Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > Os estilos de decoração

Os estilos de decoração

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Decoração
Os estilos de decoração

Para decorar a sua casa saiba que tem alguns estilos à sua disposição: contemporâneo, clássico, minimalista, oriental, retro/kitsch e rústico.

Se é uma pessoa prática, o estilo contemporâneo pode ser o seu. Como diz o nome, é um estilo atual, prático e acolhedor. Privilegia as cores neutras, como o bege e o cinzento. Para uma casa que receba este estilo, vai receber com ele muita tecnologia recente no mercado. O espaço é pensado para ser uniforme no exterior e interior. O encontro entre as pessoas é facilitado por um espaço prático, mas também aconchegante.

Se gosta da cultura grega e romana, o estilo clássico incorpora o melhor desse mundo. Muitos dos móveis e objetos que encontra em casa dos seus avós podem ser remodelados e inseridos num espaço com este estilo. Estamos a falar de um estilo mais pesado se podemos dizer assim, pois adota móveis volumosos, como poltronas e candelabros.

O estilo minimalista traz simplicidade e elegância à sua vida. O objetivo deste estilo é procurar a funcionalidade, num ambiente com requinte. A cor branca é muito usada num ambiente destes não invalidando contudo o uso de cores fortes em alguns objetos pela casa, como um vaso vermelho.

Quem gosta da natureza deve desfrutar de uma atmosfera proporcionada pelo estilo oriental. Se pretende reencontrar um recanto calmo para meditar, este estilo é para si. É inspirado na cultura asiática e toda a sua envolvente, como a cores vermelha. Os objetos são tipicamente asiáticos, como por exemplo o buda, as esculturas de Bali, as palmeiras.

O estilo retro/kitsch destina-se a quem pretende misturar o melhor de de dois mundos: coisas baratas ao alcance de qualquer um e os móveis de família, cheios de estórias para contar. Este estilo recorre a cores fortes. Por vezes os móveis não precisam necessariamente serem antigos, pois o mercado hoje em dia já nos oferece a oportunidade de comprar móveis e objetos que imitam os móveis que eram usados antigamente.

O estilo rústico faz-nos recuar a um ambiente de fazenda. Dá especial atenção ao uso da madeira. Para suavizar muitas vezes o ambiente, pode-se recorrer ao vidro e à pedra.


Daniela Vicente

Título: Os estilos de decoração

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

673 

Comentários - Os estilos de decoração

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios