Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > O glamour do verniz

O glamour do verniz

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Comentários: 1
O glamour do verniz

O verniz exerce, sobretudo no universo feminino, um fascínio particular, logo desde tenra idade. As meninas, regra geral, não resistem a ir à bolsa de pintura de mães e avós para ensaiar um embelezamento das unhas (e, em muitos casos, de parte do ambiente circundante…), que depois exibem com orgulho, de dedos esticados, a desfilar como se se tratasse de uma passerelle.

Não obstante, é entre a população adulta que o glamour do verniz é reconhecido como elemento diferenciador. Não se concebe, por exemplo, uma executiva de unhas “despidas”. Contudo, se no seio das estudantes e das integrantes de quadros médios e superiores a taxa de penetração do produto é altíssima, o mesmo não se passa com mulheres mais distantes dos centros urbanos e com as reformadas e idosas. Ainda assim, estudos realizados pela Marketest declaram que o consumo de verniz tem registado aumentos significativos.

Antes, porém, da aplicação deste, há que ter diversos cuidados. Remover o verniz antigo é o primeiro. A seguir, é preciso limar as unhas de modo uniforme e apenas numa direção, a fim de que não lasquem. Não deixar as unhas demasiado compridas e moldar uma forma quadrada com os cantos meio arredondados ajuda a evitar que se partam e que sofram choques. Pessoas com unhas mais quebradiças devem, contudo, limar num formato amendoado. Existem vernizes endurecedores, assim como produtos de tratamento para unhas fragilizadas e concentrados de crescimento que auxiliarão neste processo.

Não há regras para escolher a cor do verniz a aplicar; de facto, ter nas mãos (e, eventualmente, nos pés a mesma tonalidade do batom já passou de moda. Agora, talvez seja mais in conjugar o verniz com a roupa, os sapatos ou… com nada. Apesar de haver tons que vão mais de encontro a tendências padronizadas em determinada época, o que conta realmente é o próprio estilo e, quiçá, a ocasião. Aliás, combinar vários esmaltes com o intuito de criar uma pintura única revela um género arrojado. Todavia, as cores suaves, para além de serem mais fáceis de aplicar, tornam as imperfeições menos visíveis.

Para a aplicação, basta deslizar o pincel com verniz ao longo da unha, primeiramente na zona central e, só quando está mais escorrido, em cada uma das laterais. Se se pretender uma maior duração, é preciso passar duas camadas de verniz e esperar que seque. Este procedimento pode ser acelerado se, decorridos cinco minutos da pintura, se introduzirem as unhas em água fria ou mergulharem num recipiente com água e um cubo de gelo.

A hidratação das unhas é um fator importante, e pode ser conseguida com óleos hidratantes. As cutículas muito finas devem ser retiradas de dez em dez dias, e é recomendável usar produtos de proteção. Bases com cravo-da-índia são fortalecedoras.

De realçar a importância da esterilização de alicates e espátulas, utilizados pelas manicures. A falta de higiene é passível de dar origem a micoses e outros hipotéticos problemas de saúde.


Maria Bijóias

Título: O glamour do verniz

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

662 

Imagem por: yumyumbubblegum

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Sofia NunesSofia Nunes

    15-09-2012 às 15:12:37

    Refere-se no seu texto ao fascínio que o verniz exerce nas mulheres, desde muito tenra idade. É absolutamente verdade. Conheço crianças que a partir dos cinco anos já pedem para lhes pintarem as unhas. Pessoalmente, só comecei a utilizar verniz na adolescência, por volta dos 14 anos. No entanto, uma vez que as minhas unhas não aguentam o verniz durante um tempo aceitável, seja qual for a qualidade do mesmo, não as uso sempre pintadas.

    ¬ Responder

Comentários - O glamour do verniz

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: yumyumbubblegum

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios