Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > 10 Tendencias de Jardinagem 2016

10 Tendencias de Jardinagem 2016

Categoria: Decoração
10 Tendencias de Jardinagem 2016

Tendência jardim 2016

A jardinagem tem ficado cada vez mais abrangente em nossa vida, o jardim que antes era um espaço sem muita importância tem se tornado destaque nas decorações atuais. E não é só isto ele tem também ganhado um significado cada vez mais amplo.
E com a vida cada vez mais agitada, tempo disponível cada vez menor e espaços cada vez mais reduzidos, os jardins tem se reciclado para se adequar a esta nova forma de vida das pessoas modernas.
Fizemos uma lista de dez itens para você não ficar por fora das tendências da jardinagem.

1. Telhado verde – Com os espaços cada vez mais escassos e uma necessidade de uma vida mais saudável uma tendência grande na jardinagem é o telhado verde. É possível usar Lages ou mesmo telhados para cultivar suas flores e hortaliças. E a cidade tem um item fundamental para este processo, o gás carbônico. Assim é possível alegrar sua casa e se alimentar saudavelmente, alem de contribuir com a natureza.

2. Espaço terapêutico – Uma tendência também é fazer do jardim um laboratório de terapia para toda a família, não só em questão de convivência, mas também no sentido de colocar a mão na massa. Reunir as crianças na hora de plantar, regar e colher. Isto além de fazer muito bem a todos ensinará também o valor da natureza. E quando se tratar de horta, será um grande incentivo à alimentação saudável.
3. Reciclagem: Outra tendência para o jardim 2015 é a reciclagem, incluindo aí a criação de adubo orgânico, por compostagem, reutilização da água como, por exemplo, a do aquário, ou até mesmo a água da chuva para molhar as plantas e ainda reutilizando uma peça quebrada ou não mais usada como um vaso. E tenha certeza que além de você estar com a consciência tranquila com a natureza, poderá ter um jardim lindo e estiloso.

4. Espaço ao ar livre ou Jardim Social – É uma área ao ar livre, para encontro da família e dos amigos. É uma extensão da nossa casa para o laser e apreciação do verde. Um espaço atraente e funcional que te proporciona convivência ao ar livre, mas ao mesmo tempo com o aconchego do seu lar.

5. Pequenos jardins ou jardins verticais- É mais uma forma de reutilização de espaço. É possível ter um jardim mesmo vivendo num apartamento ou numa casa pequena, ou mesmo para utilizar melhor o espaço maior. É possível ter plantas variadas e até uma horta numa parede por exemplo. Esta tendência se encaixa muito bem na vida dos grandes centros.

6. Hortas caseiras ou Jardim comestível: Com a busca cada vez maior de uma alimentação saudável, ter plantas em casa que possa ajudar nesta busca tem sido cada vez mais comum. E aí tanto faz se o espaço é pequeno ou grande, há sempre forma de ter perto da mão, hortaliças, ervas e até frutas fresquinhas pra um tempero, salada ou um suco desintoxicante. E ainda com o exemplo de Michelle Obama, cultivando uma horta no quintal da Casa Branca, esta tendência além de terapêutica, ficou ainda mais chique.

7. Jardim Selvagem – É o cultivo de uma área verde e densa no jardim, trocando os canteiros convencionais por um estilo mais natural, digamos assim. É como ter uma mata em casa, deixando a natureza seguir seu curso natural, e seu jardim com um aspecto mais rústico.
8. Plantas nativas: Outra tendência da jardinagem são as plantas nativas. As plantas importadas têm deixado de ser destaque para o jardim e há grandes vantagens nesta tendência, além das nativas serem mais acessíveis se adéquam melhor ao nosso ambiente e são plantas mais resistentes. Então trocar mudas com vizinhos e amigos pode ser uma ótima opção.

9. Jardim social: esta tendência além de fortalecer os laços sociais pode deixar a cidade mais bonita. Sabe aquele espaço perto da sua casa que está inutilizado ou utilizado da forma incorreta, como depósito de lixo por exemplo. Que tal transformá-lo junto com os vizinhos num lindo jardim, ou numa utilitária horta. Isto além de ser um incentivo a boa alimentação é também uma forma de reunir a comunidade para um bem comum valorizando os espaços públicos.

10. Forma, textura e Cor- Como o jardim saiu a muito tempo do escurinho e veio à luz, sendo uma das atrações na decoração da casa, cada vez mais ele é objeto do mundo da moda. E mais ele deve ter a sua cara, e por isto não deve se ter medo de ousar nas cores, luzes, formas e texturas. É possível encontrar hoje muita orientação neste sentido para transformar seu jardim num lugar aconchegante e atrativo.


Meirilene Reis

Título: 10 Tendencias de Jardinagem 2016

Autor: Meirilene Reis (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - 10 Tendencias de Jardinagem 2016

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios