em grande destaque surge um monstro de rosto humano, com corpo que aparenta um ovo e pernas em forma de troncos de árvore em barcos oscilantes. Na cabeça, uma plataforma ergue uma Cornamusa. A contrastar com o fundo escuro, edifícios ardem e explodem. Enquanto isso, em primeiro plano temos pequenas cenas, que são seguidas por um monstro com cabeça de pássaro devorador de almas condenadas, talvez o próprio demónio : «O Inferno musical», composto pelo o homem que está no alaúde, pelo outro crucificado numa harpa e ainda um outro encerrado num tambor; e «O Inferno dos Jogadores», onde vemos um jogador com a mão atravessada por um punhal, uma mulher nua com um dado na cabeça e um jarro de vinho, um coelho que leva a sua presa e um monstro que apresenta vários objectos à freira e ao seu acompanhante.


Daniela Vicente

Título: O Jardim das Delícias, Hieronymus Bosch

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 10

675 

Comentários - O Jardim das Delícias, Hieronymus Bosch

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente

Ler próximo texto...

Tema: Beleza
Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente\"Rua
Com a chegada do verão, os cuidados com a pele precisam ser intensificados. É claro que, independente da estação, os cuidados com a saúde e beleza são fundamentais. Mas, no verão, alguns problemas de pele, principalmente da face, tornam-se mais frequentes e, com isso, surgem algumas preocupações. A boa notícia é que, a maior parte dessas preocupações podem ser amenizadas ou até mesmo solucionadas com dicas caseiras de cuidado com a pele.

Logo, certos cuidados como o uso regular de bloqueador solar é importantíssimo, não só para evitar manchas no rosto e no corpo, como também, para evitar doenças graves como o temido câncer de pele. Por isso, a boa hidratação, a limpeza correta da face e o uso de cremes faciais com proteção contra os raios ultravioletas UVA e UVB não podem ser menosprezados.

Outro detalhe relevante é a escolha da alimentação. Para ter uma pele saudável e bonita é preciso evitar o uso de certos alimentos. Sabe-se que os conservantes, corantes e similares, que estão sempre presentes nos alimentos industrializados provocam alergias e outros problemas. Essas substâncias podem fazer surgir ou intensificar doenças como o melasma, aquelas manchas escuras na face. E, essas manchas são sensíveis ao calor do sol e, dependendo da pele, o tratamento exige bastante tempo e recursos financeiros para cuidados e acompanhamento dermatológico.

Mas, você pode preparar em casa uma loção para limpar a pele, reduzir ou até mesmo remover essas manchas escuras. Você vai precisar de um pêssego maduro, um pouco de hidratante facial e uma bisnaga de Bepantol, que é um creme com vitamina A.

Dicas para preparar seu creme removedor de manchas na pele:

Primeiramente, faça o creme de pêssego: é só bater no Mix o pêssego com um pouquinho de água. Para facilitar, amasse o pêssego com uma colher antes de bater no Mix. Depois, peneire a massa de pêssego para o creme ficar mais homogêneo. Em seguida, misture a terça parte da bisnaga de Bepantol ao pêssego com uma colher, preferencialmente de madeira ou de plástico. Com um algodão e com movimentos suaves, aplique a loção no rosto e deixe agir por 40 minutos. Depois lave com água abundante. Evite o uso de esfoliante porque a pele ficará muito sensível. Essa loção pode ser usada até três vezes na semana. Não use sobras de creme.

Pesquisar mais textos:

Zilma Silva

Título:Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente

Autor:Zilma Silva(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios