Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Máquinas > Evolução de relógios de pulso

Evolução de relógios de pulso

Categoria: Máquinas
Visitas: 24
Evolução de relógios de pulso

Os relógios de pulso são hoje muito populares e quase nunguém passa sem o seu uso. No entanto desde há seicentos anos que eles têm vindo a sofrer, de uma grande evolução.

A sua história começa no século XVI, altura em que surgiram os primeiros relógios que eram impelidos por uma mola motriz. Esta peça de metal enrolada em volta de um eixo, bastava para assegurar a energia cinética.

Os primeiros relógios eram apenas relógios de bolso que tinham uma corrente, mas que tinham únicamente o ponteiro das horas. Por isso não eram bastante precisos, o que fazia com que se atrasassem nas horas, várias horas ao dia.

Masmo assim eram vistos como um símbolo de estatuto, para quem os usava.

Mais tarde tornaram-se mais populares e acessíveis a muito mais gente. Foi contudo, com a invenção da mola de balanço, que conferiu ao relógio um ritmo muito mais resistente a certas perturbações e passou a ter os ponteiros dos minutos.

Em face deste acontecimento, a margem de erro das horas baixou muito, para cerca de dez minutos por dia.

Assim, os relógios passaram a ser usados para uma comunicação científica mais precisa e cada vez mais aperfeiçoados.

Apesar dos avanços que os tornava mais perfeitos, foi só no século XX que se tornaram mais populares, em virtude do rolamento de jóias que aumentaram a sua duração. Os anteriores eram de latão e não ofereciam a mesma resistência das jóias.

Quem tornou os relógis mais baratos e usados por todos, foi Auguste Verneuil, que inventou as jóias sintéticas, muito mais baratas.

A maior popularidade dos relógios verificou-se em 1950, devido á chegada dos primeiros relógios eletrónicos, que incluía um volante eletromagnético ou um minúsculo diapasão que vibra a uma frequência constante.

No entanto a sua evolução não parou por aqui, até que surgem os modelos de quartzo moderno, hoje tão utilizados.

Os relógios de pulso seguem as tendências da moda como qualquer objeto pessoal, e nem sempre foram vistos como itens em voga.

Na verdade os relógios de pulso foram desconhecidos até ao século XIX, sendo os de bolso muito mais antigos.

Os relógios de bolso eram considerados símbolos de masciulinidade, ao paçoo que os de pulso eram tidos como femininos.

Este conceito só mudou quando os soldados descobriram que os de pulso eram mais práticos e acesíveis.

Foi deste modo, a partir da I Guerra Mundial, que os relógios de pulso começaram a entrar nas massas.

O seu design foi cada vez mais aperfeiçoado, e surgiram empresas de grandes marcas de relógios.
Atualmente são instrumentos de grande precisão, muito populares e com preços para todosm os bolsos.

Há quem os veja ainda como uma tendência da moda, embora quase todos os usem, de diferentes marcas e modelos.


Pedro gil Ferreira

Título: Evolução de relógios de pulso

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 24

770 

Comentários - Evolução de relógios de pulso

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios