Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Passeio de Inverno

Passeio de Inverno

Categoria: Viagens
Comentários: 1
Passeio de Inverno

Apetece-lhe viajar? Apetece-lhe algo diferente, encantador ou até mágico? Venha viajar comigo!
A ilha do Faial proporciona-lhe a magia de um clima tropical, a incógnita do que poderá fazer no dia seguinte, de não poder fazer planos, porque o clima o que tem de incerto também tem de belo.

Vamos começar por marcar a viagem com alguma antecedência, pois os preços são bem mais baixos. Seguidamente procuraremos local para pernoitar, para isso, aconselho vivamente as Casas de habitação ou Casas de Turismo Rural. Nomeio e descrevo hoje algumas que ao experimentarem não se arrependerão com certeza:

Casa do Capitão

Situada em pleno norte da ilha, na freguesia rural dos Cedros, a CASA DO CAPITÃO é um autêntico oásis de paz e tranquilidade.

A casa de arquitetura tradicional faialense, construída em pedra vulcânica, esta rodeada de campos de cultivo, eiras, árvores de fruta, currais de animais, campos de pastagem. Cinco jardins esperam pela sua visita!

No intervalo das casas, em forma de pátios, junto à cisterna, em cima de eiras, com vistas panorâmicas;
Os jardins da CASA DO CAPITÃO foram crescendo nos últimos anos, com plantas endémicas, sub-tropicais e algumas até mesmo exóticas, perfeitamente adaptadas ao clima açoriano. Em qualquer estação do ano, os jardins da casa têm um colorido próprio e sempre muito atrativo.Com bom tempo, os pequenos-almoços podem ser saboreados no Jardim da Eira. No Jardim do Mirante poderá, sob pedido, tomar um chá de fim de tarde com vista para o imenso oceano Atlântico.

Quinta da Meia Eira

A Quinta da Meia Eira é uma moderna casa de campo situada na Ilha do Faial, nos Açores. A tranquila propriedade com 60 000 m² inclui uma piscina interior aquecida, um jardim, um solário e desfruta de vistas de longo alcance sobre o mar.

A Meia Eira providencia quartos twin e duplos, bem como apartamentos com 1 quarto. Os quartos duplos e twin possuem ar condicionado e casa de banho privativa com secador de cabelo, bem como acesso Wi-Fi gratuito, televisão por satélite, varanda, pátio e terraço. Também proporcionam vista sobre o mar, jardim e montanhas. Os apartamentos com 1 quarto desfrutam das mesmas comodidades, para além de uma sala de estar com sofá e de uma kitchenette totalmente equipada.

A Ilha do Faial é composta por áreas verdes e praias naturais, onde os hóspedes podem explorar livremente com uma das bicicletas gratuitas disponibilizadas pela propriedade. A Quinta da Meia Eira inclui um terraço para banhos de sol, onde os hóspedes podem desfrutar da leitura de um livro da biblioteca gratuita.

E como ainda muito temos a fazer para preparar a “nossa” viagem, no próximo artigo continuarei a dar-lhe todas as dicas necessárias para passar “aquelas” férias.
Até já!


Elisa Silva

Título: Passeio de Inverno

Autor: Elisa Silva (todos os textos)

Visitas: 0

654 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    18-04-2014 às 23:35:17

    A Rua Direita deseja a todos: uma excelente viagem!

    ¬ Responder

Comentários - Passeio de Inverno

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios