Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Vá de ferias sem prejudicar o ambiente

Vá de ferias sem prejudicar o ambiente

Categoria: Viagens
Comentários: 1
Vá de ferias sem prejudicar o ambiente

A protecção ambiental é um assunto que, cada vez mais, assume uma importância e uma urgência inegáveis. E é também um assunto a não esquecer quando for de férias.

De facto, as suas escolhas podem marcar a diferença (ambiental) no destino que elegeu como ideal para passar uns merecidos dias de descanso. Assim, deverá considerar três aspectos fundamentais: o meio de transporte utilizado até ao destino, o local e a forma de alojamento e, finalmente, o seu próprio comportamento e interacção com o ambiente local.

Desta forma, e sempre que for possível, deverá optar por deixar de lado opções menos saudáveis e altamente emissoras de dióxido de carbono, como o automóvel e o avião. Existem alternativas mais amigas do ambiente e igualmente tentadoras, como por exemplo, o comboio ou o carro eléctrico. Se tiver em mente um destino mais longínquo, poderá optar pelo TGV, que lhe oferece igualmente grande comodidade e rapidez.

Paralelamente, deverá considerar onde vai ficar. Lembre-se que, se optar por uma casa de férias, estará a contribuir para a preservação do meio ambiente, uma vez que terá total controlo dos gastos com água, gás e electricidade e, claro alimentação – já que não haverá lugar para desperdício de comida, tal como acontece nas grandes unidades hoteleiras. Se, ainda assim, quiser pernoitar em hotéis ou pensões, certifique-se de que o estabelecimento pratica e incentiva um turismo sustentável, ao aconselhar a utilização da roupa de cama e de casa-de-banho por mais do que uma noite, ao utilizar painéis solares na produção de energia, ao empregar materiais provenientes de produções sustentadas – por exemplo, madeiras oriundas de florestas em regime de reflorestação –, ao aproveitar a água da chuva para a rega de jardins, entre outras medidas.

Por fim, deverá ter em conta o seu próprio comportamento no local. Assim, deverá evitar comprar materiais de origem duvidosa e que, aparentemente, possam comprometer o meio ambiente, como por exemplo, peles, couros, conchas, corais, marfim, entre outros. Deverá, também, optar por alugar uma bicicleta e colocar de lado o automóvel, uma vez que estará a beneficiar-se a si e ao meio envolvente. Se escolher a bicicleta, também terá a oportunidade de contactar mais directamente com os sons, as cores e os cheiros do local onde está e, desta forma, interagir mais e melhor com esse mesmo sítio. Deverá, ainda, tentar consumir sempre produtos típicos da região, pondo de parte produtos importados (que, devido ao transporte, são ecologicamente incorrectos).

E já sabe: se fizer umas férias limpas, regressará a casa com a consciência limpa!


Isabel Rodrigues

Título: Vá de ferias sem prejudicar o ambiente

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

602 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    14-06-2014 às 21:46:32

    Se cada um de nós tivéssemos a consciência de preservar o ambiente nos lugares que andamos e principalmente, nas férias, nossas cidades ficariam mais limpas e bem cuidadas. Falta mais educação ambiental nas pessoas!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Vá de ferias sem prejudicar o ambiente

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios