Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Cinco tipos de manicure de arrasar

Cinco tipos de manicure de arrasar

Categoria: Beleza
Visitas: 14
Comentários: 10
Cinco tipos de manicure de arrasar

No verão, todas nós queremos umas unhas especiais. Aqui ficam, só para vocês, cinco tipos de manicure lindos e muito especiais.

*Plush ou Glitter nails

Possivelmente já ouviu falar nas unhas de peluche. Estas são feitas com a mesma técnica que as Glitter Nails e são muito simples!

Vai necessitar de verniz da côr pretendida, verniz transparente e pó (para Plush Nails) ou glitter (para Glitter Nails).

Para começar, aplique o verniz de côr sobre a base (lembre-se sempre de proteger a sua unha, aplique base!) e deixe secar.

Aplique o verniz transparente numa unha e coloque-a dentro do pó ou glitter. Retire e deixe secar. Repita o processo nas outras unhas.

Imagens aqui: http://i1177.photobucket.com/albums/x348/FipinhaTraquina/Glitternails.jpg

*Galaxy

As galáxias são fabulosas, e tê-las nas unhas é fantástico. Para esta manicure vai necessitar de uma esponja, um pincel, vernizes preto, azul escuro, azul claro, branco, transparente com glitter e transparente top-coat.

Passo 1 – Passe o verniz preto na unha e deixe secar.
Passo 2 – Com uma esponja, aplique o verniz branco apenas numa área da unha.
Passo 3 – Aplique com a esponja o azul escuro por cima do branco.
Passo 4 – Aplique com a esponja branco numa área ainda menor.
Passo 5 – Aplique azul claro em volta do branco.
Passo 6 – Aplique o verniz com glitter sobre a unha.
Finalizar – Com o pincel e o verniz branco, desenhe pontos e estrelas. Termine com Top-coat transparente.

Imagens aqui: http://i1177.photobucket.com/albums/x348/FipinhaTraquina/GalaxyNails.jpg

*Degradé

O degradê fica magnífico nas unhas e dá um ar de verão. Vamos experimentar?

Passo 1 – Aplique uma cor clara de base.
Passo 2 – Com uma esponja, aplique uma cor mais escura, da ponta para a cuticula, deixando um pouco da cor anterior visível.
Passos 3 e 4 – Repita o passo anterior com cores cada vez mais escuras, deixando sempre um pouco da cor anterior visível.
Passo 5 – Apesar de ser opcional, um pouco de verniz com glitter dá um ar cintilante!

Imagens aqui: http://i1177.photobucket.com/albums/x348/FipinhaTraquina/Degrad.jpg

*Craquelê decorado

O craquelê é muito famoso nos nossos dias. No entanto há que saber tirar todo o seu potencial. Para isso, siga três passos simples.

Passo 1 – Aplique a cor base (diferente de branco).
Passo 2 – Aplique o craquelê.
Passo 3 – Com um pincel trace linhas com branco em alguns dos locais onde o craquelê quebrou.

Imagens aqui: http://i1177.photobucket.com/albums/x348/FipinhaTraquina/Craqueldecorado.jpg

*Desenhos em espanhola

Os desenhos em espanhola são um ar divertido e cuidado às unhas.

Passo 1 – Passe uma cor base (diferente de branco).
Passo 2 – Trace uma espanhola a branco.
Passo 3 – Com uma cor diferente da base, desenhe 3 pintinhas no limite da espanhola.
Passo 4 – Com o pincel e verniz branco, trace alguns riscos nas pintinhas, para imitar petalas. Pode fazer também uma flor exterior à espanhola.

Imagens aqui: http://i1177.photobucket.com/albums/x348/FipinhaTraquina/Desenhosemespanhola.jpg


Patrícia Carvalho

Título: Cinco tipos de manicure de arrasar

Autor: Patrícia Carvalho (todos os textos)

Visitas: 14

801 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 10 )    recentes

  • Carla HortaCarla Horta

    07-10-2012 às 21:41:27

    Concordo plenamente com a Teresa Maria Gil. Os efeitos das manicuras podem ser extraordinários, mas há que ter em conta a idade, os tons de pele e o estilo de cada um. Quem nunca reparou em pessoas que tem umas unhas lindíssimas mas que em nada têm a haver com a sua idade e estilo ou forma de vestir. Nestas situações, por muito que sejam agradáveis ou bonitas, as unhas destoam de todo o conjunto.

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    06-10-2012 às 02:30:21

    Adoro ir na manicure e pedicure.Principalmente quando minhas unhas estão grandes,assim posso passar um belo esmalte vermelho ou um belo esmalte bem claro e depois colher os elogios que viram depois.

    ¬ Responder
  • Anne TeixeiraAnne Teixeira

    05-10-2012 às 01:22:33

    Eu mal sei fazer francesinha, quanto mais unhas decoradas.Tentei fazer unhas marmorizadas esses dias e foi um desastre, mas ainda me arrisco com a filha única, pois basta pintar uma unha de outra cor. =)No caso de francesinhas e espanholas eu fazia com fita adesiva no começo, mas hoje em diz consigo só com o pincel do esmalte mesmo. Só que é só na minha mão, porque não consigo fazer na unha dos outros.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    04-10-2012 às 08:42:26

    Há minicures que na verdade causam um efeito espetacular nas pessoas que a usam. Contudo têm que estar adaptadas´à idade, tom de pele, cabelos e vestuário.Estes requesitos são importantes para destacarem uma manicure que nunca deve ultrapassar as características da mulher.

    ¬ Responder
  • Nilson EmpreendedorNilson Uemoto

    28-09-2012 às 01:00:11

    Boas dicas para as mulheres que querem inovar suas unhas e agradar ao seu namorado ou esposo.As mãos bem cuidadas são um sinal de que a mulher tem auto estima, é vaidosa e se cuida e unhas bem feitas certamente também fazem parte do arsenal de armas de que uma mulher dispõe para conquistar o sexo masculino.Eu acho muito legal mulheres que fazem esses apliques nas unhas

    ¬ Responder
  • Lucas SouzaLucas Souza

    27-09-2012 às 10:53:52

    Belas dicas Patrícia! A infinidade de formas e cores de esmaltes permite a criação de desenhos bem legais. Certamente irei comentar sobre esses tipos com a minha namorada!

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    26-09-2012 às 14:16:05

    Parabéns pelas ótimas dicas de estilos de manicure, realmente todos parecem ficar muito lindos nas unhas. Pena que eu não tenha tanta habilidade para fazer certos desenhos mais elaborados (a minha mão fica tremula), acabo borrando todo o esmalte. Por fim, acabo optando pelos tons uniformes, sem grandes variações ou desenhos mais elaborados. Mas gostei muito de suas dicas, principalmente do degradê e do galaxy, espero conseguir fazer um dos dois na unha!

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    23-09-2012 às 22:51:49

    Excelentes ideias Patrícia. Para quem não tem tempo ou meios financeiros de fazer a manicura fora, os passos, truques e dicas que apresenta estão perfeitos. Excelentes ideias as que nos dá. Parabéns

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    23-09-2012 às 01:22:40

    Adoro fazer as unhas,ou seja adoro manter minhas unhas bem pintadas.Logo,adoro deixa-las de forma sempre diferente.Com vários tipos de cores de esmalte,inclusive estilos diferenciados.Como usar a ponta das unhas pretas e o restante branco.

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    22-09-2012 às 21:21:56

    Pessoalmente, não tenho muito tempo disponível para arranjar as minhas próprias unhas, ao que se acrescenta a qualidade muito quebradiça e frágil das mesmas. Ainda assim, acho essencial manter as unhas minimamente arranjadas, o que no meu caso significa mantê-las com um tamanho médio e bem tratadas. No entanto, apreciei as suas dicas de manicura, que são muito originais, ainda que requeiram alguma técnica adquirida por parte de quem empreenda a tarefa de as arranjar.

    ¬ Responder

Comentários - Cinco tipos de manicure de arrasar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A história da fotografia

Ler próximo texto...

Tema: Fotografia
A história da fotografia\"Rua
A história e princípios básicos da fotografia e da câmara fotográfica remontam à Grécia Antiga, quando Aristóteles verificou que os raios de luz solar e com o uso de substâncias químicas, ao atravessarem um pequeno orifício, projetavam na parede de um quarto escuro a imagem do exterior. Este método recebeu o nome de câmara escura.

A primeira fotografia reconhecida foi uma imagem produzida em 1826 por Niepce. Esta fotografia foi feita com uma câmara e assente numa placa de estanho coberta com um derivado de petróleo, tendo estado exposta à luz solar por oito horas, esta encontra-se ainda hoje preservada.

Niepce e Louis –Jacques Mandé Daguerre inciaram em 1829 as suas pesquisas, sendo que dez anos depois foi oficializado o processo fotográfico o nome de daguerreótipo. Este processo consistia na utilização de duas placas, uma dourada e outra prateada, que uma vez expostas a vapores de iodo, formando uma pelicula de iodeto de prata sobre a mesma, ai era a luz que entrava na camara escura e o calor gerado pela luz que gravava a imagem/fotografia na placa, sendo usado vapor de mercúrio para fazer a revelação da imagem. Foi graças á investigação realizada por Friedrich Voigtlander e John F. Goddard em 1840, que os tempos de exposição e revelação foram encurtados.




Podemos dizer que o grande passo (não descurando muitas outras mentes brilhantes) foi dado por Richard Leach Maddox, que em 1871 fabricou as primeiras placas secas com gelatina, substituindo o colódio. Três anos depois, as emulsões começaram a ser lavadas com água corrente para eliminar resíduos.

A fotografia digital


Com o boom das novas tecnologias e com a capacidade de converter quase tudo que era analógico em digital, sendo a fotografia uma dessas mesmas áreas, podemos ver no início dos anos 90, um rápido crescimento de um novo mercado, a fotografia digital. Esta é o ideal para as mais diversas áreas do nosso dia a dia, seja a nível profissional ou pessoal.

As máquinas tornaram-se mais pequenas, mais leves e mais práticas, ideais para quem não teve formação na área e que não tem tempo para realizar a revelação de um rolo fotográfico, sem necessidade de impressão. Os melhores momentos da nossa vida podem agora ser partilhados rapidamente com os nossos amigos e familiares rapidamente usando a internet e sites sociais como o Facebook e o Twitter .

A primeira câmara digital começou a ser comercializada em 1990, pela Kodak. Num instante dominou o mercado e hoje tornou-se produto de consumo, substituindo quase por completo as tradicionais máquinas fotográficas.

Sendo que presentemente com o aparecimento do FullHD, já consegue comprar uma máquina com sensores digitais que lhe permitem, além de fazer fotografia, fazer vídeo em Alta-Definição, criando assim não só fotografias quase que perfeitas em quase todas as condições de luz bem como vídeo com uma qualidade até agora impossível no mercado do vídeo amador.

Tirar fotografias já é acessível a todos e como já não existe o limite que era imposto pelos rolos, “dispara-se” por tudo e por nada. Ter uma máquina fotográfica não é mais um luxo, até já existem máquinas disponíveis para as crianças. Muitas vezes uma fotografia vale mais que mil palavras e afinal marca um momento para mais tarde recordar.

Pesquisar mais textos:

Bruno Jorge

Título:A história da fotografia

Autor:Bruno Jorge(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    05-05-2014 às 03:48:18

    Como é bom viver o hoje e saber da história da fotografia. Isso nos dá a ideia de como tudo evoluiu e como o mundo está melhor a cada dia produzindo fotos mais bonitas e com qualidade!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios